A sobreposição do protagonista à lua crescente foi outra sacada boa do episódio

Outra estreia excelente da temporada! Pronto para mais um artigo de primeiras impressões? Eu poderia resumir Fune wo Amu da seguinte forma: o Vinicius do finisgeekis disse que a obra original é boa, então vale a pena assistir o anime. Mas isso é um pouco preguiçoso demais de se dizer, não é? Então vou elaborar mais um pouco.

Foi uma estreia muito empolgante, e é incrível que consigam empolgar com uma história sobre um vendedor que se torna editor de dicionário. A trilha sonora e a animação foram sensacionais. A grande questão é que ao fim e ao cabe é uma história de um vendedor que se torna editor de dicionário, então eu totalmente entendo quem queira ficar desconfiado, preocupado que talvez possa ser apenas mais um anime com um enredo pretensioso. Mas ele é de verdade bastante inteligente! Quer ver só?

Comparar um dicionário com um barco usado para atravessar um oceano de palavras durante a maior parte do episódio pode soar críptico demais, ou talvez uma bobagem qualquer que apenas parece profunda. Mas eis que uma cena revela (mostra, não conta, como muitos diriam) que é na verdade uma metáfora bem simples: o oceano de palavras são os livros, e você usa dicionários para descobrir o significado das palavras que não consegue entender, assim “navegando” com sucesso.

E eu já disse que a animação e a trilha sonora são sensacionais? Para um anime cuja primeira cena, que mostrou, não contou o potencial do protagonista para seu futuro papel, tratou-se dele aleatoriamente pensando alto sobre os vários significados da palavra “clima”, Fune wo Amu sem dúvida acertou em cheio na construção de seu clima.

No resto do artigo, veja uma galeria de imagens desse primeiro episódio. Ah, e eu vou escrever sobre os episódios de Fune wo Amu aqui no blog!

Curta o anime21 no facebook:

 

Revisado por Tuts

Gostou desse artigo? Compartilhe:

  1. Eu gostei da estreia deste anime, já fazia algum tempo que estava ansioso pela sua estreia. Gostei da sua animação simples, a excelente trilha sonora e além disto, os seus personagens.
    Achei a temática bastante interessante, nunca pensei que ia ver um anime sobre dicionários. Até gostei do ritmo do anime, nem é muito lento nem muito rápido, gostei da animação, em geral os cenários estão bem feitos e os personagens também, mas aquilo que destaco é a trilha sonora, que foi excelente no primeiro episódio.
    O personagem principal por enquanto acho ok, acho engraçado o quanto ele muda quando explica os vários significados de uma palavra. Só eu que acho que o Nishioka é parecido com o mestre charlatão do Mob (de mob psicho), a maneira de falar e agir são bem parecidas. Quanto ao Araki parece ser um bom personagem, aquele esforço que ele fez para encontrar alguém para o substituir foi uma atitude digna de nota.
    Como sempre uma excelente artigo Fábio, mais um anime que vou acompanhar aqui no Anime21.

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      Eu esperava por uma boa história, por personagens profundos, etc, mas absolutamente não esperava que fosse empolgante ainda por cima. E é! Acho que das estreias, ignorando as continuações, Fune wo Amu teve fácil a melhor da temporada entre as que eu assisti (embora admita ter visto poucas ainda).

      A semelhança com o vilão de Mob Psycho com certeza é apenas de character design, hehe.

      O Araki e o Majime são personagens incríveis, quero ver muito mais desses dois.

      Obrigado pela visita e pelo comentário!

      • Eu já vi quase todas as estreias desta temporada eu estou tentado a concordar contigo, Fune Wo Amu, foi uma surpresa para mim não esperava gostar tanto deste anime. Antes de ver o primeiro episódio deste anime, para mim a melhor estreia tinha sido de Shuumatsu no Izetta e Yuri On Ice, mas depois de ver Fune Wo Amu acho que mudei de ideias.
        O Araki é um personagem incrível, eu percebi isso quando ele no inicio do episódio falava com o seu colega sobre o facto de não poder ficar mais para concluir o dicionário deles, mas que arranjaria alguém para o substituir. O esforço que ele fez para encontrar alguém capaz de o fazer, só comprova mais como este personagem é incrível. Quanto ao Majime ele é um personagem bem interessante, ele parece ser um personagem denso, mas quando se trata de explicar o significado das palavras ele muda completamente.

      • Fábio
        Fábio "Mexicano" Godoy

        Izetta foi muito bom mas foi como escrevi nas primeiras impressões, ele foi bom fazendo tudo o que é esperado e que todo mundo já fez antes (e a animação é apenas passável, não é nenhum primor). Fune wo Amu surpreendeu, e surpreendeu muito. Yuri!!! on Ice eu ainda preciso ver, hehe.

        O Majime vai mudar muito durante o anime, acredito, e vai ser divertido assistir isso =)

      • Eu acho que quando chegar ao final de Fune Wo Amu, saberei muitas palavras novas japonesas. O personagem principal agora só muda para melhor, estou ansioso para ver o episódio 2. Izetta por enquanto ainda estou a gostar, o meu receio, como ele é um anime original, é que eles façam porcaria (e ter lá o antigo director de Guilty Crown não me deixa lá muito convencido).

      • Fábio
        Fábio "Mexicano" Godoy

        Izetta tem uma uma base de referência histórica (inclusive visual) muito boa. Se conseguirem apenas contar uma boa história, mesmo que não seja nada inesquecível, já será muito bom.

Deixe uma resposta