Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Esse foi um episódio de ligação, o primeiro de Dungeon. Uma quantidade maior que o normal de linhas de enredo foi explorada, incluindo algumas que pareciam já ter se encerrado, e nada acabou. Um resumo muito breve poderia ser: Héstia fica doída de ciúmes do Bell sem saber o que estava acontecendo, Bell convida ela para jantar e ela fica tão feliz que esquece do ciúme e de manter a boca fechada enquanto toma banho em um banho público, as deusas que descobrem sobre Bell são incrivelmente sem noção e estragam o encontro dos dois. Liliruca ainda pretende trair Bell, e os problemas em sua família tem algo a ver com “eles não adoram seu deus, adoram sua bebida” (e reservei parte desse texto para discutir isso adiante). Querendo ficar mais forte, Bell cai na armadilha preparada por Freia e lê um grimório achando ser um livro comum, parte para a masmorra no meio da noite ansioso para testar sua magia recém-adquirida, a usa à exaustão e desmaia, sendo protegido até despertar pela Aiz, fugindo em disparada ao acordar e vê-la. Desenvolvo um pouco esses temas nesse artigo, mas como é só um artigo de ligação vou aproveitar para discutir mais a fundo sobre a personagem Héstia, como ela é no anime e que relação isso tem com a Héstia mitológica. Pesquisei um pouco para escrever isso, espero que se divirta lendo!


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Héstia, a deusa grega da mitologia, é um dos seis filhos de Cronos e Réia (os crônidas). Em ordem de nascimento eles são: Hera, Demeter, Héstia, Hades, Posêidon e Zeus. Liderados pelo mais novo eles derrotariam Cronos e os titãs e passariam a governar a terra, estabecendo-se como os deuses olímpicos (isso está estupidamente resumido e há versões e versões para a história, ok). Primeira coisa que salta à vista é que Héstia era a mais nova das deusas, e da mesma forma, a Héstia de Dungeon é uma deusa de aparência jovem, adolescente (embora pareça ser velha o bastante para poder encher a cara com álcool, ou talvez nesse mundo simplesmente não haja regra impedindo menores de beberem). A Héstia grega é a deusa virgem, e ela fez esse voto de castidade à Zeus quando estava sendo cortejada por dois outros deuses (Posêidon e Apolo), para evitar conflitos. Para os romanos ela era Vesta e suas sacerdotisas as vestais, que eram virgens como sua deusa e gozavam de grande influência em Roma. Até hoje “vestal” carrega esse significado de pureza associada à sabedoria que as vestais romanas supostamente simbolizavam. Como sua inspiração mitológica, Héstia é virgem (mas aqui no anime não parece ser opção dela, Demeter se refere à Héstia como uma simples encalhada). Outro fato atribuído por alguns autores à Héstia é que ela teria abdicado de seu assento no Olimpo quando Dionísio ganhou um lugar entre os deuses para que o número de olímpicos não passasse a ser treze, um número de mau agouro.

O que esses dois fatos (voto de castidade e renúncia ao assento olímpico) retratam é uma deusa que está sempre disposta a se sacrificar pelo bem dos outros, sendo ou não ela responsável pelo mal em potencial que poderia ocorrer caso não houvesse seu sacrifício. Acho que a Héstia de Dungeon se identifica perfeitamente com a Héstia mitológica nesse aspecto. Até agora só a vimos sacrificando-se por Bell, seu familiar e rapaz por quem ela está romanticamente interessada (depois da crise de ciúmes dela no começo desse episódio não dá mais para especular o contrário), mas sua personalidade não sugere que ela não seja capaz, e que não possa efetivamente vir a fazer se for preciso, de se sacrificar também por outras pessoas ou por um bem maior difuso. E tal qual na mitologia, seus sacrifícios também são abnegados e não são percebidos exceto por quem sabe exatamente o que ela está fazendo. Talvez Bell saiba que ela o ama, talvez não, mas de forma alguma consigo acreditar que ele tenha noção do quanto ela está se sacrificando por ele. Ela chora e bebe e morre de ressaca no dia seguinte, mas não vai de forma alguma dizer para o Bell que fez isso porque ficou com ciúmes de vê-lo andar de mãos dadas com Liliruca. O irônico é que se ela fizesse isso descobriria que foi só um mal entendido, e isso amplia a dimensão de seu sacrifício, ela está realmente sofrendo mas sequer cogita perturbar Bell com suas dúvidas e angústias.

Sobre o episódio em si, aí está a confirmação de que Soma é mesmo um deus lunar ligado à produção de uma bebida, como eu pesquisei e relatei no artigo sobre o episódio anterior. Em sua família parece haver um grupo de valentões que está estorquindo dinheiro dos mais fracos, e não sei como isso pode estar acontecendo sem o conhecimento do deus. Hipótese minha: os estorquidos não são de verdade membros da família Soma, estão apenas ganhando algum suporte, talvez divino talvez não, através da bebida que aqueles valentões estão dando a eles. Mas não dá para ter certeza que os valentões sejam realmente da família Soma nem que a bebida que estão dando a coitados como a Liliruca seja realmente aquela produzida pelo deus. Lóki afirmou e não vejo porque duvidar dela que eles são seguidores da bebida, e não do deus, então acredito que estejam sim recebendo alguma bebida. Cheguei a pensar na hipótese deles estarem simplesmente viciados, mas isso seria estúpido, principalmente considerando que a Liliruca não parece uma drogadicta e sua determinação em trair Bell não parece estar saindo da mente de alguém passando por síndrome de abstinência.

De resto, qual era a intenção de Freia? Ela fez um grimório chegar às mãos do Bell, mas e daí? Ele poderia ter morrido desmaiado na dungeon porque foi um idiota e usou demais sua magia sem estar preparado e sem saber das consequências, mas parece que a maior preocupação de todos agora é com o fato dele ter gasto o grimório, o que certamente não agradará seu dono. Ou não agradaria, mas o “dono” é Freia e ela fez isso de propósito! Ela virá cobrá-lo? Alguém a seu mando virá cobrar Bell? E interessante que o cara traído antes pela Liliruca tenha reaparecido, achei que ele fosse um caso já superado, mas talvez não. Quero dizer, ele não reapareceu casualmente só para tomar tempo do Bell nesse episódio, né? Espero que ele ressurja e que isso cause problemas para a Liliruca e provavelmente para o Bell também. Ela própria ainda irá causar problemas para o Bell, por sinal, e parece que seu alvo continua sendo a Faca de Héstia, mas me pergunto se ela tem um plano para passá-la adiante dessa vez. De todo modo, se minha hipótese estiver correta e ela não for um membro de fato da família Soma, volta a existir a possibilidade de que a família Héstia venha a crescer.

Comentários