Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Acho que Shingeki no Bahamut pretende mostrar cenários variados típicos de um RPG eletrônico. Já teve cidades, campos de batalha, covis de criminosos, mansões abandonadas de feras, nesse episódio uma vila de mortos-vivos, e no próximo se o título for para ser levado a sério haverá uma cidade portuária. Isso pode parecer óbvio, mas não é tão óbvio assim. Sem dúvida, animes de fantasia medieval mostram vários cenários como esses, mas quantos deles têm tantos cenários diferentes em tão poucos episódios? E como os protagonistas são um grupo pequeno (ainda não coeso) de heróis com habilidades diferentes e complementares em uma aventura, se preferir uma quest, o ambiente de RPG eletrônico está completo. O curioso é que o anime é baseado em um card game (não sei se físico, eletrônico ou ambos), não em um RPG (ou MMORPG). Bom, não importa, faz tempo que não jogo nada mas adoro RPGs eletrônicos, não é de se espantar que seja meu anime predileto até agora. Nesse episódio, além de mortos-vivos tivemos importantes flashbacks, revelações e o acréscimo de mais um membro à party!

Ler o artigo →