Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Belíssimo episódio final. Consegue imaginar tudo isso resumido em um episódio de 25 minutos? Era perfeitamente possível fazer, não perderia nada do enredo, mas não teria ficado tão bom. Por isso, a partir do momento em que Kekkai Sensen perdeu o espaço na programação para um episódio normal e o último episódio ficou sem previsão de transmissão produzir um episódio final duplo foi a melhor escolha possível. Muita gente parece ter achado o episódio complicado, mas ele foi bastante simples, óbvio, previsível até. Mesmo assim, ou em parte por causa disso, valeu a pena assistir cada uma de suas cenas. Não entendeu direito e quer saber o que aconteceu? Entendeu e veio aqui apenas para ler a minha opinião? Continue me acompanhando no parágrafo seguinte!


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Vou contar a história primeiro, ok? O Black havia mesmo dado um tiro no peito da White para derrubar a barreira, mas como ela não era mais humana, mas parte viva da barreira, ela não morreu imediatamente – como qualquer outra parte da barreira quebrada, o selo nela era consertável. Por que chegou-se a esse estado de coisas? Ambos irmãos se culpavam pelo destino do outro. White tornou-se frágil e presa à cidade, além de um alvo potencial de terrorismo, e Black se sentia culpado por isso. Por isso ele aceitou o Observador e a parte de si que havia cedido ao desespero desejava morrer junto com a irmã: eu errei em artigo sobre outro episódio onde disse que Black precisava que White morresse para que ele então pudesse morrer – no sentido obrigatório mesmo, dele ser imortal enquanto ela vivesse. Isso porque eu achava que ele estava possuído por um vampiro e a barreira, da qual White fazia parte, prendia Black e um vampiro em uma única existência inseparável. Mas você há de me perdoar porque o anime se esforçou para fazer dos vampiros importantes e para me convencer que o Black estava possuído por um. Não que seja impossível o Observador ser no fim das contas um vampiro também, mas o fato é que exceto pelas dicas visuais nos demais episódios (olhos vermelhos e asas que apareceram pelo menos uma vez), tudo nele é diferente de um vampiro. Até onde pude ver, vampiros não têm uma existência etérea como a do Observador. Eles possuem um corpo físico, capaz até mesmo de se dividir e operar cada parte de forma autônoma, mas até onde Kekkai Sensen mostrou vampiros são totalmente físicos. Mas vampiros não importam no último episódio, mesmo se o Observador for um deles. O fato é que a White se sentia culpada pelo sofrimento que seu irmão sentia, só que era mais emotivo do que eu imaginava antes e Black se sentia culpado por causa da White e White se sentia culpada pelo Black se sentir culpado por ela. Besta, não? Mas compreensível. Comovente, da forma como foi feito.

O Observador destrói Hellsalem

O Observador destrói Hellsalem

Com a barreira em desarranjo Black estava apenas aguardando a morte. Assim que White sucumbisse de uma vez por todas a cidade se tornaria um caos (muito maior do que o que se tornou durante o episódio) e ele eventualmente morreria por causa disso. O Leo foi capturado por dois propósitos, segundo entendi: detectar outros selos da barreira e evitar que os mocinhos o tivessem como ferramenta para consertar os selos quebrados. Ou por três propósitos: porque o Femt queria se divertir. Como Leo se recusou a ser divertido, Femt o liberou, simples assim. Provocado, o Observador se irritou e decidiu usar seus poderes para aumentar o caos na cidade, dando uma pequena amostra do que aconteceria se a barreira caísse completamente. Liberto, Leo correu até Black, tendo conhecido ele e White e entendido a situação (provavelmente graças à muita interação que ocorreu fora da tela, alguma interpretação e muito pensamento positivo e esperança). Klaus alcançou Black primeiro, pois irado como estava Leo não teria chance nenhuma – provavelmente sequer conseguiria chegar até lá. Como todos os demais membros da Libra, Klaus foi só mais um dos que ajudaram Leo na missão que apenas ele poderia realizar, e não alguém que lutou da mesma forma. E a missão era trágica. Não havia mais salvação para White. Black sabia disso. Acredito que Leo também tenha suspeitado disso. Mas ele conseguiu trazer Black de volta ao pleno controle de seu corpo e encontrar White – que também estava escondida em seu próprio desespero. Então, Black fez o que ele podia fazer: usar a magia de seus pais para consertar o selo de White. Infelizmente, como já disse, àquela altura não era mais possível salvar White, mas o selo e a barreira pelo menos puderam ser restaurados. Adeus, White.

A via-crúcis de Leo

A via-crúcis de Leo

O que eu escrevi pareceu complicado? Tente ler de novo, e me desculpe a incompetência. É simples mesmo. Se ainda não tiver entendido, tente com esse hiper-resumo: White era parte da barreira e Black se deixou possuir por um espírito poderoso que se alimentou de seu desespero. Os dois se sentiam culpados pela situação um do outro e em desespero supremo planejaram um duplo suicídio – que levaria a cidade junto graças à natureza de White. Leo conseguiu trazer os dois à razão e Black usou seus poderes mágicos de família (não os do Observador) para restaurar o selo, mas não era mais possível salvar White, que morreu. Agora sim? Tomara!

Klaus segura Black até que Leo chegue

Klaus segura Black até que Leo chegue

Simples e previsível. A história já dava sinais de que terminaria em tragédia, e como era de se esperar, em tragédia terminou: White morreu. A crise final não teve nada a ver com vampiros, mas com a própria natureza da cidade, o que faz muito mais sentido. Mas e os vampiros? Ora, lembra-se que Kekkai Sensen era um anime dividido em dois blocos? Os começos e fins dos episódios contavam lentamente a longa história do anime, e os miolos eram apenas um passa-tempo episódico. Muito divertido, que contribuiu muito para o entendimento do mundo e para a construção do Leo, mas não guardavam relação direta com a história principal. E essa não tinha vampiros. Apenas o Leo e os irmãos Macbeth.

Só há um caminho possível

Só há um caminho possível

O mundo de Kekkai Sensen continua em aberto, mas a história de Leo terminou. Ou pelo menos sua história de amadurecimento. Ele continua na Libra, como a sua silhueta na cena final indica, mas é agora, mais do que nunca, apenas mais um membro. Um membro importante pelo imenso poder que possui, mas apenas um membro. Aliás, e o poder de Leo, hein? Sem dúvida me lembra da própria entidade que possuiu o Black – essa era o Observador, e o poder do Leo era … observar tudo. Duvido que seja a mesma entidade, mas talvez da mesma espécie? Não importa. O curioso é que num caso e no outro, nem Leo nem Black foram apenas observadores: eles atuaram ativamente na história e foram seus protagonistas. No caso do Black havia ainda a questão da possessão, indicando que o próprio Observador não queria exatamente apenas observar. Talvez ele estivesse mesmo preso ao corpo do Black? Será que ainda está? Fica subententido que ele é uma entidade milenar passiva, como o nome sugere, e que apenas tornou-se entediado com o comportamento humano depois de tantos séculos observando-nos repetir as mesmas coisas, os mesmos erros de novo e de novo. Enfim, a natureza do Observador e sua relação com Black não ficou muito bem esclarecida, mas isso não é importante. Quem quer que tenha dado o poder para Leo também não queria apenas observar. Ou melhor, queria: queria observar o que Leo faria de posse daquele poder.

Acabou

Acabou

Um final excelente para um anime muito bom. E peço desculpas por essa resenha apenas mediana, hehe. Se me permite digredir um pouco nesse parágrafo final, faço a pergunta reflexiva: por que houve quem não entendesse o final? E tento responder eu mesmo: em primeiro lugar porque veio apenas meses depois. Quem lembra de tudo o que aconteceu antes desse episódio? Eu não lembro. A própria estrutura narrativa e visual de Kekkai Sensen contribui, pois esse é um anime que tem uma aparência complicada, ele se faz de complicado – mesmo que seja só um battle shounen sobrenatural bem simples. Acho que a tragédia contribui também, pois todos amávamos a White (eu amava a White!), então vê-la morrer ativa aquela resposta automática “mas não pode ser, não acredito no que vi”. Ter sido um episódio duplo é outro fator: a duração passa a falsa sensação de muito conteúdo, e é fácil cairmos na armadilha de ficar procurando importâncias onde não existem. A duração também favorece a desatenção para quem é sujeito a esse mal. Enfim, não há uma só resposta, e não vou enrolar ainda mais falando sobre isso depois do anime já ter acabado, só achei interessante investigar um pouquinho o assunto, hehe. É isso. Adeus, Kekkai Sensen.

  1. Marcos Antônio

    Que pena que eu não consegui entender de primeira , talvez minha experiência com o anime tivesse sido melhor :/

    Eu só tive duas duvidas que eu senti que poderiam ser importantes ou algum tipo de mensagem que o anime queira passar , Naquela parte que aparece alguns personagens da história (Seguem os print’s em ordem)

    http://prntscr.com/8shztu
    http://prntscr.com/8si01q (Até jesus?)
    http://prntscr.com/8si04z
    http://prntscr.com/8si1vw (O fodendo Hitler)
    http://prntscr.com/8si256

    Isso foi apenas para insinuar que o “Observador” Estava sempre em momentos importantes? Ou que ele estava entre esses caras “maus” protagonizando as maldades do mundo? (Tem vários print’s , mas vou deixar só esses 4)

    E outra coisa que me intrigou foram os olhos da irmã do Leo , essa paisagem realmente não significa nada? Sei lá , talvez que quando ele fale que ele vê o mesmo que ela tenha algo ai…

    O que me fez ficar confuso foi que o anime teve um final tão bagunçado (pra mim) , que eu achei que ele tinha alguma mensagem pra passar… Mas se realmente não foi nada… não faz mal , realmente foi muito divertido , e eu estou apaixonado pela Ending dele kkk.

    Valeu Fábio 😉

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      Obrigado por ler e comentar! Agora, suas dúvidas (e minhas respostas são apenas minhas interpretações, não necessariamente corretas, hehe):

      – Pelo nome entendi que sim, o Observador era apenas isso, um observador. Senão, de que outra forma ele se tornaria cansado da humanidade com o passar dos tempos? Se a culpa por tudo tivesse sido dele acho que isso não faria sentido. Mas é possível que ele tenha interferido “indiretamente”, como que “emprestando poder”, como foi o caso do Black. Nota-se que ele assumia o controle do corpo mas agia de acordo com a vontade do garoto, ainda que apenas as vontades mais perversas e desesperadas, não levando em conta toda a personalidade dele.

      – Os olhos da irmã do Leo… apareceram só agora e eu morri de susto! Acho que esse “céu estrelado” signifique “vazio”, indicando que ela está cega. Porque foi isso que eu havia entendido do evento em que o Leo ganhou seus olhos especiais: a irmã havia ficado cega. Pode ser também só gancho para algum outro arco do mangá que pode ou não virar outra temporada no anime (duvido que haja segunda temporada).

      – É só um battle shounen, ainda que seja um dos bons. Normal que não seja lá muito profundo. Mas como a história foi contada cheia de estilo (pelo menos no anime) e de forma um pouco não convencional acho que é comum ficarmos esperando algo mais complicado mesmo, hehe.

      Volte mais vezes! Está assistindo o que nessa temporada? =)

Comentários