11-Olímpicos---Rio-2016

Qual a primeira coisa que te vem à cabeça quando pensa em Olimpíadas? Isso mesmo, promoções sazonais do Mc Donald’s. Você já comprou um desses copos que eles estão vendendo? Eu tenho vontade, mas tá caro demais. Preferia lanches dos países mas parece que não vai rolar dessa vez. Tudo culpa da crise. Mas não é sobre isso que esse artigo trata, e sim sobre esportes mesmo. Animes de esporte. Esporte costuma ser tratado como um gênero mas está mais para cenário ou tema, haja visto que existem tanto animes esportivos que focam no esporte em si quanto animes esportivos que focam em qualquer outra coisa. Ação, comédia, drama, romance, slice of life; todos esses gêneros estão representados nessa lista então aposto que você vai encontrar pelo menos um que te agrade.

Até onde eu sei não existe nenhum anime sobre Olimpíadas ou que se passe inteiramente ou pelo menos tenha arcos durante as Olimpíadas, e acredito que isso se deva aos direitos de propriedade da marca pelo Comitê Olímpico Internacional, mas em um anime ou outro cita-se de passagem o desejo de um ou outro personagem um dia participar de uma Olimpíada. Enfim. A equipe do Anime21 se reuniu e preparou essa lista com 11 animes sobre esportes de verão que fazem parte da Rio 2016!

Curta o anime21 no facebook:

Atletismo

Suzuka

Suzuka

E começamos com um romance. Eu não assisti, mas conheço o autor do mangá que deu origem a esse anime e garanto que o estilo dele é bem melodramático por vezes, com um pouco de fanservice aqui e ali para apimentar a obra. Suzuka é uma história sobre um garoto que entra em uma escola e se apaixona por uma atleta – mais especificamente uma saltadora em altura, que é a personagem que empresta seu nome ao título.

Esse é o segundo anime mais antigo dessa lista, é de 2005 e conta com 26 episódios em uma única temporada.

Basquete

Kuroko no Basket

Kuroko no Basket

Esse todo mundo conhece né? Estava na crista da onda até pouco tempo. Veja só o que o Iwan tem a dizer sobre Kuroko no Basket:

Foi o primeiro anime de basquete que eu assisti pra ser sincero (apesar de não ser o primeiro nem o melhor mangá de basquete que já li), trata da história de como Kuroko, o membro fantasma que era suporte de um time de jogadores geniais no ginasial se adapta e evolui com Taiga, um jogador que têm tudo para superar a geração milagrosa durante os torneios com o apoio certo.

É um anime interessante que peca por focar demais nos protagonistas em detrimento dos titulares menos relevantes, mas é bem dinâmico e não perde tempo em arcos de treinamento excessivamente longos. Exceto quando são flashbacks beeeeem alongados.

Possui três temporadas que foram exibidas entre 2012 e 2015, cada uma com 25 episódios, totalizando 75 episódios.

Outro anime: Slam Dunk

Beisebol

Dia no Ace

Dia no Ace

Um esporte pouco popular no Brasil mas popular pra caramba no Japão. A Tamao-chan adora e descreve assim Dia no Ace:

Foi o primeiro anime de beisebol que assisti. Como o personagem principal, Sawamura Eijun, com o seu jeito sem noção e reflexivo algumas vezes me fez assistir até o final do anime, resolvi pegar outros do mesmo esporte para ver também, embora os personagens sejam diferentes uns dos outros. Dia no Ace (ou Ace of Diamond, como prefiro dizer) conta a história de como Sawamura consegue lidar com a ideia de ter incentivo ao esporte e ao mesmo tempo aos estudos. E ele nem arremessava bem no início então o treino foi árduo. Conta com personagens carismáticos e não se foca apenas no principal, mas também nos outros times e pessoas ao seu redor.

Possui duas temporadas exibidas entre 2013 e 2016 (como foram transmitidas em sequência na prática é como se fosse uma temporada só). A primeira possui 75 episódios e a segunda tem mais 51, somando 126 episódios.

Outros animes: Cross Game, Major, Ookiku Furikabutte
Em exibição: Battery

Boxe

Hajime no Ippo

Hajime no Ippo

Outro famoso que eu nunca assisti (assisto poucos animes esportivos). O Iwan falou um pouco sobre Hajime no Ippo:

O anime eterno do manga eterno, a história cobre a carreira do protagonista Ippo e seus companheiros e é um grande exemplo por sua animação e lutas de alta qualidade (algo bem comum na Madhouse diga-se de passagem) e por seu alto grau de desenvolvimento de personagem (TAKAMURA FUCK YEAH), com Ippo sempre aprendendo sobre e com seus oponentes.

Um anime recomendadíssimo que talvez só precise do aviso de que é um dos mangás mais longos da existência e que ainda permanece em andamento e que se forem animar tudo será definitivamente algo bem longo.

Longo mesmo, possui três temporadas: a primeira com 75 episódios transmitida entre 2000 e 2002, a segunda (New Challenger) teve 26 episódios em 2009 e a terceira (Rising) contou com mais 25 entre 2013 e 2014. Total de 126 episódios.

Outros animes: Ashita no Joe, Ring ni Kakeru

Ciclismo

Yowamushi Pedal

Yowamushi Pedal

Yowamushi Pedal eu assisti! Mas se fosse falar não seria coisa boa, então o Flávio assumiu essa tarefa:

O anime é sobre um garoto otaku chamado Sakamichi Onoda que acaba de entrar no ensino médio e quer criar um clube de anime para fazer amigos. Mas mal sabia ele que tinha um dom para esportes, em especial o ciclismo, talento esse que chama a atenção do clube de ciclismo da escola. Como a maioria dos animes de esportes Yowamushi Pedal passa a mensagem de que basta trabalhar em equipe, ter determinação e disciplina e você pode chegar longe. Apesar dos exageros o anime é divertido e as explicações sobre o esporte em questão (ciclismo) são interessantes.

Yowamushi Pedal tem duas temporadas, sendo a primeira com 38 episódios exibidos entre 2013 e 2014 e a segunda (Grande Road) com mais 24 transmitida entre 2014 e 2015, totalizando 62 episódios. Possui ainda três filmes. Um quarto filme está agendado para esse ano (2016) e uma terceira temporada para 2017.

Outro anime: Over Drive

Futebol

Giant Killing

Giant Killing

No país do futebol a gente tomou um 7 a 1 e ninguém sabia o que falar sobre Giant Killing. Eduardo Cardoso foi nosso convidado especial e salvador da pátria e comentou sobre o anime:

Um anime de futebol diferente do que estamos habituados a ver. Levando o esporte a sério, o anime conta a história de um time que vivia em crise, com vários problemas dentro do elenco, sejam táticos ou de relacionamento, até que um aclamado ex-jogador de futebol assume o comando da equipe para tentar levá-la à glória.

É difícil encontrar bons animes desse esporte e Giant Killing com certeza é um deles. As partidas de futebol são bem feitas, os jogadores são bem explorados, tanto na parte do futebol quanto no desenvolvimento da pessoa deles, principalmente o treinador, que trava uma verdadeira luta de David contra Golias a cada partida junto ao seu time. Caso seja fã de futebol, Giant Killing com certeza irá te agradar.

Giant Killing teve uma temporada em 2010 com 26 episódios.

Outros animes: Area no Kishi, Capitão Tsubasa, Inazuma Eleven
Em exibição: Days

Natação

Free

Free

Quem comentou Free, o anime esportivo do Kyoto Animation, foi o Flávio:

A história de Free se desenrola em torno de quatro garotos, Haruka, Makoto, Nagisa e Rin que nadaram juntos na infância mas acabaram se separando. Mais tarde, no ensino médio, eles acabam novamente se reunindo com a exceção de Rin que vai estudar em uma outra escola onde tem um clube de natação mais estruturado. Haruka, Makoto e Nagisa decidem montar um clube de natação na escola que conta ainda com as participações de Rei, um garoto que ama coisas belas e Gou, que faz a função de gerente e também é a irmã mais nova de Rin. O anime de forma geral não é muito movimentado mas é muito bem feito pelo Kyoto Animation, sendo um dos últimos grandes hits do estúdio. Eu gosto dos personagens e da relação que eles têm uns com os outros e acho muito interessante o fato de cada um deles ser especialista em um determinado estilo de nado. Infelizmente o anime sofre bastante preconceito por ser voltado para as fujoshis, eu mesmo admito que já tive preconceito contra o anime e quando fui assistir achei uma história divertida e o fanservice para o público feminino vai diminuindo com o passar dos episódios. E para esclarecer de uma vez por todas: Free não é um anime yaoi.

O anime possui duas temporadas, a primeira em 2013 com 12 episódios e a segunda (que na verdade é uma prequela) em 2014 com mais 13 episódios, totalizando 25 episódios.

Tênis

Teekyuu

Teekyuu

Mais um trabalho do Flávio comentando Teekyuu:

Um divertido anime de vida cotidiana que acompanha quatro garotas em um clube de tênis do ensino médio. O foco da série é voltado mais para comédia envolvendo situações bizarras (nonsense) do que o esporte em si. As personagens são bem excêntricas e singulares. A duração dos episódios é de apenas dois minutos sendo que só a abertura leva quase um minuto.

Teekyuu possui sete temporadas de 12 episódios cada, sendo a primeira de 2012 e a última de 2016, com um total de 84 episódios

Outros animes: Baby Steps, Prince of Tennis

Tênis de Mesa

Ping Pong

Ping Pong

Esse eu comento! Finalmente assisti e vou comentar alguma coisa! Ping Pong é um dos melhores animes que já assisti, não deixaria passar essa oportunidade por nada, hehe.

A estética dele é assim bastante heterodoxa como visto na imagem, até mesmo feio diriam muitos (o anime foi dropado por muita gente por esse motivo; não faça isso). Mas esses traços tremidos e distorcidos são tremendamente expressivos e permitem transmitir emoções e sensações como você não vai experimentar em nenhum outro anime, seja esportivo ou não. Também ajuda um bocado a passar a noção de rapidez que é inerente a um esporte veloz como o tênis de mesa. Os jogos são sensacionais e os personagens mais ainda.

Os 11 episódios da única temporada de Ping Pong em 2014 foram muito pouco. Ou talvez tenham sido o número exato.

Vôlei

Haikyuu!!

Você não acha que eu comentaria mais um anime, não é? O Iwan assumiu o trabalho de comentar Haikyuu:

Um exemplo bem interessante, Haikyuu na verdade trabalha todos os seus personagens, sejam titulares ou quase aleatórios, com um alto grau de qualidade. Todos os jogadores, até os mais inúteis (~tsukkiiii) recebem arcos de personagem e evoluem nos mesmos. Uma coisa que Haikyuu têm de problemático (porém interessante) é o ritmo de seus arcos, eu gosto de sempre comentar isso mas para se ter uma noção, o primeiro cour da segunda temporada de Haikyuu possui quase 10 episódios de treino seguidos, e isso assistido semanalmente foi um martírio tão grande pra mim que eu dropei o anime por 6 meses até decidir voltar a assistir. Então tive a surpresa de descobrir que o arco seguinte de 13 episódios de torneio é uma das melhores coisas que já vi no sentido anime de esporte, a partida final da temporada foi simplesmente maravilhosa e o nível de detalhe da animação não pode ser descrito por um leigo como eu.

Haikyuu possui duas temporadas de 25 episódios cada, transmitidas entre 2014 e 2016, totalizando 50 episódios. Uma terceira temporada está planejada ainda para esse ano (2016).

Terrorismo

Zankyou no Terror

Zankyou no Terror

Sim, pois é. Eu sou uma pessoa horrível. Mas juro que é só uma piada, viu? De verdade torço para que essa modalidade seja barrada e não a vejamos na olimpíada carioca.

Mas sugiro que você veja Zankyou no Terror. É o anime original mais diferente de todo o conjunto da obra de Shinichiro Watanabe (Cowboy Bebop, Samurai Champloo, Space Dandy). Ao contrário de todos seus outros trabalhos mais engraçadões, Zankyou no Terror é extremamente árido. Também em contraste com todo o resto nesse aqui os protagonistas são todos adolescentes, ao invés de adultos. Se não por qualquer outro motivo, vale a pena assistir só para ver como o diretor se saiu com esse projeto tão diferente de sua zona de conforto.

E eu diria que ele se saiu mediano. É um anime divertido, com personagens instigantes, mas que deixa pontas soltas demais e ao fim e ao cabe parece não ter dito direito a que veio. É uma mensagem sobre terrorismo? Sobre pacifismo? Sobre o tratamento dispensado às crianças japonesas em orfanatos? Impossível saber. Mas é muito bonito e empolga bastante na maior parte do tempo.

Zankyou no Terror foi transmitido em 2014 e possui 11 episódios.

Outro anime: Higashi no Eden

Gostou desse artigo? Compartilhe:

  1. Já que você mencionou Zankyou no Terror, então, seria justo mencionar também Showa Monogatari que não é diretamente sobre as olimpíadas, mas fala da influência indireta dos preparativos para os jogos olímpicos de 1964 sobre uma família em particular e o Japão da época.
    Muito legal de ver para conhecer um pouco do Japão caminhando para o primeiro mundo, diferente do Brasil…

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      Olá, obrigado pela visita e pelo comentário!

      O “terrorismo” foi só uma brincadeira, algo que acrescentei a uma lista de animes sobre esportes mesmo, hehe. Mas interessante esse que citou, vou pesquisar =)

  2. Como assim num ia falar coisa boa de Yowamushi Pedal? kkk nossa, melhor anime de esportes de todos aí Disparado, esse anime mudou minha vida, passei a andar de bike por causa dele e fiz vários amigos por causa disso XD

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      Eu gostei do começo da primeira temporada, achei bastante divertido. O treinamento eu já achei chato, arrastado. Mas quando chegou o campeonato, além dele ser ainda mais chato e arrastado que o treinamento ainda rola um monte de “movimento mágico”. Não gosto de magia no meu anime esportivo =)

  3. Já que o Zankyou no Terror é uma excessão dentre os citados, decidi falar o que penso sobre ele: Ao início, o termo “terrorista” me desinteressou, pensei ser apenas explosões sem sentido algum com algum detetive importante os investigando, e, bom, no início parece ser isso mesmo. No entanto, ao longo da série, os personagens principais mostraram ter uma história bem além disso e tornaram-se muito queridos entre os que assistiam. Os personagens secundários, como o investigador Shibazaki e a Lisa também são bem interessantes, apesar de a Lisa ser tanto quanto inútil aparentemente.

    Sendo sincero, esperava que outros animes estivessem presentes na postagem, devido à quantidade de modalidades nas olimpíadas, como os animes que existem sobre o hipismo ou sobre o sumo, apesar de não serem tão populares. A falta de futebol americano (e outros modalidades) nas Olimpíadas atuais também é triste, já que poderia ser citado Eyeshield 21 nesta modalidade. Outro anime de natação que poderia ser citado é o Kenkou Zenrakei Suieibu Umisho. Aliás, Basquash também é popular entre os animes sobre basquete, apesar de ser com mechas e exagerarem um pouco, hehe.

    Apesar disso, parabéns aos membros do Anime21! O post está ótimo. Até!

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      Eu já esperava algo fora do comum de Zankyou no Terror desde o começo por causa do diretor e sua equipe. Jamais que o homem de Cowboy Bebop nos entregaria um anime convencional, não é? Foi bem legal sim, embora talvez tenha sido curto demais para que tudo fizesse sentido.

      E bom, citamos 10 modalidades olímpicas, quantas mais fossem mais trabalho daria para escrever o artigo e mais longo e massante ele ficaria. De todo modo não é como se eu conhecesse muitos animes esportivos =D

      Aliás: incrível, existe outro anime sobre natação! Anotado =D

      Obrigado pela visita e pelo comentário =)

Deixe uma resposta