Amaama17

Olá, leitores do anime21! Aqui quem vos escreve sou eu, Tamao-chan, e venho com mais um post de Amaama to Inazuma!

Esta semana eu só estou me lascando com os posts de Slice of Life, já que não tem muito a se falar. Os três dos quais falo são basicamente de cotidiano, embora Days já já vai começar a se focar mais no esporte (espero eu), e Battery já já vem os torneios, e descrever o que vai acontecer pode ser um sufoco ainda maior. Amaama é para ser acompanhado com passos gentis e delicados, já que é calmo e tem poucas coisas importantes a serem comentadas. Não, isso não é ruim, porém pode prejudicar no julgamento de várias pessoas perante ao anime. Tudo o que acontece tem um sentido para estar ali, e é o que vamos ver hoje.

Curta o anime21 no facebook:

Bom, todos sabem que é preciso de muita energia para cuidar de crianças, certo? E o anime começa com uma simples conversa em um parque entre Kouhei e as duas mães que mais aparecem (-q), enquanto os seus filhinhos se divertem. E claro que tem uma hora que as forças dão vez à exaustão, já que o professor viúvo, que faz tudo pela filha (com ajuda da babá e dos amigos) e dorme pouco teve febre.

Com febre.

Com febre.

Tsumugi entendeu o recado, mesmo o pai dela a mandando ficar quietinha na sala. A nossa querida protagonista foi caminhando com o intuito (acho eu) de chegar à Kotori, que é uma das pessoas que ela conhece e que pode tentar ajudar. Mesmo não sabendo direito onde é o restaurante, a menina dá tudo de si até chegar ao seu destino. Até ajuda de pessoas desconhecidas ela recebe.

Encontrando o local, Tsumugi já foi forçando a sua entrada e Kotori a ajudou como pôde, colocando tudo o que achava que poderia ajudar a curar pessoas doentes, e mal sabiam elas que o Kouhei tinha melhorado e ficou desesperado ao ver que a filha não estava no local onde ele a mandara ficar. Quando elas saíram do restaurante, viram que ele estava na rua, e ele ficou bem irritado. Kotori falou que ela tinha se esforçado muito para chegar ali e que queria ver seu pai melhorando logo.

Aí agora nós chegamos no momento MasterChef do anime, com uma receita de Gouhei Mochi, já que a Kotori queimou o arroz depois de presenciar aquele momento de pai e filha se reconciliando. Vamos falar um pouco sobre a receita.


Gouhei Mochi

Gouhei Mochi é uma especialidade regional geralmente encontrada na região de Tokai (na costa do Oceano Pacífico) do Japão. Sãos bolinhos de arroz achatados com pasta de missô doce, e tem uma fragrância muito doce. É fácil de fazer em casa (ao menos diz a fonte em que achei HUIHSDFUISDH).

Kotori usou as partes que não foram queimadas mas que estão duras, deixando um pouco mais fácil de fazer. Vamos à receita!

Ingredientes para o Gouhei Mochi: - Duas xícaras de arroz Parte A: - 20 gramas de nozes; - Uma colher de sopa de semente sesame. Parte B: - Uma colher de sopa de Missô; - Uma colher de sopa de Mirin (https://pt.wikipedia.org/wiki/Mirin); - Uma colher de sopa de óleo de soja; - Duas colheres de sopa de açúcar.

Ingredientes para o Gouhei Mochi:
– Duas xícaras de arroz
Parte A:
– 20 gramas de nozes;
– Uma colher de sopa de semente sesame.
Parte B:
– Uma colher de sopa de Missô;
– Uma colher de sopa de Mirin (https://pt.wikipedia.org/wiki/Mirin);
– Uma colher de sopa de molho de soja;
– Duas colheres de sopa de açúcar.

No início:

Os outros ingredientes:

Kotori separou uma parte do arroz que não estava queimado e:

E para finalizar:


Bom, gente, e o que achei do episódio? Me emocionou. HUISHDFIU Quase chorei quando a Tsumugi chorou, porque eu odeio ver criança chorando. Teve o mesmo efeito no terceiro episódio, quando ela chorou também. E, mesmo com uma adaptação diferente do mangá, este episódio conseguiu me conquistar, pois criou um momento de imersão enorme durante os passeios da menina. Isso demonstra como a imaginação de uma criança pode voar, mesmo em lugares que se vê todos os dias, assim como é mostrado toda semana na abertura também. lol

Então é isso! Fico por aqui com este post e nos vemos outra vez no artigo sobre Battery!

Gostou desse artigo? Compartilhe:

  1. Este anime já não tenho muito o que falar tamanha a perfeição da história deste anime. A Tsumugi nunca me para de surpreender, ela é bem mais perspicaz do que aparenta, aquela saída dela para ter com a Kotori em busca de auxilio para o seu pai prova isso (aquela cena da escadinha para abrir a porta, é muito eu quando era pequeno e não chegava à maçaneta da porta). Aquela música que a Tsumugi cantou na sua saída é muito viciante, nesta parte do episódio até comecei a cantar a música do Tubarão. Aquela parte em que o Khouhei grita com a Tsumugi foi muito realista, ele estava super preocupado com o bem estar dela, qualquer pai e mãe ficariam em pratos se os seus filhos saíssem sozinhos de casa, principalmente numa metrópole.
    Como sempre obrigado pela receita, achei ela bem apetitosa, ainda hei-de de fazê-la em casa é bastante simples e o resultado final parece delicioso.
    Como sempre uma excelente matéria Tamao-chan.

Deixe uma resposta