Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Olá pessoal, aqui é o Poketoty e o que foi esse final gente!!!!!!!!!Antes era tem um pouco de anime nesse nonsense e de repente POW!!! Levamos um plot twist fenomenal na fuça, vamos logo comentar sobre esse episódio final surpreendente dessa grata surpresa da temporada.

Nesses episódios tiveram uma luta incrível no maior estilo Dragon Ball Z, cenas de feels e a VERDADE…


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Bom pessoal, ainda estou bobo com esse anime, como eles conseguiram nos enganar o tempo. E eu falei que o Ossan era um bom pai, só pelos flashbacks dos episódios passados, sabia que ele havia feito algo, não saiba o que exatamente porém sabia que tinha algo ( ééé, Haoliners não conseguiu me enganar nessa). As cenas dele cuidando da Min-chan são muito fofas, foi um belo contraste feito pelos produtores.

HOW TO BE HERO

HOW TO BE HERO

Vamos comentar o animes por partes. Primeiro: A luta sensacional que teve, foi uma homenagem a grandes batalhas shounen, escancarando Dragon Ball Z a cada golpe desferido no Ossan no Grande e vice versa, ainda tivemos uma linda participação do príncipe Moemoe nessa luta.

Com a luta ressaltada, podemos falar do que realmente o anime se tratava, seguindo a linha “tudo não passava de um sonho”, de diversas franquias cinematográficas, como Lost, To Be Hero, apostou nessa jogada também para fazer o anime ter sentido, com uma grande diferença, To Be Hero conseguiu acertar usando essa justificativa.

O anime teve um excelente background para poder usar essa justificativa, colocar o Ossan em coma devido a excesso de trabalho (ter 8 empregos UOU, e ir para África, no meio de uma savana e Rússia, provavelmente numa nevasca) e o enredo do anime ser a história que ele criou para Min-chan quando criança foi muito bem executado, basicamente pelas veracidades dadas, entre elas o Ossan parecendo mais envelhecido devido a esse excesso, o conselho do médico de sempre conversar com paciente mesmo em coma e o mais importante, o que fez a todos nós não desconfiarmos desse final, os flashbacks reais dentro da história fictícia.

Esteriótipo 10/10

Esteriótipo 10/10

Parando de ver a parte técnica do anime e vendo a história, eu até os 8 minutos tava numa mistura de blowmind e quase choro, imagino que vocês também, já estava me indagando: “Caramba!! sério que o anime vai ser assim, nessa vibe de choro”. Ainda bem que não, o Ossan se recuperou e virou o porco gordo que nós conhecemos o anime todo, bom… Pelo menos visualmente, não é mesmo?

Coisas que eu queria destacar, a aparência do Yamada, ele aparece no final como um cara sério explicando a situação do anime para a gente e para a Min-chan, um cara sério que perdeu a esposa e a filho, como soubemos pelos flashbacks, então eu pergunto, como o Ossan via ele, quando a Min-chan era pequena, ele era insano, creio eu que ele mudou, como dito por ele mesmo, “olhando para ele, minhas dificuldades pareciam triviais”.

Cara de ator de drama para caraca, que fodão.

Cara de ator de drama para caraca, que fodão.

Outras coisas são o príncipe Moemoe era realmente o par amoroso da Min-chan, teve até uma referência de leve entre o real e o livro. A última coisa é o final do livro, aparentemente o herói não conseguiu ganhar, no máximo ambos se destruíram, assim o Ossan estava já mostrando que não conseguiria abandonar seu lado “sombrio”.

Para quem não lembra, foi a primeira coisa que o Moemoe comeu.

Para quem não lembra, foi a primeira coisa que o Moemoe comeu.

Para encerrar, To Be Hero volta a ser To Be Hero e faz uma confusão nonsense, falando que tudo o que foi vivido era uma realidade paralela e todos aqueles personagens mortos voltaram e o Grande vai arrumar uma namorada.. Pera acho que isso não… Enfim, o anime foi espetacular e teve esse final surpresa para coroar. Espero que vocês tenham gostado tanto quanto eu e tenham gostado de ler meus artigos também, até o próximo anime!!!!!!!!!!!!

 

To Be Hero está disponível no Crunchyroll.

  1. Este último episódio de To Be Hero, foi excelente, eu quase não tinha palavras, para descrever este anime, quando via o episódio 12. Este episódio 12 teve um dos maiores plot Twits que já vi num anime em uns bons anos. Nunca pensei que todos os acontecimentos do anime até ao episódio 11 eram obra da mente do Ossan quando estava em coma, Mas também ter 8 empregos, para poder criar bem a sua filha Min, nesta parte tens toda a razão Poketoty, eu estava enganado com a minha opinião, o Ossan afinal era um pai dedicado (afinal ele tinha que compensar, a falta da mãe da Min, que era uma valente filha daquilo que já se sabe).
    Este episódio foi cheio de feels, eu na metade do episódio, já estava mais para chorar que outra, coisa, este anime no final, não foi aquilo que esperei, eu via o anime para me rir, não para me sentir mal por ter falado mal do Ossan, parabéns Haoliners você conseguiu que eu me sentisse mal, por ter falado mal de um personagem.
    Aquele Yamada, meu deus ele era assim tão foda, a cara dele como tu bem disseste ele tinha mesmo cara de actor de dramático.
    A Min, para mim foi a pedra basilar do anime, ela gostava mesmo do pai, aquele flashback do futuro, onde ela imagina estar com o pai já idoso e ela a cuidar dele, como o Ossan fez por ela foi muito sentimental. A Min com certeza merecia ganhar o oscar de melhor actriz coadjuvante, ela fez um excelente papel neste anime.
    Mas aquilo que mais me chamou a atenção, foi aquele caderno com desenhos que o Ossan fez para a filha, já que foi dai que saíram os monstros que atacavam o herói Ossan. Quem diria que o Grande Imperador, aquele personagem mito, era o lado negro, do Ossan quando Ossan estava em coma, foi uma grande surpresa, quem imaginaria que a segunda personagem mais mito do anime era obra da cabeça do Ossan (a personagem mais mito deste anime, é a best girl Yamada).
    Aquele final onde o Ossan porco, já saiu do coma e está em casa com a Min foi muito bonita, mas para mim a explicação que o estúdio deu para o facto do Ossan ter ficado gordo foi muito boa, claro que se alguém comer muita gordura e açúcares claro que vai ficar gordo. Quem diria que no caderno de desenhos o Príncipe Moemoe, era na verdade o par da Min, para mim a reacção do Ossan a isto foi a melhor.
    Em, suma, este anime foi uma, grande surpresa para mim, ele para mim superou todas as expectativas, que eu poderia ter para um anime deste género. Eu acho que este anime, foi a prova que os estúdios chineses, também podem fazer bons animes, neste caso a Haoliners, nesta temporada este foi o melhor anime que eles fizeram, derrotando todos os outros animes do estúdio nesta temporada, principalmente o Cheating Craft, um dos piores animes que já vi.
    Foi um gosto, acompanhar os teus artigos de To Be Hero, Poketoty, não vai ser tão depressa que vai sair um anime mito como este, mas estou ansioso para ver os teus artigos da temporada de Janeiro, tenho a certeza que escolheste animes bem interessantes, para os teus artigos.

    • Poketoty

      Obrigado Kondou, realmente vai demorar para nascer um anime que mite tanto como to be hero, o que rolou na mente dos produtores (após a ingestão de muitas drogas) é algo que deve ser estudado, porque eles conseguiram fazer muitas coisas boas, criativas e até inéditas.
      Uma menção que eu não falei no post, foram os filhos do Grande, a Min-chan os chama de imprudente, avarento e orgulhoso, que no caso eram as piores características do Ossan “do mal”.
      Realmente uma obra excelente que deu orgulho comentar, tudo foi bem explicado, mesmo com toda tristeza e verdade tacada na nossa cara , teve um belo final feliz e uma zueirinha para não perder o estilo.

      • A zueira era o nome do meio deste anime. Talvez aqueles que estiveram na produção deste anime, um dia façam mais um anime maluco (as drogas que eles tomaram para fazer este anime, deviam ser estudadas).

  2. Esse plot twist foi realmente surpreendente, nem mesmo alguns filmes com plot twist me surpreenderam dessa forma. Pra mim, esse anime foi a melhor comédia do ano, ele conseguiu se superar no seu formato curto, conseguiu oferecer uma comédia diferente, mesclada com uma paródia de herói e uma relação de pai e filha.

    • Poketoty

      Falou tudo Orion, desculpa a demora em ver o comentário, fiquei bastante tempo longe do computador. Foi muito surpreendente porque o anime era tão bizarro que não esperávamos que no final fosse de fato fazer sentido. E ele conseguiu fazer muito bem tudo que ele prometeu, valeu por acompanhar.

Comentários