Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Como eu disse no artigo de Maid Dragon, a partir de agora serei curto e direto nas introduções, pois introduzir um anime de comédia/slice of life é difícil até demais. Enfim, neste episódio de KonoSuba 2, tivemos: a exploração de uma nova parte de uma dungeon antiga, muita comédia, efeitos especiais excelentes, muita comédia, uma animação incrível, muita comédia e um drama bastante interessante.

Desde o episódio 1 desta nova temporada, sabemos que Kazuma precisa pagar uma espécie de multa ao Estado/Senhor Feudal, pois querendo ou não, ele foi o responsável pela destruição da mansão do Senhor Feudal. Além do mais, a multa possui um valor gigantesco, sendo assim, missões normais não iriam ajudar de nada. Graças à Luna — a loira que é responsável por entregar missões —, Kazuma consegue informações privilegiadas sobre uma nova área inexplorada de uma dungeon já antiga. Existia uma grande possibilidade de haver tesouros nessa parte ainda não explorada, então por conta disso, Kazuma e seu grupo resolvem ir até lá explorar.

Já na dungeon, Kazuma resolve entrar sozinho, pois suas habilidades são úteis para rastrear mortos-vivos e enxergar no escuro, etc. Contudo, Aqua também resolve entrar, já que é uma deusa, ela também consegue enxergar no escuro. Infelizmente, Megumin ficou de lado neste episódio. Enfim, o episódio em si se focou apenas em Kazuma e Aqua procurando a parte inexplorada da dungeon. O episódio com toda certeza foi um dos melhores de toda a série, a comédia foi excelente e a animação foi de cair o queixo.

Conforme os dois andavam pela dungeon, mortos-vivos e monstros sempre apareciam, e para surpresa de Kazuma, Aqua sempre agia como uma verdadeira deusa quando os mesmos apareciam diante dos dois. No final, é descoberto por Kazuma que Aqua invocou os mortos-vivos e monstros para poder se amostrar e parecer útil.

Aliás, quando os dois chegaram até a parte inexplorada da dungeon, ambos encontram um archer wizard. O mesmo era um poderoso mago que se apaixonou pela princesa de um reino, mas o amor deles foi “proibido”, então ele resolveu fugir e levar a princesa junto. No fim, ele acabou se tornando um morto-vivo e graças a Aqua conseguiu desencarnar.

No fim, como recompensa, Kazuma e Aqua ficaram com os tesouros do Archer Wizard. Contudo, no fim, Kazuma provavelmente gastou tudo em uma festa na hospedaria.

É simplesmente complicado escrever sobre animes de comédia e slice of life, pois não tem quase nada para discutir. Eu sei que estou digitando a mesma coisa em todos os artigos, mas é apenas uma explicação para o número pequeno de palavras e frases nos artigos.

Como já falei dos detalhes técnicos, acho que irei finalizar de uma vez. Aliás, creio que o próximo episódio finalmente possa ter como foco a Darkness. Eu teorizo que ela provavelmente terá que casar com o Senhor Feudal ou coisa do tipo, pois sua família é bastante influente e creio que muitas pessoas importantes gostariam dessa influência.

Obrigado para quem leu até aqui e me desculpe por qualquer coisa!

  1. Não precisa se desculpar, pois escreveu muito!
    Pior sou eu que ultimamente não tenho tido inspiração para comentar, as palavras quase não saem, não consigo digitar textos longos.

    O episódio foi engraçado, mas também não tenho muito o que dizer.
    Interessante nele foi lembrar fatos da temporada anterior como a indireta de que o Kasuma se masturbava enquanto dormia junto com a Aqua no estábulo e o fato de quando lutaram contra o dullahan, os mortos-vivos invocados por ele corriam atrás dela e aí o Kasuma concluiu que ela estava atraindo mortos-vivos de novo.

  2. Eu nem tenho palavras para descrever este episódio, se tivesse que usar uma palavra para descrever este episódio, seria épico. Nunca pensei que um episódio, que se passou numa dungeon, fosse me fazer rir tanto. Ver o Kazulixo com a Deusa inútil sozinhos numa Dungeon sozinhos, proporcionou-se momentos hilários do inicio ao fim. Começando pelas skills super interessantes do Kazuma, aquela skill de ver no escuro é muito útil. Já a Deusa inútil Aqua, também tem as suas skills de deusa, mas aquilo que eu ri, quando ela comentou com o Kazuma, que ela sabia, o que ele fazia no estábulo à noite ao pé dela e ela fingia que estava a dormir. Porra Aqua, não contes o segredo da Happy Hour do Kazuma.
    Eu concordo com o Kazuma, quando ele disse que se queria livrar da Aqua na Dungeon, eu quando jogos rpgs online é sempre uma merda, ter companheiros inúteis, o Kazuma deveria livrar-se logo da Deusa Inútil. O Boss da Dungeon onde os protagonistas estavam a explorar, era super gente boa, ele apenas queria ser abençoado para ir para junto da sua amada, aquilo que eu ri com este lich, ele soube aproveitar bem a sua vida quando ainda estava no plano terreno. A Megumi não teve muito destaque neste episódio, mas vê-la proferir o seu épico explosion para o seu gato negro, valeu a pena cada segundo dessa cena. Aquilo que eu ri, quando o Kazuma descobriu a fonte, que atraia os mortos vivos, aquela última cena onde eles estavam a sair da Dungeon com o seu saque, foi demais, aquela skill Espreitar do Kazuma é muito útil, como foi engraçado vê-lo esconder-se enquanto a Aqua era atacada pelos undead. Mas não me posso esquecer da cena épica, no bar da cidade do Kazuma, onde ele para celebrar, protagoniza o seu momento de glória, com a sua Skill Steal, como sempre a pobre ladra perdeu as suas pantsu para o Kazuma. O teu reparo na última imagem do artigo, foi muito certeiro, o Kazuma estava mesmo com cara de protagonista de um hentai genérico.
    Como sempre mais um excelente artigo de Konosuba Nomichi.

  3. O drama nesse episódio foi interessante de se ver porque por um lado vimos o arch wizard como um verdadeiro herói (o que é raro ver em KonoSuba) que acaba tendo seus bens usado para a bebedeira de idiotas que sequer tiveram o sangue-frio de poupar para pagar as dívidas… Inclusive o monólogo da Darkness no episódio 4 exemplifica bastante o que se passa no futuro de pessoas impulsivas como o Kazuma (ou não :v).

Comentários