maxresdefault (2)

Olá~ Eu, Nomichi, sou o novo redator da Anime 21. Espero que eu possa fazer artigos que agradem a todos os leitores~!! Não sou muito bom com apresentações, então eu acho que é só isso mesmo. Pode ser só isso, certo? Enfim, assim como os outros redatores, eu também irei fazer review semanal de um anime da temporada, felizmente eu entrei para a equipe da Anime 21 no início de uma nova temporada (outono), então poderei começar “certinho” desde o início. O anime que eu escolhi para revisar semanalmente é Trickster: Edogawa Rampo “Shounen Tanteidan” Yori. Apesar do nome gigantesco, podemos resumir tudo em um simples “Trickster”. Um anime com personagens um tanto quanto interessantes e acontecimentos confusos.

Curta o anime21 no facebook:

O primeiro episódio de Trickster “indiretamente” apresentou os personagens principais da série e até mesmo o suposto vilão principal da trama. A forma indireta de apresentá-los ocorreu com uma sucessão de acontecimentos ocasionados pelo Demônio de Vinte Faces (o vilão). Esses acontecimentos foram “reparados” pelos personagens principais, e a cada minuto que se passava, novos personagens iam aparecendo. Mesmo sem serem aprensentados, de forma indireta tivemos a chance de conhecê-los um pouco, já que suas personalidades sutilmente foram apresentadas com suas atitudes ao decorrer do episódio.

O episódio, além de apresentar os personagens, se resumiu a vários tipos de acontecimentos envolvendo os mesmos. Como eu citei anteriormente, os “mocinhos” dessa trama foram os responsáveis, junto da polícia, por resolverem esses probleminhas ocasionados pelo Demônio de Vinte Faces. Porém, apesar disso, não foi apresentado um plot inicial, as coisas só foram acontecendo e fim.

Junto desses acontecimentos, em contra partida, temos o drama de um personagem, Yoshio Kobayashi, que de várias formas possíveis tenta se matar, mas infelizmente (ou felizmente) não consegue, pois aparentemente em sua volta existe uma espécie de “bolha protetora”, que o impede de se ferir.

Este mesmo personagem, também de forma indireta, acaba se encontrando com um dos personagens principais da série, Kensuki Hanasaki, que assim como os outros protagonistas, faz parte de um espécie de associação conhecida como “Grupo de Garotos Detetives”. Podemos notar que diferentemente dos outros membros da associação, Hanasake não participa de “missões” perigosas, apesar de ser bastante atlético e energético. Não é à toa que a sua missão inicial era de encontrar uma cachorrinha perdida.

O anime se aproveitou do bom e velho clichê do animal perdido, mas não ficou ruim, pois este elemento, apesar de clichê, ajudou a formar um laço de ”companheirismo” entre o Hanasaki e Kobayashi.

O encontro dos dois se deu ao fato de uma perseguição de Hanasaki a cachorrinha, que ao entrar em um prédio abandonado dá de cara com Kobayashi em posição fetal no cantinho de um dos andares do prédio. A cachorrinha, como uma boa retardada, se joga na bolha do garoto suicida e acaba morrendo. Aquele acontecimento estranho fez Hanasaki se “interessar” por Kobayashi, mas o mesmo fugiu logo em seguida.

Ao mesmo tempo, em Shibuya, um robô de segurança (forma de tecnologia secreta) descontrolado foi solto em meio a avenida, causando pânico entre as pessoas. Futuramente, graças ao detetive Kogorou Akechi, é descoberto que o autor desse incidente com o robô é o próprio Demônio de Vinte Faces, que ao ser capturado por Akechi, logo consegue despistá-lo. Aparentemente, o Dêmonio de Vinte Faces é bastante conhecido naquele mundo, pois as pessoas ao seu redor, ao descobrirem que ele estava usando um disfarce para se manter escondido na sala de controle, fugiram em total desespero.

O Demônio de Vinte Faces voltou a aparecer pouco tempo depois (com um novo disfarce), mas dessa vez de forma mais “casual”. O mesmo se encontrou com Akechi em um restaurante perto do prédio onde ambos estavam anteriormente. Lembrando que o Vinte Faces não disse nada a respeito daquele encontro, mas Akechi junto de outro personagem, Ryou Inoue, deduziram isto de forma bastante “consistente”.

Após esse incidente, Hanasaki e Kobayashi voltaram a se encontrar no mesmo local onde haviam se encontrado pela primeira vez. Porém, Kobayashi com medo de ferir Hanasaki fugiu pulando do sétimo~sexto andar do prédio onde ambos estavam. Como esperado, Kobayashi acabou sendo protegido por sua bolha ao cair no chão. Não ficando para trás, Hanasaki também saltou pela janela, mas graças a alguns “aparelhos” (que provavelmente são da associação) também chegou ao chão em segurança. Após uma grande perseguição, Kobayashi se cansou e logo foi alcançado por Hanasaki. Pouco tempo depois os dois começaram a conversar, mas essa paz entre os dois não se manteve por muito tempo, pois aleatóriamente uma fábrica foi incendiada sob suspeita do Vinte Faces.

Hanasaki, sem permissão, correu para salvar o pessoal da fábrica, se ferrou e foi salvo por Kobayashi (na verdade, ele se salvou sozinho), que no final é convidado pelo próprio Hanasake para se juntar ao grupo de detetives.

No final do episódio, Hanasaki acaba encostando na bolha e é arremessado, mas não fica ferido. Inoue chega na fábrica no exato momento em que aquele incidente havia acontecido, e acaba atacando Kobayashi por conta do mal entendido, mas o mesmo se defende com a sua bolha e contra-ataca, decepando uma possível perna mecânica de Inoue. Será que isso foi o suficiente para que o Grupo de Garotos Detetives crie uma ”birrinha” com Kobayashi?

Parece que o anime terá um desenrolar interessante, apesar de ter sido um pouquinho confuso no início. Sua animação também não é ruim, mas não é nem um pouco fluída, e parece um pouco sem cor às vezes.

Iniciamente o enredo da trama não foi sequer mostrado, mas creio que isso venha a acontecer por volta do episódio três. Contudo, a probabildiade de um desenvolvimento de enredo super lento é grande, já que o anime terá 25 episódios. Em contra-partida, os personagens são divertidos e interessantes, aparentemente teremos uma boa variedade de personagens na trama.

Agora resta as dúvidas (que espero que sejam respondidas com o decorrer do anime):

  1. Por que Hanasaki não foi dilacerado quando encostou na bolha de Kobayashi?
  2. Por que Kobayashi quer morrer?
  3. Como Kobayashi conseguiu um rifle? (essa eu tenho certeza que nunca terá uma resposta)
  4. Quem é o Demônio de Vinte Faces e quais são os seus objetivos?
  5. Por que o Vinte Faces soltou aquele robô em Shibuya e logo em seguida incendiou uma fábrica? Ele só quer o caos ou tem algo a mais por trás disso tudo?

Espero que no próximo episódio já tenha uma resposta para o convite de Hanasake e um desenvolvimento para a confusão que rolou no finalzinho. Além disso, também espero que com o decorrer dos episódios tenha uma explicação lógica para essa bolha que protege Kobayashi e retalha qualquer coisa que se aproxime do mesmo. Na maioria dos casos, coisas sobrenaturais são muito mal explicadas em animes, por isso espero que com Trickster seja diferente.

Gostou desse artigo? Compartilhe:

  1. Opa, o Anime21 está crescendo! Parabéns pelo texto, ele está muito bem organizado.
    Eu estaria mentindo se dissesse que os primeiros episódios dessa temporada de outono não foram impressionantes, afinal, muitos me surpreenderam. Trickster me surpreendeu negativamente. À sequência de acontecimentos me deixou tonto, não consegui acompanhar o ritmo do episódio. Apesar disso, gostei da história, é uma espécie de fusão entre Ranpo Kitan e Bungou Stray Dogs.

    Os personagens também me pareceram interessantes. O Kobayashi principalmente por aparentar ter um passado bem sombrio. À primeira impressão que tive quanto ao Kobayashi é que ele desejava morrer devido ao fato de que sua presença teoricamente traz má sorte para os outros. Nota-se isso facilmente no episódio.

    Trickster é um emaranhado sem muita explicação, mas também é convincente. Certamente é cedo para dizer que Trickster vai ser a adaptação perfeita das obras que Edogawa Ranpo merece, mas o potencial existe.
    Até!

    • Aparentemente sim, Kobayashi quer morrer porque sua presença trás problemas as pessoas ao seu redor (basicamente). Por enquanto, é isso, mas pode ser outra coisa. Então, eu prefiro esperar ouvir da “boca” do personagem exatamente a resposta. Apesar dela, por enquanto, ser bastante óbvia.

Deixe uma resposta