Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Alô! Aqui estou eu outra vez, Tamao-chan, trazendo mais um artigo sobre Fuuka.

Podemos ver que Yuu consegue se dar bem com uma coisa maravilhosa, chamada internet. Pessoalmente ele é uma pessoa tímida e travada, mas na internet ele consegue falar tudo. Mas percebemos que não é só ele que faz bom uso de tal instrumento. Koyuki também descobriu o Twitter dele e passaram a conversar com mais frequência. Inclusive descobriu que morava perto do protagonista e resolveu visitá-lo. E, neste episódio, descobrimos mais uma coincidência. Como Fuuka é uma coisa de louco em questão de clichê (e não, não acho isso muito ruim, porque é o que faz a história andar e fazer tanto sucesso), vamos aproveitar o que o anime tem a nos oferecer, principalmente em questão de encontros, não é mesmo?

Bom, e estamos aqui com mais um artigo de Fuuka, o anime onde os acasos tomam o palco. E não é qualquer acaso. Parece que Yuu vai ter mais algumas coisas acontecendo em sua vida, que antigamente era monótona. O episódio já começa com a Koyuki em sua casa, vendo um álbum de família. Eles até que tinham muitas fotos juntas, antes mesmo dela desaparecer sem dar adeus. E nessa ocasião é que ela descobre que havia amor mútuo entre os dois no passado.

MAS as coincidências não param por aí. Parece que a irmã do Hisashi, guitarrista da banda HEDGEHOGS, Sara, também é uma guitarrista que não se dá bem com os outros integrantes da banda que já fez parte por causa da sua falha na comunicação, causando expulsão da mesma, e que também ela era o Almirante Yamato, o amigo do Yuu no Twitter. E podemos ver nesta parte como a comunicação é importante. Sara é bem comunicativa na internet, assim como o protagonista, porém, ao descobrir que eram amigos esse tempo todo, ela não parou de falar. Isso me lembra de alguém (aponta para si mesma).

Mas tem mais uma coisa ainda. Lembra que Nachi, o cara do clube de atletismo, falou que o seu irmão tinha uma banda? Então, o pessoal descobriu que a garagem dele é ótima para treinar as músicas quando o estúdio de Hisashi não estivesse com a agenda cheia. Como eles conseguiram melhorar bastante a qualidade do som, todos começaram a se elogiar, mesmo que tenha ocorrido desavenças na primeira vez que treinaram juntos. Saber que está errando e conversar com as pessoas é muito importante para a convivência social.

Bom, acho que um, sei lá, quadrado amoroso (?) está se formando, e Yuu está muito confuso com várias coisas. Como ele é tímido e tudo mais, pode criar situações conflitantes. Espero que tenham gostado do artigo, e agradeço a todos que leram até aqui. Nos vemos no próximo artigo!

Fuuka está disponível no Crunchyroll.

  1. Este episódio de Fuuka, foi bom, mesmo lá com uma cena super cliché no meio do episódio. Começando pelo inicio, a minha opinião sobre a Koyuki mudou um pouco, ver ela e o Yuu a verem o álbum de fotos, de quando eles eram pequenos foi muito bonito. E mais bonito ainda, foi quando a Koyuki, ouvir da própria boca do Yuu, que ele antes gostava dela, afinal o amor dela por ele era mútuo. A introdução da nova personagem, foi muito boa, a Sara é daquele tipo de pessoa, que tem dificuldade em exprimir-se com as outras pessoas, mas na internet é quase uma pessoa diferente. Aquela cena do restaurante, onde o Yuu descobre que a Sara era o capitão Yamato, e a Sara descobriu que o Yuu era o amigo com quem ela tanto falava, foi uma cena bem engraçada. A Sara, quando descobriu que o Yuu era mesmo aquele Yuu, seu amigo do Twitter, ela mudou completamente, o pobre do protagonista nem conseguia falar, já que a Sara não se calava. O Nachi, já cedeu à ideia de fazer parte de uma banda, aquela iniciativa de levar os seus colegas de banda, para treinarem na sua casa, foi um gesto bonito por parte dele. Quanto à Fuuka, nem sei o que dizer, é impossível dizer não a ela, ela parece que vive a vida intensamente,não se prende com nada já para não falar que ela cativa as pessoas. O Yuu, com este episódio e a aparição da Sara, ele já formou um harém, a Fuuka gosta dele, a Koyuki tem um amor de infância por ele e agora a Sara, que indiscutivelmente parece sentir alguma coisa por ele. O amigo loiro, parece que teve um desentendimento com o pai, porque não queria seguir a carreira de pianista, mas ao ver o empenho de Fuuka, ele parece que mudou de ideias.
    Como sempre, mais um excelente artigo de Fuuka, Tamao-chan.

Comentários