Battery

Olá, minha gente! Quem vos escreve é a Tamao-chan (atrasada de novo, e provavelmente vou me atrasar com Days também) trazendo mais uma matéria sobre Battery!

Bom, neste episódio ainda não há o foco no esporte, embora tenha a parte de treino e um pouco de jogo mesmo (mas não teve isso nos outros episódios também? Sim, mas agora tem uma pegada diferente). Também podemos perceber que a mãe do Takumi está entendendo o que se passa com ele por causa de seu pai, e que há um drama envolvendo os personagens em meio a uma discussão.

Curta o anime21 no facebook:

Outro episódio que eu fiquei com muita dificuldade de falar. Primeiramente, nós temos a complicação do episódio anterior sendo citada pela mãe do Takumi. Ela ainda não sabe o que aconteceu mesmo, só que o treino foi cancelado temporariamente. E na hora de tocar em seu ombro direito, logo ele tirou. Eu não sei se é porque ele, talvez seja por causa do problema que ele tem, se é por causa do motivo que o seu avô falou (que é braço de arremessador e tal), ou se é porque ela poderia sentir algo e descobrir se ele estava envolvido mesmo. Talvez seja um questionamento bobo, mas pensei mesmo nessas coisas ao ver esses cinco segundos de cena.

Na época que isso aconteceu, Takumi ainda estava em suas férias de verão e, como tinha a chave do local de treinamento, ele e o Gou puderam praticar um pouco. Até o treinador teve tempo de ver como o Harada arremessava, mesmo que tenha demorado um pouco para ele entrar no tranco. Pelo fato de ter se surpreendido com os últimos arremessos do Takumi, o treinador já foi correndo pedir ao diretor para que concedesse a chance de poder competir FINALMENTE com outra escola, a Escola Secundária Yokote, mas ele disse que estão em níveis diferentes. Acho que é mais por causa da rotina de treino, e também pelo fato de terem ganhado de 9×1 em um torneio.

Ao falar disso para todos do time, o capitão ficou super animado, mas o treinador acabou explicando o motivo de não poderem. E o Nobunishi (aquele vice-capitão que não gosto nenhum pouco) aproveitou que o treinador perguntou se o Takumi estava prestando a atenção, para entregar uma carta de resignação, por motivos de: não gostar do Harada (meu querido, até a mãe dele tem dificuldades com ele e moram no mesmo teto!) e de não gostar muito de beisebol, embora se esforçasse pela equipe (isso ele explicou mesmo no episódio anterior, mas agora ele chutou o balde mesmo).

Depois da reunião com o treinador, os meninos do time decidiram se juntar e resolver o que iam fazer para suprir essa falta de jogo, e por fim conseguiram contar com a ajuda do Takumi para fazer com que a Yokote jogasse com eles. Um plano de fazer com que Kadowaki, um dos rebatedores dessa escola, recebesse uma eliminação por strikes. E as jogadas de Takumi, principalmente a terceira, surpreendeu todo mundo (até a mim mesma), mas na quarta houve o home run. Mas o que marcou também esta cena foi o fato de o Takumi ter percebido que a mão do Gou estava tremendo e que isso o desestabilizou. Será que isso vai tirar muito de sua motivação como arremessador?

O episódio foi muito bom com muitas partes interessantes e reflexivas, embora tenha tido um pouco de drama, o que é normal neste anime (não dá para se reclamar do drama quando o anime é justamente sobre isso, né?). Dependendo da resposta que Kadowaki der, talvez eles joguem um contra o outro, assim como eu pelo menos percebo na abertura do anime, e espero que aconteça.

Bom, espero que tenham gostado deste post, e nos vemos no artigo de Days.

Gostou desse artigo? Compartilhe:

  1. Battery continua a ser um anime muito bom, este episódio 6 teve algumas partes com um drama leve, mas a obra é de drama por isso não me faz diferença. Naquela parte em que o Takumi fala calmamente com a mãe e tal parecia que se estava a formar um clima bom até que a mãe toca no assunto da suspensão do clube, será que ela não sabe que o filho foi violentamente agredido por um grupo de veteranos. Eu ainda acho estranho a atitude do Takumi cada vez que lhe tocam nos braços ou nos ombros ele reage mal, será por causa daquele problema dele no braço, o neste caso no episódio 6 a mãe ter-lhe tocado no ombro e ele estivesse com medo que a mãe descobri-se que ele sofreu maus tratos dos senpais.
    Gostei da introdução do Kadowaki, capitão do time adversário, ele deverá fazer um bom contraste com o Takumi, já que este é um jogador de elite e o Takumi é sempre convencido das suas habilidades. Também gostei daquele arremesso surpresa que o Takumi fez, até o Kadowaki ficou surpreso com a velocidade da bola, mas acho que foi forte demais para o Gou, mas este teve razão em ter ficado chateado com o Takumi, este aliviou o arremesso no quarto lançamento permitindo que o Kadowaki acertasse a bola.
    Como sempre um excelente artigo Tamao-chan e excelente uso das imagens como exemplo.

Deixe uma resposta