"I believe I can fly" - R. Kelly

Melhor episódio de Re: Zero até agora e o arco ainda não acabou. Foi revelada a identidade do assassino (ou não!), além de uma quantidade de outras informações importantes para a história mas que a essa altura ainda estão longe de revelar um quadro mais claro do que se passa. Se o Subaru tivesse habilidades melhores de detetive (bom, se ele tivesse qualquer habilidade de detetive) talvez pudesse tirar uma ou duas conclusões e compartilhar com a audiência, mas não há jeito, leitor: estamos abandonados à nossa própria perspicácia. Não que eu vá reclamar disso já que uma das coisas que mais me diverte ao assistir um anime (ou consumir qualquer forma de ficção em qualquer meio) é especular, tentar chegar no final antes dos protagonistas. Você gosta disso também?

Curta o anime21 no facebook:

Mas antes de especular vou tratar do que eu realmente gostei nesse episódio e o principal motivo de eu considerá-lo o melhor episódio até agora. E olha que eu ainda acho que o anime tem algumas falhas graves nesse aspecto que provavelmente jamais serão resolvidas, mas enfim. Começarei falando do Subaru, o protagonista arrancado de sua vida reclusa no Japão contemporâneo para uma vida de mortes com criaturas fantásticas em outro mundo completamente diferente. E para contextualizar, começo com sua falha fatal: quem é Subaru? Existe alguma razão para ele ter sido escolhido? Acredito que não. E se houver não deve ser nada pessoal mas apenas uma avaliação de currículo. Sendo tão aleatório assim não acredito que será em qualquer momento esclarecido. O problema é que isso nem é o que eu mais quero saber sobre o Subaru.

Esse é o jeitinho da Beatrice proteger o Subaru

Eu gostaria de entender porque o Subaru se comporta como se comporta, porque estabelece os vínculos que estabelece, o que o leva a tomar as decisões que toma. Por que ele se preocupa tanto com um par de empregadas coloridas que ele conhece há menos de duas semanas (e estou aqui contando o tempo dele, não o delas) e que em mais de metade desse tempo mais o maltrataram ou foram indiferentes do que qualquer outra coisa? Eu entendo que poucas pessoas iriam suportar de forma sã a morte de outra pessoa vivendo sob o mesmo teto, ainda que seja mera conhecida, mas ele já havia declarado seu “amor” pelas duas antes, quando a Rem estava torturando-o e em vias de matá-lo. Até pela Emilia é um pouco demais aceitar que esteja tão apaixonado e envolvido, mas vá lá, ele pode apenas tê-la achado especialmente bonita e depois de passar uma tarde tentando ajudá-la e ser brutalmente assassinado junto com ela pode ter criado algum sentimento.

Não acho que ele devesse ser insensível, eu já disse que entendo que ele se importe, mas queria entender exatamente porque e o quanto ele se importa. O anime nem precisaria se esforçar tanto para narrar o relacionamento dele com as duas só para isso (na verdade seria uma escolha bem tosca já que ainda não esclareceria o fundamental), mas um flashback ou ele contando um pouco sobre si mesmo para que eu entenda como ele pensa ajudaria bastante. Da forma como o Subaru é hoje, uma folha de papel em branco, eu espero qualquer coisa, a qualquer momento, e isso não é exatamente excitante ou sinal de bom desenvolvimento. Mas se não conheço o Subaru por inteiro, o Subaru que eu conheço teve um desenvolvimento muito bacana nesse episódio, o maior e melhor desde que o anime começou.

Ele não gosta de morrer. Ok, eu também não gosto. Quem é que gosta? O Dazai de Bungou Stray Dogs gosta. Piadas infames à parte, o fato é que mesmo sabendo que ele retorna, que a morte não é definitiva, ele não quer morrer por nada. Ele teme várias coisas: tem medo da dor, e isso é imediatamente compreensível, mas também é bem fácil de resolver. Existem formas indolores de se morrer, afinal. Inclusive acredito que ele deve ter morrido com pouca ou nenhuma dor no final desse episódio – se caiu de cabeça mesmo como foi a sua intenção não deve ter dado tempo de sentir dor alguma. Ainda assim é bastante violento e assustador, mas há formas bastante mansas de se morrer sem dor. Só que ele tem um segundo medo: e se dessa vez a morte for pra valer?

Quem assassina os assassinos?

Quem assassina os assassinos?

Subaru está tratando essa vida que ele está tendo em outro mundo como se fosse um jogo, e em jogos normalmente temos um número limitado de vidas, não é? Bom, não em todos, mas em muitos, a possibilidade existe. É meio retardado para começo de conversa ele acreditar tanto que esse mundo obedece a mecânica de um jogo, mas acredito que ele tenha seus motivos para isso mais do que apenas ser um hard gamer recluso (e desenvolver melhor o personagem no sentido em que reclamei nos parágrafos acima resolveria essa dúvida). Enfim, ele teme não só a dor, mas a morte em si, como todo mundo normal teme. Ele existe, ele gosta de existir e quer continuar existindo. De algum modo ele se arriscou apesar desse medo e pagou para ver no final desse episódio. Bom, se ele ver terá ganhado a aposta, senão … terá pago para não ver nada! E ele tem ainda um terceiro medo.

A morte da Rem e a Beatrice protegendo o Subaru deixaram a mansão em uma crise sem precedentes

A morte da Rem e a Beatrice protegendo o Subaru deixaram a mansão em uma crise sem precedentes

Subaru sente que, porque ele sempre se lembra de tudo e as demais pessoas sempre se esquecem, ele está ficando para trás. Ele desenvolve seu relacionamento com elas, ele busca conhecê-las, ele constrói confiança, mas no final ele morre e perde tudo isso – restam-lhe apenas memórias. É frustrante, é muito frustrante. Me parece que foi essa frustração toda que o fez saltar para o abismo: a Ram o odiava, ninguém lembrava de quase nada dele na mansão, mas ele não podia deixar tudo aquilo acabar daquele jeito. Não por eles, mas por si mesmo, pelas memórias que ele tem, pelos sentimentos que ele cultivou. Mesmo morrendo seguidas vezes o Subaru parecia estar sempre levando tudo na brincadeira, levando a sério apenas quando a situação apertava – o que quase sempre significava que já não havia muito o que ele poderia fazer. Ou será que ele sempre leva a sério e aquele jeito dele é apenas uma fachada?

Não dá para saber. É aquela coisa sobre faltar desenvolvimento para o personagem, de novo. Mas agora que ele sofreu um colapso eu sei que o Subaru está sendo o Subaru mesmo, sem máscaras, sem subterfúgios, ainda que em situação atípica. E o Subaru de verdade não sabe reagir rápido em situações de alta carga emocional. Ele sabe reagir fisicamente, ele foge bem, ele se defende bem (até bem demais para um suposto recluso), mas quando o que o ameaça são palavras e olhares ao invés de lâminas e punhos ele não sabe o que fazer, congela ou perde completamente a compostura. Ele é razoavelmente covarde e egocêntrico também, embora a natureza da situação em que ele se encontrava no final desse episódio não permita precisar o quanto. Absolutamente não sabe lidar com perdas, e nesse sentido é bom que ele possa voltar no tempo e tentar evitar o pior. Não fosse assim, talvez ele acabasse se matando do mesmo jeito – não para tentar desfazer, mas para se suicidar.

"Existe apenas um único problema filosófico realmente sério: o suicídio." - Albert Camus

“Existe apenas um único problema filosófico realmente sério: o suicídio.” – Albert Camus

Dá para continuar falando sobre o Subaru, não porque sabe-se muito sobre ele mas precisamente pelo contrário disso. Já falei bastante, agora um pouco mais sobre outros pontos importantes do episódio: quando tentou contar a verdade para Emilia uma mão apertou seu coração e Subaru sentiu sua vida em risco. Evidentemente aquela mão é de quem lançou essa maldição nele, que provavelmente foi quem o invocou em primeiro lugar. Então a ideia é que ele continue ressuscitando, voltando no tempo (e ajudando a Emilia), mas sem que ninguém saiba. Por que ninguém poderia saber disso? Suponho que o sucesso da Emilia seja apenas parte de um plano maior. E ele fede à Bruxa. Desde a primeira vez que chegou ali, aparentemente, mas fiquei com a impressão que o cheiro está piorando e nunca contaram isso a ele em todo caso.

"A negra com luva mão!" - Chapolim Colorado

“A negra com luva mão!” – Chapolim Colorado

Cautela, lógico. Apesar de ter salvo a Emilia ele ainda era um completo desconhecido. Se fosse um inimigo, um servo da Bruxa, não adiantaria perguntar diretamente não é? Supondo que o cheiro esteja piorando então ele deve ter a ver com as mortes e ressurreições do Subaru, amarrando definitivamente todas essas pontas. Como a Bruxa é supostamente muito parecida com a Emilia talvez o plano seja fazê-la rainha para em seguida usurpar o trono. Como toda a história envolvendo a relação entre Emilia e Satella continua nebulosa, não descarto hipótese nenhuma, nem que a Emilia seja mesmo a própria Satella no fim das contas, de alguma forma.

Sobre as últimas mortes do Subaru, parece claro a essa altura que a primeira não foi responsabilidade das empregadas. A segunda pode ter sido tanto a Rem quanto a Ram – o Subaru havia acabado de ter um bom dia coma Rem naquela linha do tempo, por isso não descarto que ele tenha convencido-a (sem saber) de que era confiável. A primeira morte foi provocada por uma maldição que mata durante o sono, e essa maldição estava ativa durante sua segunda morte também (talvez ele tenha sido morto por qualquer uma das empregadas que ao sentir a maldição em efeito partiu para o corredor em ronda procurar o seu causador, e cruzando com o Subaru-cheira-à-bruxa não teve dúvidas: a culpa era dele!). E foi a mesma maldição que matou a Rem. Por que a Rem? Por que só a Rem?

A Rem estava com sangue no zóio. Literalmente

A Rem estava com sangue no zóio. Literalmente

Não pode ser um candidato ao trono ou alguém enviado por um candidato porque não faz sentido matar a Rem enquanto ela dorme (em combate seria outra história) e deixar a Emilia ilesa. Se foi a Bruxa o que ela quer afinal? Considerando que as empregadas a odeiam e que a Rem disse explicitamente que ela teria feito algo a sua irmã no passado, talvez seja pessoal. Talvez o objetivo fosse mesmo matar a Rem desde o começo. Na primeira o Subaru morreu por tabela, na segunda foi morto por alguém que estava fazendo uma ronda, e quando ele finalmente sobreviveu esse dia foi apenas para descobrir que a Rem foi morta com sucesso. Isso aumentaria bastante a importância de Rem e Ram na história, mas considerando como a Felt também pareceu importante (e foi) apenas para ser abandonada pelo anime em seguida eu prefiro aguardar o desfecho com cautela.

Por quê?

Por quê?

Gostou desse artigo? Compartilhe:

  1. Este episódio foi épico, melhor até agora, só com este episódio deixa alguns dos animes desta temporada no chinelo. O Subaru neste episódio sofreu e sofreu a valer, no inicio do episódio deu para ver, como ele ficou triste por descobrir que o assassino que o seguia, era a Rem alguém de quem ele gostava de conviver e estar, as cenas dos diálogos entre o Subaru a Rem foram nota 10, principalmente o Subaru a recordar os momentos que passou com as irmãs, o seyuu fez um excelente a transmitir os sentimentos do Subaru para o espectador, já para não falar na animação super bem feita neste episódio (será que na versão Blu-ray mostram o Subaru a levar a perna decepada e a garganta cortada).
    Nunca imaginei que a Beatrice fosse aceitar o pedido cara de pau do Subaru logo de primeira, mesmo ele tendo um cheiro forte de bruxa, mas este episódio também serviu para mostrar que a Beatrice não era apenas uma loli malvada, aquela cena final onde o Subaru lhe puxa o cabelo não tem preço.
    Achei bem interessante, a tentativa de confissão do Subaru para a Emilia, onde este ia contar que era capaz de voltar da morte mas a maldição interrompeu-lhe a fala (até a mim me doeu quando a maldição lhe aperta o coração), com isto já começa a ficar claro que o Subaru não é de ferro ele está a começar a entrar em colapso, a sua forma de estar já começa a mudar, a cada morte ele fica diferente (a cena quando ele acorda e vê as empregadas e entra em pânico foi muito bem feita).
    De resto o episódio foi muito bom, tive bastante pena da Rem, ao menos não sofreu para morrer, o sofrimento da irmã mais velha pela morte da Rem foi muito bem feito, afinal o dono da mansão não é mau, mas já começo a estranhar o facto da Emilia estar sempre a sorrir e calma, parece que não se chateia com nada, e aquele final onde o Subaru se atira do penhasco nunca será esquecido (eu já sabia que ele se ia matar, mas atirar-se do penhasco foi bem louco, aquela corrida em câmara lenta foi nota 10.
    Como sempre uma excelente matéria.

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      Olá =)

      A Beatrice desde que encontrou o Subaru pela primeira vez disse ter o poder de saber se as pessoas estão mentindo através do mana delas, por isso, acho, é tão fácil para ela acreditar no Subaru e por isso ela fica ao lado dele, mais até do que a Emilia.

      E … é. Todo mundo pareceu bastante afetado pela morte da Rem. A Emilia não pareceu indiferente, mas comparada com os demais achei pouco. Ela acreditava no Subaru, ou dizia acreditar, mas o pressionou até o final. Ainda não desconfio dela a sério nem nada, mas achei o comportamento dela manso demais para a situação (enquanto Subaru fugia, Roswaal, Beatrice e Ram estavam destruindo aquele quarto).

  2. Gostei tanto desse anime que andei estudando ele, minha mente agora é um poço de spoilers, irei apenas ler seus artigos, tenho informações valiosas, que caso eu conte, você pode acabar ficando empolgado, ou exatamente o oposto .
    O anime no proximo episodio já irá passar o mangá, e o final poderá não ser fiel a novel, então eu posso ao mesmo tempo não ter muitos spoilers. Mas de qualquer forma, é tudo muito interessante . Vou apenas dizer uma coisa , sobre a Satella, que de certa forma , explica um pouco porque o Subaru foi invocado neste mundo, mas ao mesmo tempo , não é algo tão importrante, é apenas uma informação.
    Me permite?

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      Se você diz que não é importante, pode, com uma condição: não pode ser algo que interfira no desenvolvimento do Subaru. Esse tem sido o ponto fraco do anime até agora e não quero perder isso de vista. Se um spoiler de repente me faz descobrir porque o Subaru age como age (mesmo que explique só uma pequena parte de quem ele é), prefiro não saber. É até o momento uma falha técnica do anime e quero ver como vão lidar com isso.

      • não , não tem nada a ver com o desenvolvimento com o Subaru, na verdade, vou preferir deixar esse spoiler muito aberto, sabe a Satella?
        Ela ta selada pelo dragão e talz, porém, ela ama o Subaru.

      • Fábio
        Fábio "Mexicano" Godoy

        Oh, isso me faz pensar em todo tipo de teoria. Mas só conte mais a respeito se o anime terminar antes de revelar isso, ok? =)

  3. sim, eu so achei esse spoiler interessante, e que no caso, explicava algumas poucas coisas, e deixa surgir muitas outras questões a respeito.
    Ou seja, não acho que seja um spoiler tão impactante, não pretendo contar mais nada do que sei quanto ao Re : Zero, apenas esta pequena brecha.
    Eu li a historia toda da novel resumida, inclusive novels que só foram lançadas online, não são oficiais ainda. Pode ser que mudem isto, mas eu duvido. No Anime, o que tá rolando agora é fixinha perto do que vai rolar, ainda tem muito personagem pra entrar na historia. Ou seja, vai ficar cada vez melhor e melhor!

      • Como não achei a novel em português ( nem cheguei a procurar heuahueauh mas fiquei sabendo que só tem em japônes, eu não li exatamente a novel e sei exatamente tudo o que vai rolar, vi apenas um artigo soltando spoiler para todos os lados, contando os principais acontecimentos de cada arco, os nomes dos novos personagens, quem são e suas habilidades.
        Se não mudarem algo drasticamente, eu não conseguirei perceber a diferença, e ouvi falar que o anime tá seguindo fiel a novel, e não ao mangá.
        Agora que o anime passou o mangá , tô triste :c, e no ep de hj deu mais informações sobre a Satella, tá interessante.

      • Pra mim foi um episodio necessario, se disseram que foi chato, talvez é porque não teve morte ou ação ( coisa comum em re:zero ) este eposidio de agora foi mais emocional, o Subaru precisava disso, ele não tava nem um pouco bem. Tava se contorcendo todo por dentro. Eu gostei 😀

Deixe uma resposta