Nanbaka - 01.mp4_snapshot_00.03_[2016.10.18_16.09.14]

Em meio a uma temporada tão fraca como está sendo essa de outubro, sempre surge algum Anime divertido que te deixa com um sorriso de satisfação no rosto no final episódio.
Nanbaka é o típico Anime nonsense que, mesmo com uma fórmula malhada, consegue tirar alguns sorrisos de quem está assistindo.

Curta o anime21 no facebook:

O Anime conta a rotina de 4 presos da prisão Nanba que é uma prisão que fica localizada numa ilha, considerada a prisão mais segura do mundo. Nico-nº21, Rock-nº69, Uno-nº11 e Juugo-nº15 são prisioneiros do prédio 13 que conseguiram escapar de todas as prisões para as quais foram levados. Logo no começo do episódio aparecem os 4 tentando escapar, mais uma vez revelando as suas habilidades. A fuga seria um sucesso se não fosse o supervisor Hajime. Um cara durão, e graças ao seu trabalho a prisão continua sendo a mais segura do mundo.

Após a fuga frustrada, já na metade do primeiro episódio começa a tocar a opening. Gostei bastante. É uma música bem animadinha feita pelo The Super Ball.

Agora conhecemos um pouco da rotina dos 4 presos, que basicamente é ficar numa sela sendo vigiados constantemente pelo Hajime para que não fujam. Nessa parte temos o questionamento do porquê eles estarem fugindo se a prisão é tão boa para se viver. Ao contrário das prisões anteriores para a qual eles foram, a prisão Nanba é bastante confortável e, assim, num primeiro momento, se tem um consentimento de que eles não precisam fugir e podem fazer dela uma casa. Só Juugo não aceita permanecer na prisão por motivos pessoais que logo mais serão revelados.

Após ser pego novamente por Hajime (o cara não se cansa), Juugo é jogado na sela e avisa aos seus companheiros que avistou uma moça muito linda enquanto tentava fugir. Logo eles invadem a sala de visitas onde o Hajime estava conversando com a garota. O problema é que não era uma garota, e sim o irmão dele.

A cena corta para a chegada da diretora da prisão que deseja um encontro com Hajime. Ele sai para encontrá-la. Enquanto isso, Juugo volta para a sala de visitas e pede para conversar com Hitoshi. Ele aceita e na conversa revela porque sempre está fugindo das prisões. Ele deseja encontrar a pessoa que colocou algemas nos seus braços, pernas e pescoço quando estava no reformatório, as quais nem ele consegue tirar. E na conversa entre o supervisor Hajime e a diretora Momoko, é revelado que Juugo é o filho do prisioneiro 610. O único que conseguiu escapar de Nanba.

A cena é cortada com o famoso recurso To Be Continued que eu gosto muito quando deixa aquela sensação de suspense no ar.

A Ending também é bem feita em forma de desenhos que vão descendo semelhante à primeira Ending de Gintama. O mais interessante é que ela é cantada pelos personagens principais e eu nunca tinha visto isso em outros Animes (comente aí se conhecerem mais algum).

Usado como ferramenta de suspense pra dar um gostinho de quero mais. E o que é mais impressionante. Funcionou.

Usado como ferramenta de suspense para dar um gostinho de quero mais. E o que é mais impressionante? Funcionou.

O segundo episódio segue a cena final do primeiro com a reunião da diretora com o supervisor do setor 13. Momoko questiona Hajime sobre alguma fuga, pois os 4 presos principais do setor 13 já haviam tentado fugir de todas as outras prisões anteriores que tinham passado, e ele nega qualquer tentativa de fuga.

Hajime chan é tão legal!!!!!!!!!!!!!!

Hajime chan é tão legal!!!!!!!!!!!!!!

Aí temos outra quebra de personagem, revelando que a diretora que era pra ser a mulher mais forte e durona da prisão também é uma garota apaixonada pelo Hajime chan.

 

Eu não disse?!

Eu não disse?!

O episódio segue mostrando a rotina dos presos e a relação deles com os guardas. Juugo parece ser o que mais tem liberdade pelo fato de poder abrir qualquer tipo de porta. Depois de mostrar uma refeição e alguns jogos feitos entre eles, vemos que uma das atividades realizadas é a de carpintaria. Temos logo depois a conversa de Hajime com Juugo que é bastante interessante. Hajime dá sermão em Juugo e pede pra ele se colocar no lugar de guarda pelo menos uma vez para ver o trabalho que dá ficar capturando direto um prisioneiro fugitivo. Juugo diz que as fugas deveriam ser culpa só dele, e não do Hajime, se a diretora descobrisse. Aqui vemos o grande caráter de Hajime, que assume total responsabilidade por tudo que acontece no seu prédio. Acho bastante interessante essas lições de moral muito comuns em Animes de comédia.

Somo levados novamente para outro encontro com a diretora, e dessa vez é mostrada a trajetória até o prédio central. Não sei se é por ser nonsense, mas a prisão Nanba realmente é enorme e será interessante ver como vai ser abordado isso, pois parece ser uma cidade completa com os presos mais perigosos do mundo.

Conhecemos então os supervisores dos outros prédios. Cada um parece ter um estilo único, mostrando que a prisão realmente não é nada convencional.

Alguns dos supervisores dos outros prédios.

Alguns dos supervisores dos outros prédios.

A animação em si está muito bem feita pelo grande Shinji Takamatsu, que é conhecido pelo seu trabalho em Gintama. Tirando o excesso de purpurina e de tudo brilhando e bonitinho. O que mais gostei da animação foi o som feito por Mitsutaka Hirota.

Nanbaka é um anime na média feito para passar o tempo. Consegue acertar a comédia na medida, não tendo piadas forçadas e nem difíceis de entender pelo contexto do Japão. Não é uma obra de grande importância, mas mesmo assim merece destaque nessa temporada. Perfeito pra assistir no finalzinho da tarde depois de um dia de trabalho.

Nanbaka - 01.mp4_snapshot_01.51_[2016.10.18_17.01.16]

 

Revisado por Tuts

Gostou desse artigo? Compartilhe:

  1. Estes dois primeiros episódios de Nanbaka até que foram bons, tirando a parte que a formula da comédia se repita quase que infinitamente. O primeiro episódio foi aquele que mais gostei, a grande variedade de cores, a animação estilosa e diferente, as osts e as traquinices dos reclusos fujões foi muito divertido. Até que veio o segundo episódio, tudo neste episódio já começava a aborrecer, se eles usam sempre a mesma formula de fuga e comédia o anime começa a ficar chato e aborrecido. Só se aproveita o guarda Hajime e a directora da prisão de resto nada a dizer.
    Excelente artigo KM.

Deixe uma resposta