Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Os episódios dois e três são auto-contidos, suas histórias têm meio, começo e fim, merecendo o nome “episódio” de forma bem literal. E eles servem para apresentar a Libra e seus membros de uma forma orgânica, mais interessante do que contar ou descrever. Embora vários personagens apareçam nos dois episódios, o dois destaca mais o Zapp Renfro, enquanto o três acompanha o Klaus von Reinhertz. O protagonista Leonardo é apenas coadjuvante, participando bastante no segundo (como vítima) e fora da tela a maior parte do tempo no terceiro. Mas a grande história do anime não fica parada aguardando essas apresentações e o próprio Leonardo conhece a fantasma White que provavelmente será uma personagem importante e recorrente durante boa parte da série.


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


No episódio 2 mais personagens aparecem e o poder de vários deles é revelado. A maioria parece ter saído de Deadman Wonderland ou Kyoukai no Kanata e usam seu sangue para criar armas e usar técnicas de combate especiais. A única exceção parece ser Chain Sumeragi, uma lobisomem com a habilidade de ficar invisível. Todos eles parecem humanos à primeira vista, mas devem ser no mínimo híbridos, supondo que existam híbridos nesse mundo, senão certamente são mesmo demônios humanoides. Como já adiantei, a estrela do episódio é Zapp Renfro. Como Leonardo é novo na Libra e basicamente sem habilidade de combate nenhuma ao mesmo tempo em que possui olhos que seriam cobiçados por qualquer um, Klaus pede a Zapp que fique de olho no moleque. E ele fica, mas do jeito esquisito dele, o que significa que fica perseguindo Leonardo por toda parte e atrapalhando ele em seu emprego como entregador de pizzas enquanto finge que é apenas coincidência que os dois estejam sempre no mesmo lugar. Ele está irritado com a missão ou é apenas um tsunderê que não quer admitir que está tomando conta do Leonardo? Eu acho mais provável a segunda hipótese, embora possa haver um pouco da primeira junto. Em dado momento Leonardo vê o que não gostariam que ele visse com seus olhos especiais e de certa forma amaldiçoados e um bando de demônios que captura pessoas como comida e que é capaz de criar ilusões poderosas não gosta disso. Zapp tenta combatê-los, mas o fato de terem magia de ilusão de nível tão alto é uma desvantagem tremenda para ele que acaba seriamente ferido. Mesmo assim, consegue prender um fio de seu sangue no veículo dos demônios. Na hora certa (ou seja, quando o veículo para e eles chegam ao demônio que é seu líder e a fonte da magia ilusória) ele incendeia seu sangue para que Chain possa seguir seu rastro e eles encontrem Leonardo e os demônios. Eles eram bastante fracos, tendo apenas a magia de ilusão como vantagem mesmo, e quando a perdem são facilmente derrotados. Leonardo tentou escapar por conta própria mas provavelmente não teria conseguido. Muito ferido no final, foi hospitalizado por alguns dias e enquanto caminhava pelo terreno do hospital encontrou um pequeno cemitério, onde conheceu White, uma fantasma.

Klaus suportando a partida de prosfair contra Don Arlelelle

Klaus suportando a partida de prosfair contra Don Arlelelle

No terceiro episódio, a Libra descobre que uma poderosa droga que permite a seres humanos alterarem temporariamente a forma de seus corpos está sendo comercializada, e começam uma investigação ampla para descobrir quem está por trás da distribuição dessa droga. Eles pesquisam em todos os meios que sabem e não encontram sequer uma pista. Em vista disso, Klaus decide apelar a um demônio de alto nível (Don Arlelelle Eruca Fulgrouche) que ele conhece e vive no submundo e que vende qualquer coisa em troca de partidas de um jogo chamado prosfair, que é uma espécie de xadrez super-complexo que fica ainda mais complexo quanto maior for a duração da partida e quão mais agressivos forem os jogadores. O lance é que Don Arlelelle só entrega as informações ou realiza quaisquer desejos possam ter feito a ele caso o vençam durante a partida ou aguentem o jogo por um número de horas proporcional ao pedido feito. Além disso, Don Arlelelle já passou literalmente muitos anos (e muitos para o padrão de um demônio, ou “beyondian” – alenziano? beiondiano? -, enfim, o termo preciso utilizado pelo anime, e não para o padrão de reles humanos mortais) de sua vida apenas jogando prosfair. E pior, aparentemente jogar muito tempo, talvez especificamente jogar muito tempo com Don Arlelelle no seu salão de jogos, pode enlouquecer. Enfim, indo de encontro a Don Arlelelle, Klaus encontra um humano que já foi da União Soviética quando ela existia, chamado Korsakov Ulchenko, e ele também pretende jogar. Klaus insiste mais de uma vez para que o humano não jogue, mas foi em vão. Ele foi jogar, e queria armas nucleares para o seu país (suponho, então, que não seja russo), o que lhe custaria 9 horas de jogo. E ele teria conseguido se tivesse parado aí, mas também quis a morte de Klaus e de K.K., a mulher com tapa-olho que acompanhava o líder da Libra, porque não queria que houvessem testemunhas de que ele esteve ali. Então o preço ficou em 10 horas. E eu disse que ele teria conseguido porque segundo Don Arlelelle faltaram apenas 2 minutos para que ele suportasse as 10 horas, portanto ele passou de 9 e por muito. Claro que é possível que o beiondiano tenha feito de propósito também. Enfim, como perdeu, Ulchenko pagaria com a vida, mas Klaus interviu e, suportando uma partida de 99 horas (sim, noventa e nove) ele salvou a vida de Ulchenko e ainda conseguiu a informação que queria. Tenho certeza que o Ulchenko, para o bem ou para o mal, não irá se esquecer disso. De todo modo, de posse da informação que Klaus foi buscar, K.K. ligou para o escritório da Libra e deu os endereços de vários lugares relacionados ao tráfico da droga, que foram todos atacados e desmantelados. Por alguma razão Klaus mantém em segredo seu relacionamento com Don Arlelelle até mesmo de seus companheiros da Libra, exceto, pelo que parece, da mulher chamada K.K.

White, a fantasma, apreciando as fotos de Leonard

White, a fantasma, apreciando as fotos de Leonard

No final desse episódio, a fantasma White volta a interagir com Leonardo e se impressiona com as fotos do garoto, em grande parte porque ela simplesmente não pode sair de onde está então a câmera de Leonardo se torna sua janela para o mundo. Como Leonardo é o protagonista, acho seguro supôr que o arco que envolve White será de grande importância para Kekkai Sensen, talvez o mais importante de todos. Talvez esteja até mesmo relacionado com a própria cidade de Hellsalém’s Lot (ou será Jerusalém’s Lot? a pronúncia deixa em dúvida, e no primeiro episódio legendaram como Jerusalém, mas nesses dois como Hellsalém). Imagino que no quarto episódio a história de verdade deva começar pra valer.

Comentários