Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Olá, pessoal! Aqui quem vos escreve sou eu, Tamao-chan, e venho com um artigo diferente. Ajudando o Fábio com a Sessão Vintage, o primeiro anime sobre o qual escreverei será Uchouten Kazoku! Como bem disse o próprio, é uma sessão onde o redator escreve um artigo sobre um anime que nunca viu(ou finge que nunca viu, que é o meu caso… shhh), dando as suas considerações, com ou sem spoilers. É como escrever um artigo semanal, mas com um anime fora da temporada, podendo ser razoavelmente novo, ou aqueles bem antigos.

Agora, porque diabos eu escolhi este anime? Bem, além da chegada da nova temporada que está programada para a temporada de primavera(ou outono aqui no Brasil), é um dos animes que gostei muito. Na época que eu vi, eu gostei além da história, também da animação. O character design não é bonito, mas tem características marcantes. E Uchouten Kazoku mostra que o que importa para o anime é mais a sua história que o traço dos personagens.

Sobre os detalhes técnicos, Uchouten Kazoku foi adaptado da novel com o mesmo nome. O autor é Tomihiko Morimi, o mesmo de Tatami Galaxy. A novel foi publicada em 2010. Conta a história de três espécies: os tengus, os tanukis e os seres humanos, mas o destaque mesmo é uma família de tanukis, a Shimogamo. Os membros desta família podem se transformar no que desejarem, tanto em humanos, quanto em outros animais e objetos inanimados. E temos um destaque ainda maior de um tanuki chamado Yasaburou. Ele é o terceiro filho e gosta de viver a vida ao máximo. E esta família ainda tem o passado que envolve o pai, e este fato se dá por causa de Benten e o Clube (ou Amigos) de Sexta-feira, que é um grupo de pessoas que se juntam ao final de todos os anos para comer nabe(cozido) de tanuki. Além do mais ela aprendeu a voar com um tengu chamado Akadama, o qual também é professor de Yasaburou. O que acontecerá com os membros da família e a relação com isso tudo?

E vamos começar a falar do anime em si(embora eu já tenha falado um pouco antes de dar a sinopse). O primeiro episódio contou sobre o ponto de vista de Yasaburou sobre tudo o que acontece. Não importa se ele está na forma de uma garota colegial com o uniforme super curto(às vezes nem é isso, pode ser aquelas fantasias de colegiais para “apimentar” a relação, que é o que ele havia dito antes), ou um humano que serve o seu professor da melhor forma que está ao seu alcance. Como o Akadama está com problemas depois de um acidente que aconteceu(que neste episódio só falam por alto), Yasaburou tenta ver o que pode fazer para “ajudá-lo”, já que hoje ele é um velho que fica trancado dentro de casa.

E Benten também não é uma humana nada fácil. Apesar dela também ter sido aprendiz de Akadama, deu a ideia do acidente, e ainda faz parte do Clube(Amigos) de Sexta-feira, um grupo que é formado majoritariamente por homens e eles se reúnem para beber (como o próprio nome diz) toda sexta-feira. Além disso, ela também gosta de provocar tanto o seu professor, quanto Yasaburou, e seu comportamento de comer cozido de tanuki todo final de ano a torna um ser vil na visão de muitos, exceto para o protagonista. Este já se entregou ao jeito ao qual ela vive e tenta se manter vivo de alguma forma, mesmo que saiba que pode terminar servido como prato para os Amigos.

Benten e os Amigos de Sexta-feira.

Benten e os Amigos de Sexta-feira.

E a história não para, já que ainda está ocorrendo uma crise política que envolve os tanukis. O irmão mais velho, Yaichirou, é um dos candidatos para ser Nise-emon, o líder de todos os tanukis, e ainda conseguem dizer que não conseguiram herdar o sangue do pai depois de sua morte. Ainda tem muitos personagens a conhecer, mas esses são os mais importantes, por enquanto…

O irmão mais velho preocupado com a reputação da família.

O irmão mais velho preocupado com a reputação da família.


ALGUMAS CURIOSIDADES:

Bem, achei legal fazer uma sessão extra sobre este anime também. Como ele precisa de algum conhecimento sobre cultura japonesa, resolvi pesquisar e trazer para vocês. Sobre tanukis, eu fiz uma sessão de curiosidades no segundo post de Udon no Kuni.

Benten: no anime, a humana Satomi Suzuki é chamada Benten. Ela é uma deusa japonesa do amor, eloqüência, sabedoria, artes, música, conhecimento, boa sorte e água. Ela, também conhecida como Benzaiten, é a única mulher entre os Sete Deuses da Sorte do Japão. Seus templos e santuários são quase invariavelmente sempre perto de água – o mar, um rio, ou de uma lagoa. A jóia que carrega concede desejos, alguns dizem que é uma jade, enquanto outros dizem que é uma pérola. Para mais curiosidades, clique aqui.

benzaiten-store-near-thmg-4

Nasu no Yoichi: foi um samurai, nascido na Província de Shimotsuke, que viveu no final do Período Heian e que deve sua celebridade a um incidente ocorrido nas Guerras Genpei relatado no Heike Monogatari. Em 22 de março de 1185, durante a batalha naval de Yashima, os Taira colocaram um leque no alto do mastro de um de seus barcos, proclamando que protegia a embarcação das flechas, e conclamaram aos guerreiros Minamoto a derrubá-lo. Cavalgando com seu cavalo sobre as ondas, e apesar do balanço do mar que agitava o barco, Nasu conseguiu abater o alvo com somente uma flecha. Para mais informações, clique aqui.

nasunoyoichi

—————————————————————————————————————————————–

Tentei explicar ao máximo como eu gosto desse anime, apesar do primeiro episódio não explicar muito sobre ele. É aquele que nos faz querer assistir para descobrir mais detalhes, e foi o que aconteceu comigo. Ainda temos um bom caminho para seguir com ele, mas espero que tenham gostado!

Muito obrigada por quem acompanhou até aqui, e temos mais artigos na semana que vem! (Desculpem os prints. Na semana que vem serão melhores, eu prometo.)

Comentários