O conflito de Mumei

No último artigo de Joker Game comentaram sobre como trens são legais. Eu também acho trens legais. Eu acompanho um fórum sobre infraestrutura só para saber mais sobre trens (alguns anos atrás eu era um usuário voraz do referido fórum, daí quando meu nome surgiu entre os candidatos a moderador eu pensei que talvez estivesse perdendo tempo demais por lá e fui diminuindo a minha participação até que passei a ser apenas um leitor). Trens são legais de verdade e Kabaneri é um anime em que o cenário é um trem.

Por isso, e porque Kabaneri avança sua história devagar, um elemento de enredo por vez em episódios cheios de ação, o que torna a tarefa de caçar assunto para escrever sobre o anime um pouco ingrata, vou passar a publicar pequenas curiosidades sobre trens na introdução dos artigos dos episódios de Kabaneri. Sei que quem gosta de trens vai adorar! Quem não gostar pode pular o resto desse parágrafo. Começo com uma máquina de montagem de pontes chinesa. Faz tempo que os chineses deixaram de ser apenas produtores de coisas vagabundas e produtos piratas, hoje eles são um verdadeiro polo tecnológico mundial. As ferrovias de alta-velocidade avançaram depressa na China nos últimos anos, e só não avançaram mais por causa de um grave acidente causado não por serem chineses, mas por serem corruptos (bom, isso também tem a ver com ser chinês, mas aí não é por causa da falta de qualidade e sim pela negligência na construção). Parte do mérito pela velocidade da construção de ferrovias tem sim a ver com o fato da China ser uma ditadura com leis trabalhistas e ambientais ridículas, mas parte tem a ver com o avanço tecnológico do gigante asiático, do qual essa incrível máquina de construção de viadutos é um dos resultados: assista o vídeo.

Trens são incríveis. Em Kabaneri a população deve sua vida em grande parte aos trens, muito especialmente o povo do Koutetsujou, que perdeu seu lar. Mas trens têm suas desvantagens também. A maior delas tem a ver com seu próprio projeto e natureza: precisam de trilhos. Nesse episódio os trilhos estava interrompidos e o Koutetsujou não podia passar através de outra cidade tomada pelos kabanes. Entre os poucos sobreviventes da cidade, um velho conhecido da Mumei com uma mensagem sinistra: cumpra a sua missão enquanto você ainda é humana.

Curta o anime21 no facebook:

A Mumei antes: se preocupava com criancinhas

A Mumei antes: se preocupava com criancinhas

A Mumei vai deixar de ser humana? A condição de kabaneri não é estável? O Ikoma então também vai deixar de ser humano? Essas questões todas reacendem o debate sobre a natureza da Mumei e como ela foi criada. O Ikoma precisou quase se sufocar para impedir o vírus de chegar ao cérebro – e mesmo assim foi por bem pouco. A Mumei, por outro lado, diz que o equivalente à coleira de aço do Ikoma é uma mera fitinha. Uma fitinha que ainda por cima ela remove quando entra em combate. Será que a habilidade sobre-humana advém disso? Ela pode suportar alguns minutos (ou horas?) de vírus no cérebro sem se tornar um kabane? O Ikoma poderia fazer isso também, não? O Ikoma parece ter ficado razoavelmente forte, mas é passível de argumentação que parte disso pelo menos se deva ao treinamento da Mumei, por curto que ele tenha sido. Além disso, ele é resistente à calor. Tudo isso com a coleira. Sem ela ele talvez fosse ainda mais forte.

O homem de uma perna só que mudou tudo

O homem de uma perna só que mudou tudo

Enfim, se a chave é a fitinha da Mumei ela não poderia impedir o avanço do processo de “kabaneficação” nunca mais removendo a fita? Ou ela se sente de alguma forma moralmente compelida a continuar lutando? Bom, seja pelos motivos que a levaram até ali, seja por ter prometido proteger o Koutetsujou, não é como se ela pudesse simplesmente parar de lutar, e nem acredito que ela queira mesmo sendo esse o caso. De todo modo isso abre a possibilidade de vermos futuramente um arco onde ela está à beira da transformação e o Ikoma a salva – é só um vírus, e logo no primeiro episódio ele fez questão de falar que, sendo uma doença, há de ser curável.

A Mumei depois: cheia de soberba

A Mumei depois: cheia de soberba

O que quer que seja o caso da Mumei, o fato é que ela ficou emocionalmente abalada. Pela pressão de cumprir a “missão”, pela efemeridade de sua condição humana, pelo seu sentimento de obrigação. E voltou a se comportar como a idiota que ela era alguns episódios atrás – a diferença (supondo que já não fosse assim antes sem que soubéssemos) é que agora ela está em conflito consigo mesma: ao mesmo tempo em que é fria e arrogante ela se importa com os outros e quer ser aceita. Se antes isso já havia tido consequências devastadoras, agora a situação é ainda pior e dessa vez o erro foi dela. Antes, por causa da atitude complicada dela (e do Ikoma ter tentado morder a Ayame, mas isso indiretamente também foi culpa da Mumei), terceiros acabaram tomando decisões erradas que vitimaram dezenas de pessoas. Agora quem tomou a decisão errada foi a própria Mumei, como se quisesse provar alguma coisa.

Carmicamente adequado ela caiu nessa batalha e provavelmente só não morreu por causa da intervenção do Ikoma – o problema é que ao fazer isso o Ikoma negligenciou o Koutetsujou. Não foi exatamente uma escolha moral complicada para ele porque aparentemente o trem já estava salvo quando ele saltou atrás da garota, mas em um campo de batalha complicado e instável como aquele todo o cuidado já seria pouco. Deu tudo errado e agora um monstro gigante, a aparente fusão de centenas de kabanes, ameaça o Koutetsujou que não tem como seguir para frente enquanto o Ikoma e a Mumei estão soterrados em uma mina. Ótimo.

A reação de Mumei ao ser rejeitada depois de agir como um monstro insensível

A reação de Mumei ao ser rejeitada depois de agir como um monstro insensível

A Mumei passou por algum tipo de lavagem cerebral muito horrível enquanto crescia. Acostumada a escutar e fazer, nunca a falar e conversar, foi assim antes e é assim agora que ela coloca o trem e sua tripulação em perigo mortal. Eu já havia especulado sobre uma possível origem nobre para ela, e pela conversa dela com o perneta nesse episódio parece claro que ela serve a alguém poderoso, não o xogum, mas algum general ou nobre de grande poder que ela chama de “irmão”. Tenho minhas dúvidas se é irmão de sangue dela. Talvez seja? De um jeito ou de outro é alguém que parece se opôr ou estar pronto para se opôr ao xogum – o que eu acho positivo dado que o general supremo está estocando armas para guerrear contra pessoas. Será que para o xogum os kabanes não representam mais uma ameaça? Será que ele descobriu uma cura, ou como controlá-los?

Falando em controle, o que raios era aquela nuvem negra? À primeira vista parece apenas que os kabanes são capazes de agir em turba como se fossem um único corpo, e eu estaria satisfeito com isso se não a criatura não tivesse criado olhos e rugido. Os kabanes literalmente se fundiram, pelo menos parte deles, para formar essas estruturas mais complexas? Enfim, um episódio cheio de dúvidas com uma ação muito boa mas não dá para deixar de notar como o comportamento errático dos protagonistas ao longo dos episódios é incômodo.

A nuvem negra encara o Koutetsujou à distância

A nuvem negra encara o Koutetsujou à distância

Gostou desse artigo? Compartilhe:

  1. Este episódio para mim foi o melhor de Kabaneri até agora, a Mumei afinal sempre se importa com as pessoas, só que a sua maneira de estar e conviver com os outros é meio estranha (talvez se venha a explicar o porque deste comportamento por parte da Mumei). Aquele velho filho da mãe é que veio destruir completamente, o psicológico da Mumei (percebeu-se que ela ficou abalada com o aviso do velho perneta) a Mumei começou a comportar-se de forma mais estranha ainda cheia de soberba como tu bem referiste na tua matéria como se ela pudesse acabar com os Kabanes sozinha. Aquele velho perneta, parecia mais um cosplay de baixa renda do Snake, só lhe faltava uma caixa ai o cosplay ficaria perfeito, como é que o velho perneta tinha um revolver de seis tiros do século XVIII com ele, enquanto os bushis usam rifles/mosquetes do século XVI e XVII (pelo que venho a perceber o assentamento de onde a Mumei veio, eles já têm armamento mais avançado, o melhor exemplo é as facas revestidas de ferro dos corações dos Kabanes acopladas às pistolas da Mumei). Neste episódio o Ikoma provou que é muito melhor que o Éren de SNK, sabe fazer armas (como por exemplo a Katana revestida de ferro dos corações dos Kabanes), sabe arranjar o trem e além disto é um estratega, eu sabia que ela ela inteligente mas não tanto.
    Quanto ao resto do episódio até que foi bom, mas aquela parte em que a Mumei fez merd. perdi um pouco o ânimo na personagem, o Ikoma neste episódio mostrou-se bem mais forte e calmo do que aparentava. Eu só acho que o tal irmão da Mumei deve ser alguém com poder e que é capaz de criar Kabaneris para os seu fins e quando estes já não são úteis ele elimina-os (o melhor exemplo é o Flashback da Mumei onde uma das suas companheiras é abatida a sangue frio por um homem mascarado).
    Como sempre uma excelente matéria.

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      É bom um anime com um protagonista mais ou menos resolvido pra variar, né? Assim o drama fica com os personagens secundários e co-protagonistas, no caso a Mumei. Ela precisa se decidir se a lealdade dela é ao “irmão” ou ao Koutetsujou, e agir de acordo. Se quiser servir ao irmão tudo bem, mas faça isso com convicção. Não vai ser o melhor para o povo do trem mas eles pelo menos vão saber melhor o que esperar da Mumei, e talvez o Ikoma consiga se descolar dela. Hoje se ela faz merda o Ikoma fica em má situação junto, afinal “é tudo kabaneri”. Mas acho mais provável que ela escolha o trem. É mais feliz e esse é um anime que parece tomar escolhas felizes e fáceis. Eu prefiro que seja assim também.

  2. Mumei parecia tão analítica , e de repete vê-la agindo sem pensar duas vezes foi estranho.Não gostei desse monstro gigante!Quando vi aquilo pensei”Que apelação é essa?”Eu realmente quero entender essa fusão,pq se aquilo virou um “Titã” Que efeito mágico é esse que vários “Zumbis” tem que fazer pra virar aquilo?Até então os Kabanes eram humanos ,quer dizer que agora os kabanes tem a habilidade de absorver outro kabane e juntos formar um megazord kabane?Ah pela mor,secmais gente morrer naquilo os Kabaneris vão ser acusados como os culpados. Enfim esperar pra ver no que vai dar

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      Bom, a Mumei pensou, só que ela cometeu um erro de cálculo monumental ao não pensar que o lugar poderia estar muito mais infestado de kabanes do que parecia. De todo modo, de fato tomou essa decisão de cabeça quente e confusa.

      Já a nuvem negra … prefiro esperar o próximo episódio. Tudo até agora tem sido mais ou menos bem explicado em Kabaneri, tomara que continue assim.

  3. Já tinha visto aquele vídeo uns meses atrás.
    Bom ver que os chineses não ficam só pirateando, ainda fazem coisas incríveis como seus antepassados faziam.

    Realmente, não há muito para falar do episódio…
    Mumei estava péssima, o Solid Snake perneta bagunçou a cabeça dela!
    O formigueiro de kabanes foi aceitável, mas o monstro-fumaça é de torcer o nariz…
    Qual será a explicação que vão inventar?

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      Vale lembrar que durante a fase de grande crescimento de sua indústria os japoneses também eram considerados apenas imitadores, produtores de bens de qualidade inferior. A China já superou tecnicamente essa fase, mas ainda produz muita pirataria (porque dá dinheiro afinal) e mantém essa imagem. Mas a tendência é ela ser considerada cada vez mais um país sério.

      A Mumei tem problemas muito sérios. Como já assisti o episódio 6 acho que entendi ela um pouco melhor e talvez ela já tenha passado por sua pior fase.

Deixe uma resposta