O chamado

Segundo anime que eu irei cobrir nessa temporada. O primeiro é 91 Days, além de Re: Zero que venho cobrindo desde a temporada passada e vou continuar. Além de mim, o Iwan está cobrindo Berserk e Orange, a Tamao-chan está cobrindo Amaama to Inazuma, Battery e Days, e o flavio está cobrindo Love Live! Sunshine!! Não perca nenhum deles!

E eu ainda vou cobrir mais dois animes! Quais? Se-gre-do! Bastante, não é? Serão onze no total. Curiosidade: em julho de 2015 o Anime21 cobriu quinze animes, esse não é nosso recorde, hehe. Mas já deu de enrolação. Amanchu é um slice of life delicioso, um anime daqueles para assistir enquanto descansa, relaxa, respira fundo, imagina uma luz em cima da sua cabeça, se imagina andando em direção a uma porta … opa, desculpe, sem querer eu estava falando de hipnose.

Mas há algo de hipnótico na Hikari, não é? Pelo menos parece ser a impressão da Futaba!

Curta o anime21 no facebook:

Nesses artigos usarei o primeiro nome das duas: Hikari para a Hikari Kohinata e Futaba para a Futaba Ooki. Pode ficar meio confuso porque a Hikari chama a Futaba por um apelido que não tem nada a ver e a Futaba chama a Hikari pelo sobrenome, pelo menos por enquanto, mas já aparece o primeiro nome dela em alguns momentos, como no título desse episódio. Achei por bem estabelecer então desde o começo uma forma de chamá-las e vou manter até o fim, assim nem eu nem você que, espero, irá me acompanhar semanalmente até o derradeiro episódio de Amanchu iremos nos confundir jamais!

Amanchu é um slice of life mas apresenta um tema bastante incomum: mergulho. É incomum em animes e é incomum na vida real, quero dizer, quantos mergulhadores, profissionais ou amadores, você conhece? Então. Daí ninguém conhece nada de mergulho e elas ficam falando disso. Não tema! Vou pesquisar e explicar tudinho nos artigos. Começando agora:

O que aprendemos sobre mergulho no episódio 2?

Passo de Gigante, também chamado de salto vertical ou pelo nome em inglês (que é o pronunciado pelas personagens) giant stride, é uma técnica de entrada na água. É mais ou menos como a Hikari fez, mas sem vir correndo: o mergulhador fica de pé parado na beira e então dá um passo para frente. Entra na água com as pernas abertas e as fecha em seguida, o que o impulsiona para a superfície. Claro que sem água não funciona, né Hikari? Assiste esse vídeo, ele é feio mas é curto, e mostra como se parece um passo de gigante de verdade. Sem vir correndo e sem ser a Hikari é bem sem graça.

O passo de gigante se parece com isso, mas para dentro da água

O passo de gigante se parece com isso, mas para dentro da água

Roupas de mergulho secasmolhadas, para diferentes situações de mergulho. Bom, basicamente temperatura. A função de qualquer roupa de mergulho é preservar a temperatura corpórea do mergulhador, já que na água o calor se dissipa muito mais rápido. As molhadas deixam a água entrar e essa água que entra forma uma camada que diminui o contato do mergulhador com a água fora da roupa, mais fria. As secas não deixam a água entrar. O uso de cada uma é como a Hikari explicou: depende da temperatura da água.

Aviso: o Anime21 não é um blog sobre mergulho. Mesmo se fosse, isso não é algo que se aprenda na internet, procure ajuda profissional. Eu sequer sei nadar, então não acredite em mim, de verdade. Isso tudo é só curiosidade.

Que desânimo acordar e lembrar daquilo que se perdeu

Que desânimo acordar e lembrar daquilo que se perdeu

E com avisos sobre animes que o blog vai cobrir, sobre os nomes que vou adotar para as garotas em meus artigos e essa sessão sobre curiosidades de mergulho esse artigo já ficou imenso e eu nem falei sobre o que aconteceu no episódio! Enfim, basicamente a Futaba continua melancólica por ter se mudado, se sentindo excluída, sozinha e sem grupo de amigos (eu te entendo, Futaba, eu te entendo muito bem), ao mesmo tempo em que aguarda contato de suas antigas amigas para não se sentir mais tão sozinha assim (eu te entendo demais Futaba!), mas ela se sente atraída pela Hikari desde que a viu no primeiro dia na escola, e se não foi por qualquer outra razão, foi pelo menos por curiosidade que ela conseguiu ir para a escola dessa vez com mais facilidade do que antes.

Hikari está pronta para mais um dia muito louco!

Hikari está pronta para mais um dia muito louco!

A Hikari continua hiperativa. Estou aguardando as primeiras provas da escola quando eu poderei talvez confirmar meu diagnóstico amador: a Hikari tem transtorno de déficit de atenção com hiperatividade. Que ela é hiperativa acho que não preciso argumentar, não é? Disputando corrida com a professora, correndo em uma ribanceira cheia de mato e saltando como se não houvesse amanhã de quase dois metros de altura no meio da rua. Fora todo o resto desde o primeiro episódio. E ela deve ter déficit de atenção, pois vive avoada, distraída (lembra que saiu sem fechar o zíper no primeiro episódio? ela se lembra e adicionou isso às suas checagens matinais antes de sair de casa, hehe), e sequer viu quando a professora entrou no mesmo ônibus que ela. Ela vive com a cabeça nas nuvens.

Hikari convida Futaba para fazer parte do seu mundo

Hikari convida Futaba para fazer parte do seu mundo

Ou melhor, dentro dágua. Ao pensar em “clube” a primeira coisa que veio à mente dela foi invadir o clube de mergulho e a piscina. E a Futaba, a vendo, foi mais uma vez atraída curiosa com aquela garota tão animada. Quase sem a questionar, Futaba foi simplesmente seguindo e fazendo o que a Hikari dizia. Não que a Hikari a tenha forçado a qualquer coisa em momento algum, Futaba sempre teve a opção de recuar. Mas ela não quis. Parada à beira do destino entre sua vida antiga e sua nova vida, Futaba deu um passo de gigante e mergulhou na certeza de que poderá encontrar uma nova amiga em Hikari.

Futaba não hesita mais!

Futaba não hesita mais!

Gostou desse artigo? Compartilhe:

  1. Este anime se continuar assim vai ser um dos melhores da temporada, como tu bem referiste é óptimo assistir este anime para relaxar. O episódio dois foi muito bom, a Hikari é muito alegre e como tu bem referiste ela deve ter hiperatividade já que ela nunca para quieta e deve ter um deficit de atenção como tu bem referiste, já que ela vive no mundo das nuvens. Mas eu gosto da Hikari como personagem, ela é engraçada, desinibia e acima de tudo ela faz o que quer sem ligar para as aparências. Já a Futaba é o oposto, é mais reservada, tem mais dificuldade em comunicar-se com os outros, mas aos poucos já começa a mudar devido à influência da Hikari, que para mim é um factor bastante positiva para a personagem. Que sensei bacana que a Hikari e a Futaba têm, ela foi tolerante quando no ónibus estava a apanhar o vento todo por causa das brincadeiras da Hikari e ainda por cima é mergulhadora como a Hikari, o que se poderia querer mais num anime com a mesma temática. Eu questiono-me se a Hikari nunca se sente triste, ela parece que está sempre alegre, mas nem sempre é assim esse tipo de pessoas costumam ser as mais tristes. A Futaba ainda sofre com a mudança de escola, ela ainda está muito agarrada ao passado e isso vê-se cada vez que ela actualiza as mensagens no telemóvel/celular. A parte que mais gostei foi a parte final do episódio na piscina que cara de felicidade das duas protagonistas a Futaba parece que vai mudar, nos próximos episódios devem introduzir novas personagens para o clube de mergulho. Reparando num pequeno erro no artigo, na parte do O que aprendemos sobre mergulho no episódio 1?, não é no episódio 1 mas sim dois, mas essa parte está muito boa, eu também não sei nadar nada de jeito, nem percebo nada de mergulho, mas agradeço pela secção de utilidade pública neste artigo.
    Como sempre uma excelente matéria e obrigado pelo link de exemplo para o verdadeiro giant stride, que não é tão divertido como o da Hikari como tu bem referiste.

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      Primeiramente, obrigado pela correção! Eu corri para editar o artigo assim que li seu comentário. Só agora tive tempo de responder, mas a correção foi feita há um bom tempo já, muito obrigado =)

      Agora vamos falar sobre as garotas!

      A Hikari talvez tenha lá seus problemas sim, mas não acredito que seja algo tão grande assim. Talvez a personalidade expansiva dela tenha feito ela passar o ginásio com poucas amigas, ou nenhuma? Não consigo imaginar nada pior do que isso. E não acho que ela não se importe com aparência. Ela tem um espelhão na saída de sua casa e ficou se arrumando na frente dele longamente. E a primeira coisa que reparou na Futaba foi seu cabelo bonito, coisa que, como eu escrevi no artigo de primeiras impressões, ela não pode ter por passar tempo demais debaixo dágua. De todo modo, se ela tiver mesmo transtorno de hiperatividade é bom que pratique mergulho, pois é uma atividade que exige muita disciplina – e ela carrega isso para a vida, como vimos na mesma cena onde ela se arrumava para sair de casa conforme ela comparava o que fazia aos passos que tem que seguir ao mergulhar.

      A Futaba tem menos mistérios, até porque é a personagem que acompanhamos os pensamentos. Ela está muito insegura com a mudança de ambiente, com a quebra dos laços que tinha, e antes mesmo das aulas começarem estava seriamente preocupada em ficar sem amigas. Sorte dela que encontrou alguém como a Hikari! E que bom que teve coragem de segui-la =)

      Obrigado pela visita e pelo comentário, como sempre =)

  2. Eu mais um pouco e torno-me mobília da casa, agora fora de brincadeira, eu gosto de comentar, se o redactor tem tanto trabalho a fazer os artigos é uma falta de respeito não dizer nada. A Hikari ainda vai proporcionar muita risada com o seu jeito de ser se ela tiver mesmo o transtorno de hiperatividade não é nada que prejudique o anime.

      • Se continuar assim vai ser daqueles slice of life que ficarão na memória de quem assistir, se bem que muita gente não vá ver este anime, mas quem vê é recompensado com bons personagens e cenários lindos.

Deixe uma resposta