Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Re: Zero Kara Hajimeru Isekai Seikatsu é um nome um pouco grande demais, não fica chateado se eu abreviar né? Não é como se nunca tivesse abreviado nomes por aqui. Já que falo do nome, uma curiosidade: a tradução dele é algo mais ou menos com o sentido “Re: Começar a vida do zero em outro mundo”. A abreviação escolhida significa “Re: Começar do zero”. Tá bom assim né?

Se ainda não tiver lido, dê uma olhada agora nas minhas primeiras impressões sobre esse anime para saber o que achei do primeiro episódio. Resumo: o episódio foi duplo e parecia que não ia acabar nunca, foi entediante e o protagonista me deu raiva por ser muito burro. Mas nesses dois episódios melhorou substancialmente, embora o protagonista continue sendo um problema.

Curta o anime21 no facebook:

Se no primeiro episódio o Subaru foi irritante por ter morrido mais de uma vez e ainda assim não ter percebido que havia voltado no tempo, pelo menos ele percebeu isso rápido no começo do segundo episódio. Só precisou morrer mais uma vez. E depois do terceiro episódio comecei a pensar mais sobre essa volta no tempo. Desde o segundo episódio alguma coisa já parecia fora do lugar, já me parecia claro que, embora ele voltasse no tempo, nem tudo era desfeito. O primeiro momento em que pensei sobre isso foi quando ele agradeceu ao fruteiro por tê-lo ajudado embora não tivesse comprado nada, ao que foi respondido que não tem problema porque ele havia ajudado sua filha. Só que ele só fez isso na sua primeira linha do tempo! Há outras coisas que parecem “fora do lugar”, que “não deveriam ter acontecido”, essa foi apenas a primeira que eu percebi.

Então ele volta no tempo mas não volta tanto assim? Ou será que ele volta mas as memórias das outras pessoas não são completamente apagadas? Talvez não seja só uma questão de memória, contudo. Ainda no segundo episódio, no final, quando a Emilia chegou no boteco do Rom ela estava usando o broche de flor que ela ganhou da garota que ela resgatou com o Subaru na primeira linha do tempo. Até é possível que ela dessa vez tenha resgatado a garotinha sozinha, mas considerando que ela chegou na favela mais cedo do que quando a ajudou na primeira linha do tempo, acho suspeito. De um jeito ou de outro não é uma simples volta no tempo, mas algo mais elaborado e mais imperfeito.

Talvez seja uma magia de restauração? Na ocasião de determinado evento, tudo é restaurado para um ponto previamente estabelecido. Esse evento é a morte do Subaru? Não tenho tanta certeza. Pack e Emilia falam sobre um tal “contrato” que seria colocado em prática caso “algo acontecesse a ela”. E se o evento que provoca a volta no tempo não for a morte do Subaru, mas a morte da Emilia? Quero dizer, na primeira linha do tempo ela morreu com certeza. E é muito provável que tenha morrido nas demais linhas do tempo rebobinadas também, afinal ela estava buscando o broche dela da mesma forma. Isso talvez explique porque o ponto em que o Subaru retorna seja tão absurdo: foi naquele momento em que, noutro lugar, Emilia ou Pack ou sei lá quem ou como preparou o feitiço. Talvez até mesmo o Subaru não perder as memórias seja efeito disso: talvez ele não as perca apenas porque morreu? Se estivesse vivo perderia, como todos os demais? E nesse caso talvez isso tenha acontecido uma dúzia de vezes e jamais ficamos sabendo já que o anime é contado do ponto de vista do protagonista. Talvez a ida dele para aquele mundo sequer tenha a ver com isso.

Essa mecânica de Re: Zero é muito interessante, e é o maior mistério do anime, que tem uma boa coleção de mistérios: qual é a história da Emilia? Qual foi o crime da Felt? Quem está atrás do broche da Emilia? Por que ele é tão valioso? Quem é a verdadeira Satella e qual sua relação com a Emilia? Será que a Emilia é mesmo a Satella, no fim das contas? Porém alguns mistérios são um pouco incômodos, todos relacionados ao protagonista.

Como um moleque normal como ele conseguiu lutar contra três bandidos? Como ele conseguiu brandir uma clava gigantesca com razoável habilidade? De onde veio todo o poder de luta dele? Por que ele próprio não se sente curioso com essas questões? Sendo uma história que envolve memória e viagens imperfeitas no tempo, não é impossível que tudo isso tenha uma explicação muito boa, mas enquanto ela não vier vou continuar achando muito estranho cada vez que ele entra em combate.

  1. Finalmente uma da matérias que eu mais esperava (e muito bem escrita por sinal). Este anime para mim até agora tem sido bom, gosto muito dos personagens, principalmente da Emilia, ela quando aparece o episódio parece que melhora, o Subaru por enquanto não me incomoda muito já que o comportamento dele é até moderado para um otaku ocioso, os restantes personagens também se destacam bastante de forma positiva. Já quanto às mortes do Subaru, não sei o que te parece a ti, mas a mim faz-me lembrar o save ou checkpoint de um jogo, eu como gamer a lógica pare-me esta, quando se morre num jogo e têm-se que ir a um save anterior, as tuas conquistas e missões concluídas continuam as mesmas, só que às vezes o cenário muda, os npcs já não são os mesmos e então o jogador pensa que se enganou a dar um loading num save que estava guardado, sendo assim parece-me ser um reviver imperfeito (como tu disseste e muito bem) ele revive e algumas das coisas que ele fez ficam marcadas, mas em contrapartida as pessoas esquecem-se das coisas que ele fez tornado-se assim um ciclo vicioso. Já quanto à hipótese do contracto acho que podes ter razão na tua suposição, se calhar na altura em que o Subaru conheceu a Emilia e o Puck ele de alguma foram ficou com o seu destino entrelaçado com o dela e se assim for faz sentido que cada vez que ela e o Subaru morram ele volte para evitar que tal coisa aconteça outra vez.
    Só eu é que espero que a Emilia fique com o Subaru (acho que eles têm química um com o outro), mesmo com as piadas do Subaru e a forma pervertida como ele olha para ela (a Emilia deve ser uma mulher bem tolerante).
    Boa continuação na tua escrita de novas matérias e já agora, costumas fazer reviews de animes mais antigos/clássicos?

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      Olá, obrigado mais uma vez =)

      Sim, pode ser um jogo, eu penso nisso às vezes. Mas se fosse savepoint em MMO todo mundo iria se lembrar de tudo (pelo menos quem fosse player, os NPC’s podem ter comportamento diferente dependendo da programação) e o tempo iria continuar em frente, nada iria mudar além do jogador retornar ao savepoint. Em RPGs eletrônicos single player, o jogo inteiro retorna ao estado salvo. O jogador se lembra do que viu, mas não resta detalhe dentro do jogo sobre o tempo que foi resetado. Isso, claro, é comportamento padrão, se existir algum jogo que funcione de forma diferente me avise. Enfim, embora possa ser um jogo e às vezes o anime pareça tentar mesmo se passar por um jogo, a mecânica de retorno não é algo que se costuma ver em jogo nenhum.

      E insisto que o gatilho para o retorno não precisa necessariamente envolver a morte do Subaru. Será que ele foi morto ao final do episódio 4 (eu já assisti, hehe)? Pode ser qualquer outra coisa e meu chute por enquanto é a morte da Emilia, já que é possível afirmar com alguma certeza que em todas as vezes que o Subaru morreu em sua missão de recuperar o brasão a Emilia acabou morrendo também, mais tarde, tendo chegado no bar do Rom e morrendo nas mãos da assassina.

  2. Eu também já vi, o episódio 4 e é como tu dizes e sim eu acho que ele foi assassinado no final do episódio 4, se foi um sonho pareceu-me demasiado vivido, mas se pensares bem será que também não assassinaram a Emilia, se a assassinassem foi mesmo na parte final quando eles foram dormir (e aqui se põe a minha hipótese de o destino/vidas estarem interligados se um acaba por morrer o outro vai a seguir, e o Subaru retorna com a memoria intacta mas os outros não e ele faz o mesmo percurso cheio de Déjà vus, eu pessoalmente eu acho que o Subaru mesmo tentando vezes sem conta não consegue contar este segredo à Emilia tipo como se alguma coisa o impedisse de o fazer é por isto que às vezes as falas dele ficam estranhas.mas como o anime vai ter 25 episódios muitas surpresas podem acontecer.

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      Eu tenho a impressão que o Subaru nunca tentou contar nada pra Emilia, ele parece estar tratando tudo como se fosse um jogo mesmo. E sim, acho mais provável que tenham assassinado a Emilia do que o Subaru, o que levanta suspeitas óbvias sobre os habitantes daquela mansão, especialmente o dono.

Comentários