Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Oi galera!!!!! Aqui é o Poketoty, ano novo, temporada nova, animes novos e lá vou eu de novo acompanhar comédia. É um dos meus gêneros preferidos e vai se juntar a um prazeroso slice of life escolar, então para o meu primeiro anime de 2017, eu irei “entrevistar garotas monstros”.

Primeiramente eu gostaria de falar um pouco da staff do anime. O estúdio é o A1-pictures, que normalmente entrega um bom trabalho. Como o anime é um slice of life, sem muitas cenas dinâmicas, creio que animação não será problema, o diretor apesar de não ter muitos animes no seu currículo acredito que não terá dificuldades e o roteirista é muito bom, por isso que em parte creio que o diretor não terá problemas.

Demi-chan wa Kataritai é o slice of life escolar que toda temporada tem e que nem por isso é ruim, o anime tem um diferencial que é o fato de terem estudantes e professores ajin, demi, monstros, meio-humanos… enfim, demi. Aparentemente, nesse mundo, os monstros de algumas lendas sempre existiram, como resultado de mutação genética (qual gene se muda para que eu nasça com um fogo verde no pescoço?), porém, agora o governo auxilia e está acabando com essa discriminação aos demis. Outra coisa é que parece que só mulheres viram demi, só 4 de 4 demis do anime são mulheres, bom, por enquanto…

sem-titulo4

É sério, como isso funciona???

O passo do anime é bem calmo e até aconchegante fazendo você fluir com o slice of life. Os personagens são promissores, já consigo imaginar boas cenas vindas da professora súcubo, da vampira e da diferença de costumes e tradições entre os personagens.

O primeiro episódio serviu para introduzir as demis e falar mais da vampira Takahashi, visto que a primeira entrevistada foi ela. A típica personagem meio tonta e desastrada incrivelmente carismática que conquista facilmente outros personagens, parece que ela vai centrar as “aventuras” que vão ocorrer no colégio.

Olha que vampirinha fofa ( ͡^ ͜ʖ ͡^)

Olha que vampirinha fofa
( ͡^ ͜ʖ ͡^)

Como o nome do anime diz, as entrevistas parecem que vão fazer a histórias girar, pelo menos no começo. Com isso dito, a primeira entrevista da vampira foi muito interessante e engraçada, as quebras de mitos, as novas informações fornecidas e as piadas foram naturais e ajustadas à situação, fazendo essa cena ser favorável ao divertimento do público, inclusive sendo o ponto alto do episódio.

Espero que o anime continue nessa pegada, nesse ritmo, que foi bem divertido e relaxante, até a próxima entrevista!!

  1. O primeiro episódio deste anime foi o que mais gostei das estreias até agora (bem, gostar, gostar, gostei mais do primeiro episódio de Showa, a melhor estreia até agora). Para mim a vampira Takahashi é que vai levar o anime ás costas, protagonista meio tonta mas em compensação é divertida e sabe cativar os outros personagens. O professor fascinado pelos ajins, por enquanto é ok, mas acho que a relação dele com os (as) demi vai ser bem divertida. Sinceramente este anime tem tudo para ser um slice of life bom, pelo menos bons personagens ele já tem, o que me preocupa é o rumo que o anime vai levar.
    Agora quanto ao episódio, a protagonista vampira foi aquela que proporcionou momentos bem engraçados, principalmente aquela cena em que ela diz que não gosta do sol nem do calor, como eu a compreendo. Aquela cena da mistificação das lendas dos vampiros foi muito boa, Takahashi best girl desta temporada. Mas nem tudo são rosas neste anime, no episódio houve um momento de crítica social de forma subentendida, neste caso por causa da garota dulahan, que tinha que ir a pé para a escola porque o ônibus não era seguro para ela e a Takahashi foi lá falar com ela, toda a gente sabe que a vida das pessoas que nascem com deficiências ou doenças degenerativas não têm a vida fácil, principalmente fora de casa, onde as infraestruturas não estão adaptadas às suas necessidades especiais.
    Eu não me importava nada de ter uma professora scubus, iriam rolar uma loucuras na sala de aula. A Onna Yuki me representa, quando eu tinha que fazer as aulas de educação física na rua durante o Verão, eu odiava fazer tais aulas, principalmente quando estavam mais de 45 graus e o chão tão quente ao ponto de derreter a borracha dos sapatos.
    Como sempre mais um excelente artigo, vou tentar seguir os teus artigos até ao final, tal como fiz com a masterpiece que foi To be Hero.

    • Poketoty

      Foi uma boa estreia, eu gostei muito de rakugo também, porém fuuka foi a estréia que me ganhou, como você e até eu mencionei a Takahashi vai carregar mesmo o anime, mais devido a personalidade dela mesmo. Também achei o professor ok, porque convenhamos ele não precisa ser mais que isso, se ele fosse estranhão, seria estranho lidar numa obra calma que a nem a que o anime tem. O rumo que o anime leva vai ser diferente de To Be Hero por exemplo, vai ser parecido com flying witch, o anime puxa mais para slice of life do que a própria comédia com piadas direto.
      Takahashi realmente, principalmente na foto que eu botei na capa, ela está muito best girl, tem bastantes candidatas, mas admito que ela me conquistou no episódio. A cena da entrevista foi muito boa, sem mais, foi bem planejada e com um roteiro bacana.
      Com a dullahan, você tem razão, o anime mostra bem como el é simples, quando as meninas comentam do vídeo no celular, ela aparenta claramente desconfortável e fica bem deslocada durante praticamente toda a conversa, só a takahashi entendendo das dificuldades de ter certas deficiências que fez ela se soltar.
      A professora e a menina de gelo ainda não temos muito sobre ela, mas calor é bem pior que frio mesmo, está certíssima ela.
      Acompanhe o anime e os meus posts sim, conto com os seus comentários Kondou 🙂

      • Só vais comentar sobre este anime ou também sobre aquele onde a protagonista é capaz de tocar uma das trompetes do Apocalipse porque ficou sem internet.

    • Flávio

      Concordo contigo, este anime tem tudo para ser um bom slice of life, e eu também tenho essa preocupação com os rumos da história.
      A vampira, para mim, é uma forte candidata a best girl da temporada.

      • Para mim a vampira é uma das melhores personagens desta temporada, ela tem um carisma natural que sabe cativar, já para não falar que é brincalhona e amiga.

      • Poketoty

        Kondou, respondendo a sua pergunta, sim, acertou em cheio meu segundo anime é gabriel dropout, em breve sai o artigo sobre ele. E a vampira tem tudo mesmo, carisma natural, sabe se enturmar, divertida, tem tudo para ser a best girl.

Comentários