Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

 

 

Um episódio inteiro focado em personagens secundários, sem dedicar nem 2 minutos a sequer mostrar o rosto do protagonista ou o que ele está aprontando? Quero! Não dá pra dizer que não era algo esperado, já que, com a competição dividida em dois ambientes diferentes, é claro que teriam momentos em que o Souma não teria importância. Não é assim com todos os torneios de battle shounen (Ok, não, não é). Além do mais, seria estranho, forçado e ridículo se todos os 8 selecionados para a segunda fase das Eleições de Outono fossem do bloco A, ainda mais com talentos inegáveis como a assistente da Erina, Hinako, Alice Nakiri, as garotas do dormitório e os irmãos Aldini disputando do outro lado. E, não sei vocês, mas se um personagem é testado e aprovado como um dos melhores em uma certa competição, eu gosto de saber exatamente o porquê.

Ler o artigo →

Antes de tudo permita-me apontar o momento histórico em Cavaleiros do Zodíaco que ocorreu nesse episódio e talvez nem todos tenham percebido: é a primeira vez que Aioros aparece e não é um flashback. Qual a importância disso? Ah, sei lá, saber disso para ser campeão em trivias? Anota essa que aposto que vai aparecer no próximo Anime Quiz no grande evento de anime da sua cidade!

Ler o artigo →

Dois episódios em um artigo, ep 8 e ep 9, mas até  que foi  bom porque dá pra casar os dois no mesmo texto.

O episódio da semana passada (o ep 8) foi bom, vimos a face de todos os personagens até agora, e que nem tudo é o que parece ser, mas mesmo assim continuo fã do Midori, um dos melhores personagens do anime. E claro que como Hotaru é a personagem principal sua personalidade está em constante evolução no anime e não seria diferente nesses dois episódios.

Ler o artigo →

Pelo visto aquele belo raio de esperança que transbordava dos olhos de nossas garotas no episódio anterior, durou bem menos do que seria aconselhável (para quem quer continuar assistindo sem ficar deprimido). É por isso que faço questão de reafirmar: assista torcendo para que tudo fique bem, mas tenha consciência de que a situação está ruim e a tendência é ficar muito pior. Não quero ninguém cortando os pulsos e/ou fazendo playlist de Evanescence por causa disso, tá? Este episódio revelou o grande segredo por trás da chave que pertencia à Megu-nee e colocou em primeiro plano uma discussão que pode (e com certeza vai) levar a história deste arco final por um caminho bem diferente do que estávamos esperando.

Ler o artigo →

Esse episódio conseguiu se livrar por pouco de ser bom. Não vou dizer que seria bom para o meu gosto, mas seria, vá lá, interessante, competente, razoável, embora ainda fosse Monster Musume. Desesperado com essa perspectiva o problema foi resolvido da forma mais forçada possível: simplesmente acabou a parte boa do episódio e começou outra, ruim como os piores episódios desse anime até agora. Essa passou perto! Continuem com o trabalho duro, garotas monstro!

Ler o artigo →

Já sabe-se qual vai ser o grande conflito da série. São aqueles assassinos de twilights, não são? Se bem que … para quem eles trabalham? E eles próprios não são twilights? Se não forem, como mataram até mesmo pelo menos um A/0? Parece que há algo maior acontecendo. O que os líderes de Ergastulum têm a dizer? Será que um deles é culpado? Bom, tirando um deles, todos são do partido pró-twilight, se me permite chamar assim, e ele assegura que jamais trabalharia com twilights. É alguém de fora? Quem? Por quê? O que existe fora, afinal de contas?

Ler o artigo →

 

 

Tempo é uma medida bastante relativa. Pensem comigo: alguém notou que fazem mais de 5 meses que acompanhamos Ore Monogatari? Que estamos concluindo o oitavo mês do ano? Que o terceiro milênio após Cristo está em seu 15º ano? Podemos ter notado, ou não. Dito isto, o que demora mais tempo pra passar, 16 anos de uma vida simples e fácil, ou 10 anos alimentando uma paixão nunca revelada ou alimentada? Quanto tempo é necessário para que uma pessoa não suporte mais que os seus sentimentos sejam apenas platônicos, e se sinta compelida a revelá-los? Muitas pessoas não conseguem esperar tanto, mas Amami Yukika conseguiu. Dez longos anos. Mas, mesmo para ela, não está dando mais.

Ler o artigo →