Screenshot_4

A esperança definitivamente é a última que morre. Muitas pessoas não acreditam nesse tipo de coisa, mas Trickster está ai para provar o contrário. Os episódios inicias, apesar de “interessantes”, não eram bons em si, mas ultimamente os episódios de Trickster conseguiram ganhar certa qualidade e mantê-la até o episódio atual. O episódo 7 se resumiu a um grande flashback picotado, informações interessantes, o início de uma nova trama e novas dúvidas.

Curta o anime21 no facebook:

Como eu disse anteriormente, durante o episódio 7, tivemos um flashback “picotado”. Ou seja, pequenas partes foram mostradas durante o episódio, mas não em ordem cronológica certa. Para não criar uma confusão, eu irei falar do flashback em si em sua ordem cronológica correta.

Durante sua infância, Akeshi sofreu uma série de abusos físicos por parte de seu próprio pai. Aparentemente, seu pai era um alcoólatra, e por conta, ficava fora de si e batia em Akeshi. Isso com toda certeza não “cola”, o cara era “mau” de verdade, era por isso que ele torturava Akeshi, não por causa da bebida.

Na verdade, Akeshi sequer se chama Akeshi, seu verdadeiro nome é Sousuke. Em um momento específico de sua vida, Sousuke acaba sendo resgatado por um detetive chamado Akeshi. Este mesmo detetive “adota” Sousuke e o transforma em seu ajudante.

Após uma sucessão de acontecimentos (sem explicação), Akeshi é feito de refém por alguém e acaba sendo morto. Sousuke estava junto de Akeshi no momento, mas não conseguiu fazer nada para ajudá-lo.

Com a morte de seu “segundo pai”, Sousuke voltou para sua antiga casa, pegou algumas coisas e foi embora em meio ao apelo de seu pai biológico, que provavelmente estava doente. Contudo, Sousuke, agora conhecido como Akeshi, ignorou seus pedidos de ajuda e foi embora.

O flashback então segue para a vida “adulta” de Akeshi. Onde o mesmo acaba salvando uma garota em um beco. Por conta disso, os dois se tornam amigos. Não é dito porquê ou como Akeshi chegou até aquele beco, muito menos o que ele fazia naquela época (trabalho etc).

Após um novo “salto no tempo”, vemos Akeshi e a garota (sem nome) entrando em um grupo de guerrilheiros (?). Não entendi o motivo para Akeshi se juntar a eles, pois a garota só foi na onda dele, então a culpa com certeza não é dela.

O flashback continuou saltando no tempo, dessa vez, ele se focou em Akeshi e esta garota em uma operação (???) em meio a um prédio abandonado. Akeshi matou todos que estavam neste local, mas a garota sequer fez algo para ajudar, pois na sua opinião, pessoas malvadas matam outras pessoas, então, por causa disso, ela não ficaria do lado “vilanesco” da história.

No caso, a garota provavelmente é um garoto e atualmente se chama Vinte Faces. Já deu para perceber que o discurso do Vinte Faces é exatamente o mesmo. Além do mais, entre os episódios 4 e 5, Akeshi “recebe” uma mensagem (que provavelmente é do Vinte Faces) onde diz que ele é maldoso.

Levando a segunda parte do flashback em consideração, podemos entender a fixação do Vinte Faces por Akeshi. Os dois eram bastante próximos durante suas fases de jovens adultos, dando a entender que essa atual “brincadeira” de gato e rato seja a tal “adrenalina” que o Vinte Faces prometeu fornecer a Akeshi, já que ele vivia entediado.

Voltando para o “presente”, pode-se dizer que o episódio também se focou em Hanasaki. Sua família foi apresentada, tanto seu pai quanto seu irmão, que, por sinal, não é o Akeshi (como eu havia dito no último artigo).

O pai de Hanasaki é um aristocrata que provavelmente nada em dinheiro. Já era meio óbvio que seu pai possuía um bom patrimônio, afinal, a casa de Hanasaki é uma espécie de mansão.

O pai, que não teve seu nome revelado, disse que iria viajar a negócios e bastava Hanasaki pedir ajuda a Akashi (que eu não sei quem é) caso precisasse de algo. É interessante notar como Hanasaki demonstra um grande respeito por seu pai.

Logo após, em um diálogo com Kobayashi, Hanasaki revela que ele não é o seu pai biológico. Tanto ele quanto seu irmão foram adotados por este mesmo homem. Durante esse diálogo, ambos estão na piscina da mansão. É legal notar que aparentemente a bolha de Kobayashi tem algumas “fraquezas”.

No final do episódio, um homem hackeia todos os meios de comunicação possíveis e declara que o complexo residencial onde mora irá se tornar independente do Japão. O motivo para tal coisa é por conta da destruição do complexo para uma revitalização urbana.

Como eu disse lá no início, foi um bom episódio, eu poderia dizer até que foi um “excelente” episódio. Sinceramente, nada deixou a desejar, tudo “funcionou” muito bem. A animação estava ótima e as trilhas sonoras que a acompanhavam o flashback também eram muito boas. O enredo de Trickster definitivamente está progredindo.

Apesar de ser um excelente episódio, algumas dúvidas surgiram em minha mente, mas vou deixar para discutir sobre isso no próximo artigo. Além do mais, também no seguinte, vou tentar falar mais sobre as “perguntas” que eu fiz a mim mesmo (?) em alguns artigos anteriores, pois creio que algumas delas já possuem respostas.

Gostou desse artigo? Compartilhe:

  1. Recebemos muitas informações sobre o passado de Akechi e o início de seu relacionamento com Vinte Faces (ou, pelo menos, é o que eu penso ser o (a) garoto (a) do flashback). Episódio bom.

    Espero um aprofundamento na morte do Akechi (verdadeiro) e no pensamento de Vinte Faces. Podemos afirmar que ele era, pelo menos, “estranho” desde sua juventude. Por exemplo, lembra-se da cena do beijo? Não é algo que uma pessoa “normal” faz frequentemente, eu diria… Espero que à trama de Hanasaki seja resolvida no próximo episódio e não adiada, pois agora que seu irmão foi introduzido, tenho à impressão que os próximos episódios seguirão um conjunto de linhas que se ligará no final do anime.

    Fora isto, ótimo post. Até!

  2. Sim, também espero um aprofundamento na morte do primeiro Akechi, na verdade, eu acho que isso irá acontecer em algum momento. Eu também acho que tudo irá se ligar no final do anime, assim como vários outros animes que possuem essa mesma “essência”.

    Sobre a trama do Hanasaki, deve durar no máximo 3 episódios. Espero que ela seja importante para algo, caso contrário seria algo muito “jogado”.

    Obrigado por acompanhar outro post, te espero no próximo!

Deixe uma resposta