Screenshot_1

Depois de 5 episódios, pode-se dizer que Trickster teve seu primeiro episódio ”bom”; não foi nada espetacular, mas com toda certeza esse episódio foi superior aos outros. O episódio se resumiu ao fim da nova trama com o Vinte Faces, explicações, flashbacks e mais explicações.

Curta o anime21 no facebook:

O episódio em si, através de flashbacks, abordou novamente o passado de Inoue. Como eu havia dito no último artigo, em uma “investigação” ele agiu de forma precipitada e acabou desobedecendo as ordens de Akeshi (foi o que deu a entender).

Nesta ocasião, Inoue partiu para cima de um homem armado para defender uma pessoa (que aparentemente estava sendo procurada por Akeshi). Após uma sucessão de acontecimentos, um container caiu em cima da perna de Inoue, mas nada aconteceu a mesma, na verdade, seu dano não foi físico e sim psicológico.

Como foi dito neste episódio, sua perna não foi esmagada ou coisa do tipo, sua deficiência surgiu de um trauma psicológico, mas… por que diabos uma de suas pernas é uma prótese robótica? Se o maior dano que ele sofreu foi psicológico, não faz sentido ele usar uma prótese, faz? E a cadeira de rodas? Se ela já é utilizada faz tempo, por que o episódio 1 “passou” a sensação de que ele conseguia andar normalmente?

Para finalizar este flashback de vez, podemos notar também que a relação entre Inoue e Katsuda era bastante forte, e com o decorrer do episódio, notamos que ela continua intacta. Vale ressaltar que Katsuda estava com Inoue no dia do acontecimento e o mesmo saiu da organização por conta disso, pois não aguentava ver o amigo naquele “estado”.

Durante os artigos, eu sempre dizia que as coisas que o Vinte Faces fazia eram sem sentido, e até então eram, sim, sem sentido, mas com esse episódio muita coisa foi explicada e é disso que irei falar agora.

Os acontecimentos do primeiro episódio serviram para que o Vinte Faces, ao se disfarçar de funcionário naquela empresa responsável pelo robô, conseguisse obter os dados dos canais subterrâneos. Além disso, o robô descontrolado era o responsável pela segurança dos canais, e dessa forma ele matou dois coelhos com apenas uma cajadada.

Como eu disse no artigo anterior, além de Inoue e Kobayashi, muitos policiais também entraram nos canais subterrâneos à procura do Vinte Faces e seu refém (um policial). O plano de Vinte Faces era “eliminar” esses policiais controlando as saídas de água dos canais subterrâneos, ocasionando em uma FALHA em toda essa operação. Além do mais, o Vinte Faces chamou toda a mídia, impedindo que essa possível falha fosse “escondida” do público. Caso o plano do Vinte Faces tivesse dado certo, um mal-estar entre a população e a polícia seria estabelecido, fazendo a polícia perder a confiança de todos.

Junto de Hanasaki (que ao término de sua aula, “correu” para os canais subterrâneos), Akeshi estragou o plano “infalível” do Vinte Faces. A “brincadeira” entre os dois só poderia terminar de duas formas: com o refém resgatado ou com o término do tempo estipulado pelo Vinte Faces. A forma como tudo terminou foi através do resgate do refém, que após uma sucessão de acontecimentos, só aconteceu graças a Kobayashi, que ao lado de Hanasaki e Akeshi, colocou o Vinte Faces “contra a parede”.

No fim, o plano do Vinte Faces falhou e o mesmo fugiu. Vale notar também que Inoue só conseguiu escapar daquela sala cheia d’água com a ajuda de Katsuda, que no início acompanhou Hanasaki até os canais subterrâneos. Graças a esse “salvamento”, o bromance dos dois se desenvolveu ainda mais.

Concluindo, o episódio em si foi bom. Muitas das coisas até então “jogadas” foram explicadas, mas claro que algumas dúvidas surgiram também, mas nada de tão importante para o decorrer do anime. Aprendemos também que nada que o Vinte Faces faz é sem sentido, provavelmente TUDO o que ele fizer terá um sentido no final, mesmo que demore.

Tentei fazer um artigo mais compacto e objetivo, diferente dos outros, que pareciam uma bíblia. Espero que esse “novo” estilo agrade a todos, caso contrário eu volto a escrever da mesma forma que fazia anteriormente.

(Esse episódio não teve boas imagens, me desculpe pela escassez.)

Revisado por Tuts

Gostou desse artigo? Compartilhe:

  1. Perguntava-me sobre a extensão da deficiência de Inoue. Em um mundo onde pessoas podem se comunicar através de corujas falantes, a falta de membros poderia ser facilmente resolvida. Porém, como se nota no episódio, o problema de Inoue é psicológico. Isso gera um potencial dramático grandioso no qual, não sei por qual motivo, foi resolvido neste pequeno arco de dois episódios… Considerando como a polícia tem sido retratada até agora, entender o desejo de Katsuda torna-se algo abstrato. No entanto, acredito que uma mente forte e, aparentemente, justa, como à dele, seria ótima na polícia em conjunto com Inoue.

    Espero que os motivos de Vinte Faces se tornem um pouco mais coerentes e desafiadores com os próximos episódios, pois, por enquanto, ele não me pareceu mais do que um “coringa”. Apesar disso, concordo com você, esse foi o melhor episódio do anime, pelo menos por enquanto.

    Fora isto, ótimo post. Até!

    • Realmente, Vinte Faces parece mais um coringa do que qualquer outra coisa, mas aparentemente teremos que ter paciência até suas “jogadas” fazerem sentido.

      Obrigado por acompanhar todos os posts!

Deixe uma resposta