Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Episódio muito bom, um dos melhores de Gundam Orphans até agora. Apresentou a realidade do mundo para as crianças da Tekkadan e para nós da audiência ao mesmo tempo em que teve cenas de ação interessantes (mais pelas táticas do que pela animação). Mas acho que naquilo que esse episódio pretendia ser mais pungente ele falhou. Pode ter sido só comigo, mas eu não entendi direito a cena mais dramática de todas, já no final. Não que eu não soubesse o que estava se passando em frente aos meus olhos, mas sim que eu não consegui compreender porque estavam falando uma coisa e agindo de forma ilógica em seguida. Eu vou chegar lá, continue lendo por favor.


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Até agora os garotos haviam vencido todas sem nenhuma baixa. Bom, sem nenhuma baixa exceto aquelas da primeira batalha inesperada contra a Gjallarhorn, onde vários deles morreram e que muitos lamentam até hoje. Eles lutaram contra a Gjallarhorn mais duas vezes (uma delas foi só um duelo do Mikazuki, ok) e enfrentaram os Turbines sem nenhum problema. O Akihiro e o Mikazuki até se sentiram um pouco inadequados e fracos após a luta contra os Turbines mas a verdade é que a Tekkadan ganhou aquela batalha com uma mão nas costas graças ao excelente plano do Orga. Plano que aliás ele está usando de novo contra os piratas e provavelmente irá garantir a vitória. Mas dessa vez não vai sair barato.

Abalroar naves espaciais parece divertido e insano

Abalroar naves espaciais parece divertido e insano

Não se pode ser um guerreiro espacial sem matar e sem arriscar a própria vida. A verdade sobre o espaço é que ele é um local vazio, frio e mortal, e de algum modo aqueles que o habitam tendem a se tornar como ele – ou a se tornarem vítimas de quem se tornou como ele, como foi o caso da família e de todos os que trabalhavam no negócio da família do Akihiro. Eu achei sinistro quando o Orga demonstrou não apenas a determinação de enfrentar os piratas, mas vontade mesmo de derrotá-los – não para proteger os seus, mas apenas pelo sabor da vitória. Sim, a Tekkadan foi desafiada pelos piratas, que são uma ameaça real – está lá o Takaki no tanque médico se recuperando de uma experiência de quase morte que não me deixa mentir, mas o sorriso no rosto do Orga quando decidiu enfrentá-los definitivamente era mais do que sentimento de dever e vontade de proteger os seus. Era uma noção nebulosa de “honra”, e honra, querido leitor ou querida leitora, é algo que não existe nem faz sentido na imensidão vazia do espaço. Mas faz muito sentido na cabeça de alguém orgulhoso que está apenas com raiva e frustrado. É por aí que o vazio do espaço penetra mesmo na alma mais nobre.

Não é muito diferente do que o próprio Akihiro pensava

Não é muito diferente do que o próprio Akihiro pensava

Desespero, instinto de sobrevivência, além de raiva e frustração, esses são os sentimentos mais fortes no coração de todas as crianças tornadas piratas escravas. O espaço é cruel, mais cruel que o deserto marciano onde você pelo menos pode tentar fugir, e ninguém aguentaria anos daquele estilo de vida sem uma coleção de cicatrizes psicológicas (e físicas também!). Não importa o quão lógico seja o fato deles estarem arriscando a vida para matar outra pessoa, ainda vai haver quem irá se enfurecer quando ao invés de matar seja um dos seus que acabe morto. A Tekkadan provavelmente teria conseguido superar a morte do Takaki se tivesse sido o caso, mas os garotos piratas jamais poderiam suportar a morte de seu colega. Nem Masahiro, cujo irmão teria sido morto se o Mikazuki não tivesse matado seu companheiro, conseguiu suportar essa perda.

"Restos humanos" nunca foi uma expressão tão apropriada antes nesse anime

“Restos humanos” nunca foi uma expressão tão apropriada antes nesse anime

É por isso que ele não conseguiu aceitar a volta do seu irmão. Ele já havia aceitado a crueldade do espaço, seu coração já havia endurecido e não havia lugar nele para o Akihiro. Ele estava confuso mesmo assim, afinal talvez seu irmão fosse como ele? Talvez tivesse uma desculpa realmente muito boa? Talvez estivesse em situação ainda pior e ele é que precisasse ser salvo? Ele temia que não fosse nada disso, mas não podia tomar uma decisão sem ter certeza. Então ele teve certeza. O que aconteceu a partir daí foi bastante confuso.

Masahiro rejeita o irmão

Masahiro rejeita o irmão

Em primeiro lugar, o punk. Ele pensou alto sua intenção de fazer do Akihiro um refém para derrotar Mikazuki, ok. Mas então ele mandou o Masahiro segurá-lo e atacou para matar. Se Masahiro não o tivesse jogado para longe quem teria morrido seria o Akihiro. Que vantagem o punk teria matando o Akihiro? E por que ele disse uma coisa e fez outra em desacordo? Posso apenas supôr. Talvez o golpe tenha sido mortal para o Masahiro apenas porque atingiu seu mecha exatamente na cabine, mas teria atingido Akihiro nas costas, inutilizando o mecha mas não matando seu piloto. Talvez o mecha do Akihiro fosse mais resistente e ele tenha atacado de acordo. Essas duas hipóteses não são excludentes.

Em segundo lugar, o Masahiro. Não ficou claro para mim se ele quis se matar. Tendo a acreditar que essa foi a forma encontrada por ele para se vingar do irmão, ou pode ser também que ele realmente estivesse revoltado com o Akihiro mas simplesmente não o quisesse morto ainda e o tenha salvo conscientemente. Nesse caso também podem ser as duas coisas ao mesmo tempo. “Eu vou morrer para te ensinar uma lição” ou “Eu vou te salvar para que você viva com remorso”. Ou uma terceira opção. Pensando um pouco não parece tão complicado, não é? O problema é que o fato do episódio não ter sido claro o suficiente e ter me estimulado a pensar sobre isso diluiu quase todo o peso dramático da cena: Akihiro falhou em resgatar seu irmão e o viu morrer bem diante de seus olhos! Essa foi a grande falha do episódio para mim, que no entanto mesmo assim foi simbolicamente muito forte.

Masahiro é golpeado com força

Masahiro é golpeado com força

Não apenas Akihiro falhou como garotos da Tekkadan estão morrendo na tentativa de invasão à nave pirata. Eles ainda estão em vantagem e acredito por tudo o que foi apresentado nesse episódio (e pela lógica que diz que não faz sentido narrativo eles serem derrotados agora) que eles vão vencer, mas o custo será alto. No mínimo Akihiro irá endurecer seu coração de volta, talvez mais do que nunca. Uma death flag se levanta de novo sobre sua cabeça e ele se torna grande candidato a um ataque kamikaze ou outro tipo de sacrifício pelos companheiros. Mikazuki está mortal como nunca no campo de batalha, e caso reste alguma criança pirata viva a chance é mínima deles aceitarem a Tekkadan – vão pular fora na primeira pedra espacial com atmosfera que puderem. E vão crescer sonhando com vingança. O Orga deve sentir pela primeira vez o gosto amargo do sangue de seus próprios companheiros que morreram executando suas ordens. A Tekkadan nunca mais será a mesma. Não há oxigênio para amadurecer no espaço, se não tomarem cuidado eles não vão virar adultos – vão virar pedras.

Akihiro assiste a morte do irmão

Akihiro assiste a morte do irmão

Comentários