Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Há algumas semanas já que Assassination Classroom não tem nada a dizer sobre sistema de educação, métodos de ensino, relação entre professor e aluno, nada disso que construiu a série até agora. Teve um ou outro detalhe em um ou outro episódio, mas definitivamente o foco parece ter mudado. Só não sei direito qual é o novo foco, se é que tem algum. Não só isso, mas os alunos parecem já não ter mais o que aprender com o professor Koro, e o resultado é que ou o anime mostra alguém elogiando eles, sobre como melhoraram nisso e naquilo, sobre como são bons, esforçados, como estão aprendendo e viraram a última bolacha de algum pacote especial, ou mostra alunos e o professor Koro em algum tipo de conflito tolo. O professor em si virou ora palhaço, ora comentarista do próprio anime. Nesse episódio em particular aconteceu um pouco disso tudo, já que o episódio em si não contou nada, serviu apenas de preparação para o próximo episódio, quando os alunos tentarão assassinar o professor. Fico até com preguiça de escrever sobre episódios assim, mas vamos lá!


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Metade do episódio mostra alunos sortidos da 3-E se preparando para a viagem que eles ganharam por ter derrotado a turma A na aposta que fizeram, e a outra metade mostra eles já no hotel, genericamente se divertindo enquanto tentam preguiçosamente matar o professor ao mesmo tempo em que se preparam para a tentativa de assassinato de verdade, aquela onde eles ganharam direito de destruir sete tentáculos do professor Koro ao alcançarem sete notas máximas nos exames finais. E claro, o episódio acabou quando eles estavam a ponto de executar essa tentativa de assassinato, conforme combinado.

Não sei se sou só eu, mas eu não gosto dessa história de assassinato para começo de conversa. Eu acho ela muito legal, genial mesmo, quando é uma metáfora para discípulos que superam seu mestre. O que não falta são histórias sobre discípulos que precisam literalmente matar seus mestres para provar que terminaram seu treinamento ou os superaram, especialmente na cultura japonesa. Mas há exemplos mesmo na cultura ocidental, sendo o mais popular deles, creio, a Regra dos Dois dos sith de Guerra nas Estrelas: em dado momento só podem haver dois sits, um mestre e um discípulo, e se o discípulo quiser um dia superar seu mestre precisará matá-lo. Se nunca conseguir ou nunca tentar, é porque não era digno do mestre e acabará morto por ele, que arranjará outro discípulo. Então é seguro dizer que é um conceito universal, fácil de entender, gostoso de comer. No mundo real não matamos nossos mestres e professores, contudo, então a coisa toda serve como metáfora. E em Assassination Classroom na maior parte do tempo é uma metáfora também, mesmo quando algum aluno está de verdade tentando matar o professor.

Mas quando o anime perde o foco, como nesse episódio, só o que sobra é o assassinato pelo assassinato. Quero dizer, o que há para eles aprenderem ali? Que lição final terão se conseguirem matar o Koro? E se não conseguirem, qual a lição? Pior, o anime tem mais um punhado de episódios e adapta um mangá ainda em andamento, então eu simplesmente sei que ele não será morto nem nesse, nem no próximo, nem provavelmente em episódio nenhum, o que faz a coisa deixar de ser apenas chata para ser chata e sem propósito. Para que tanta preparação para o professor Koro conseguir escapar com mais um movimento novo ou um acontecimento inesperado, em qualquer dos casos tirado da bunda? Porque é isso o que vai acontecer. Imagine se eles matassem o professor: o que a história faria em seguida? Nem tem para onde ir. Ou ele vai sobreviver graças a um deus ex machina qualquer, ou ele vai morrer mas vai retornar graças a um deus ex machina ainda maior.

Assassination Classroom não existe sem o professor Koro, e como eu sei que o anime continuará existindo depois do episódio da semana que vem, eu sei que ele não vai morrer. Isso não seria ruim se ele não estivesse sendo tão inútil nos últimos episódios, é quase como se sua existência realmente não importasse. A história vem se desenrolando basicamente sem ele e os fatos e os personagens estão o tempo todo tentando me convencer que seus alunos não precisam mais dele. Ao mesmo tempo, o Koro é a raison d’être de Assassination Classroom, então ele não pode morrer, e … isso já está me deixando zonzo. Só o que sei é que do jeito que está, prefiro que matem o professor logo.

Comentários