Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Depois de todas as dicas dadas, é impossível que você ainda não saiba. Ainda não assistiu esse episódio e não gosta de spoilers? Vai lá assistir e depois volte aqui. Já assistiu e não sabe do que estou falando? Ah vai, você sabe sim. Tenta assistir de novo se precisar, nem precisa ver o episódio inteiro. Bom, eu confesso que já sabia, mas enquanto o anime não revelou eu escrevi meus artigos como se não soubesse. Mas agora já foram dadas pistas mais do que suficientes para todo mundo entender o grande segredo de Fate/Stay Night. Não é nada que mude a história substancialmente porque o enredo é um battle royale bastante simples e razoavelmente impermeável aos personagens que participam dele. Não importam sentimentos, não importa senso de justiça, quem for mais forte ou tiver o melhor plano vai vencer no final. Mesmo assim é divertido aprender mais sobre os personagens (não com aqueles diálogos infinitos, estou falando de desenvolvimento de verdade). Nesse caso é uma enorme revelação então é muito mais divertido! E sim, enrolei um parágrafo inteiro sem falar nada para o spoiler ficar no próximo parágrafo que só pode ser lido na página do artigo dentro do blog evitando ao máximo que alguém leia sem querer.


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Vamos lembrar: os servos são espíritos heróicos de pessoas que morreram. Em nenhum momento é dito que sejam pessoas que morreram no passado. Quero dizer, talvez isso tenha sido dito, mas se foi, é por falha do roteiro ou porque os próprios magos não entendem completamente como funciona o torneio. Dito isso, quem é o Archer? Ele disse quando invocado que não se lembra quem é. Mas ele também disse episódios mais tarde para o Shirou que ele morreu sem arrependimentos. Se ele não se lembra quem ele é, como ele pode saber que morreu sem arrependimentos? Ele pode ter se lembrado entre um momento e o outro, claro, e se essa fosse a única pista eu não teria nada a dizer. Mas há mais, e já chego lá. Acredito que quem tenha lido até aqui já saiba o que vou dizer a seguir: o Archer é o Shirou.

Para não ficar um texto incompleto, um breve resumo do que de mais importante aconteceu no episódio: Shinji botou as mangas de fora e finalmente ativou a barreira que havia instalado na escola, e imediatamente todas as pessoas normais dentro desmaiaram. O contato mágico com servos no mundo externo também foi cortado, significando que apenas algo poderoso como o uso de um selo de comando poderia ser usado para trazer Archer e Saber para dentro do colégio, pois os dois estavam fora e não sabiam do que se passava. Como Rin havia usado um segundo selo na noite anterior, ordenando a Archer que não atacasse Shirou enquanto durasse a aliança entre os dois, ela não pôde usar seu último selo. Felizmente Shirou ainda tinha dois selos, e usou um para invocar Saber. Assim, enquanto Saber foi atrás da presença de um servo que ela havia sentido, Rin e Shirou foram atrás do Shinji, na origem da barreira. Quando chegaram lá, contudo, o encontraram apavorado e a Rider morta. Nem revelaram quem ela era e a mataram fora da tela, achei muito ruim isso. Não é como se faltasse tempo para o anime, já que ele vem desperdiçando tempo precioso em conversas chatas e desnecessárias. A ideia nessa cena era criar suspense sobre quem havia matado Rider, mas entre suspense que dura tão pouco e um combate entre servos eu teria preferido o segundo. De todo modo, no fim das contas quem Saber encontra (e quem presumivelmente matou Rider) é Caster, ou melhor, um simulacro dela, ou algo assim. Veja você, Caster (talvez com a ajuda de seu mestre misterioso) de alguma forma manipulou Shinji para que ele instalasse a barreira na escola e quando ele finalmente a ativou, ela matou Rider e sugou toda a energia para si. Como seu objetivo era matar Berserker, acho que podemos esperar um próximo combate interessante entre os dois. Fique tranquilo, contudo, porque além da Rider ninguém morreu: Caster agiu conforme havia dito e sugou apenas o suficiente da força vital das pessoas, sem no entanto matá-las. Rin e Shirou chamam o padre Kiritsugu para ele limpar a bagunça depois. Fim do episódio.

Agora voltando ao Archer. Ele disse que não sabia quem era e disse que morreu sem arrependimentos, como saber o segundo é impossível sem saber o primeiro, ele mentiu ao dizer não saber quem era. Mais: é razoável supôr que mentiu ao dizer que morreu sem arrependimentos também. Uma pista ainda antes dessa veio logo nos dois primeiros episódios: lembra-se do amuleto de Rin, que ela usou para curar Shirou magicamente e depois esqueceu na escola? Archer devolveu-o para ela. Isso foi no final do episódio zero. No episódio 1, contudo, quando Shirou desperta depois de ser salvo pela Rin ele encontra o mesmo amuleto no chão e o pega! Depois disso só veríamos mais pistas fortes no episódio anterior. Caster diz que Archer e Shirou são parecidos, enquanto o espectador olha para os dois e mais do que nunca pode constatar naquele quadro que, realmente, eles são muito parecidos. Mais do que parecidos, é como se Archer fosse um Shirou adulto e com cores trocadas. Mas nem era desse tipo de semelhança que Caster falava: ela dizia que eles tinham personalidades parecidas, por não matarem em vão, desnecessariamente. Depois, no mesmo episódio, Archer diz para o Shirou as exatas mesmas palavras que seu pai adotivo havia dito: é impossível salvar todo mundo, ao escolher quem salva, ao mesmo tempo você escolhe quem morre (as palavras não foram essas, mas esse é o sentido). Algo que o Shirou diria caso se tornasse um adulto amargurado, não é? Melhor ainda, algo que o Shirou diria caso se tornasse um adulto que carrega um grande fardo por não ter conseguido se manter firme às suas próprias convicções, apegando-se cinicamente ao que seu pai dizia.

Achando que não haviam ainda pistas factuais suficientes, o anime decidiu transmitir pistas visuais também, além da mera semelhança entre ambos. No instante em que Archer atinge Shirou, há uma cena intrigante do Archer no alto de um pequeno morro em um descampado forrado de espadas e outras armas de corte fincadas na terra. No início desse oitavo episódio, a primeira cena é do Shirou no meio desse mesmo morro, sem todas as armas ao redor, mas com seu próprio braço se transformando em lâminas. Lembrando: o poder de Archer, conforme visto desde sua primeira luta, é criar lâminas! Ainda nesse oitavo episódio, é notável a facilidade com que Shirou copia a técnica com espada de Archer. A Saber percebe isso, e Shirou confirma que está sim o imitando. E ele faz isso tão bem que chega a achar que a Saber está pegando leve com ele quando na verdade ele é que melhorou enormemente de um dia para o outro. Ele até mesmo começa a experimentar o uso de duas lâminas. E eu poderia continuar, há outras pequenas pistas espalhadas pelos episódios, mas essas que listei já são suficientes para ter certeza: Archer é Shirou.

Isso é interessante porque dá luz a mais questões. Qual o arrependimento de Archer? Se Shirou como está hoje ainda quer ser um herói da justiça, e se Archer é cínico justamente com esse sonho de Shirou, só posso concluir que ele fracassou justamente em se tornar um herói da justiça. Terá perdido a batalha pelo Cálice? Qual é, ele é o protagonista, é lógico que ele não vai perder. Ainda mais nessas cirtunstâncias onde a derrota dele geraria um ciclo infinito de arrependimento e retorno ao passado. Então ele deve vencer mas mesmo assim irá se arrepender. Fracassará em salvar alguém? Talvez. Mas acho que ainda não é isso. Quero dizer, pode ser que seja sim, mas para ele se tornar cínico como se tornou sou tentado a crer que não apenas alguém morrerá por culpa dele, como ele escolherá a morte dessa pessoa considerando-a um mal menor, seja por ação, seja por omissão. Isso sim faria desmoronar toda a ética sob a qual Shirou opera, não é?

Não acho que estou indo longe demais ao afirmar que a causa do arrependimento de Archer ocorre nessa própria Guerra Santa. E não é só porque a história ficaria mais chata se não fosse assim. Quando Archer mentiu sobre não ter arrependimentos ele disse que é um sofrimento para um servo ser invocado de volta à vida e reviver suas frustrações. Ele não estava falando apenas de memórias passadas. Ele não estava falando de outros servos. Ele estava falando de si mesmo, e com reviver ele quis dizer literalmente: ele foi invocado para a própria batalha na qual ocorrerá aquilo que causou seu trauma. Uma última questão: Se o Archer é o Shirou, o que ele tinha na cabeça para tentar matar a si mesmo? Ora, isso é muito fácil: se ele está arrependido com o seu passado, faz sentido querer evitar que ele aconteça. Vendo a irredutibilidade de Shirou e sabendo que isso é precisamente o que o levará à tragédia, Archer optou pelo “suicídio retroativo”, se me permite o termo. Então, qual será a tragédia que está por vir? Será Shirou capaz de evitá-la dessa vez, ou ela se repetirá? Caso ele a evite, será que outra tragédia, talvez até maior, não acontecerá? A maior pista sobre isso até agora é: Archer parece especialmente preocupado com Berserker, a ponto de considerar razoável permitir que Caster mate a cidade inteira para que ela tenha força suficiente para derrotar o servo durão da Ilya, a loli que na verdade é mais velha que o Shirou.

Me desculpe, mas por conta da falta de tempo e tentando publicar o quanto antes os artigos atrasados, esse também ficará sem mais imagens por enquanto.

  1. A pior parte disso tudo é que mesmo que ele mate o Shirou 84739095 vezes, a Archer NÃO vai desaparecer nunca. Isso porque quem faz um contrato com o mundo sai da linha do tempo, então matar a si próprio para impedir o futuro é inútil. E também, nem mesmo na VN é mostrada a linha do tempo na qual o Shirou vence a guerra e então começa a trilhar o caminho que o levará até o Archer, o que aliás, é um pedido de longa data dos fãs de Fate mas que pelo visto jamais sairá do plano das ideias. O Archer que está ai no anime é um CLONE do verdadeiro que fica sempre alocado fora da linha do tempo ( o mesmo vale para os demais servos), o cálice não tem poder para invocar os verdadeiros. A única chance do Archer é alguém de alguma maneira tirá-lo do Trono dos Heróis e romper o contrato com o Mundo. Se é possível fazer isso no mundo de Fate, até agora não foi mostrado. O Archer quer matar o Shirou porque ele não pode matar a si próprio diretamente, e como você mesmo citou, ele não escuta nada do que o Archer diz, então não resta nada a fazer. É mais como um ato de desespero do que tudo (porém inútil, já que não resolve o problema do Archer).
    Porque ele quer tanto desparecer? No seu post você já citou diversos motivos, mas tem coisas piores ainda, esperar pra ver.

    Sobre a parte da tragédia, o Shirou é avisado do que está por vir, mas AINDA SIM, resolve fazer as mesmíssimas coisas. Motivo pelo qual ODEIO o personagem.

    • Fábio Mexicano Godoy

      Não conhecia esses detalhes sobre a VN. Sobre os motivos do Archer, acho que eu sei quais são =), apenas evito dar spoilers desnecessários para os meus leitores, afinal não dá para assumir que todo mundo que chega até aqui já conheça a história. E bom, se todo mundo já conhecesse nem seria tão divertido assim escrever sobre.

      • Naturalmente. E aconselho ler a VN, por que o anime corta muito do monologo interno dos personagens e acaba empobrecendo a Rin (puts, estão cortando os sonhos dela sobre o passado do Archer e a impressão dela sobre os mesmos!)e principalmente o Shirou.

      • Fábio Mexicano Godoy

        Mais monólogos? Bom, acho que em uma VM não fica tão ruim quanto em um anime. Talvez o problema seja quererem transmitir um pouco de tudo o que tem na VM, o que obviamente não está cabendo no anime ou talvez eles sejam mesmo incompetentes para fazer isso. Se fosse só ação seria ótimo. Se a história de fundo é tão boa quanto você diz, poderiam valorizá-la e cortar na ação que também ficaria bom.

Comentários