Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Olá, pessoal! Aqui estou eu outra vez, Tamao-chan, trazendo um artigo de resenha. Mas como tem muito tempo que não escrevo um artigo assim, não sei se vai dar certo. Bem, vamos lá!

Bem, acredito que muitos de vocês devem conhecer o anime que falarei agora. Bokura ga Ita foi um dos primeiros que comecei a baixar. Ele é um anime de 2006, mas que ainda traz recordações, sejam elas boas ou tristes. E retrata a visão do amor de dois adolescentes: Nanami Takahashi e Motoharu Yano.

Vamos falar da parte técnica dele: o anime foi adaptado do mangá com o mesmo nome, cuja tradução é “Nós Estávamos Aqui”. Este foi publicado de 13 de abril de 2002 a 13 de fevereiro de 2012 – sendo adaptado até o nono volume – pela autora Yuuki Obata, para a revista Betsucomi(a mesma que publicou Dengeki Daisy e Black Bird, por exemplo). Conta a história de dois adolescentes que estão encontrando o amor:  Takahashi Nanami (Nana para encurtar), e Yano Motoharu. Yano é um garoto popular que dizem que dois terços de todas as garotas do colégio já se apaixonaram por ele, mas Nana não confia em nada disso. Mas será que ela permanecerá sem sentir nada por ele, mesmo tendo que conviver com ele na mesma sala?

Curta o anime21 no facebook:

Este é um anime muito importante para mim. Foi um dos primeiros dramas que assisti, e anos depois eu li o mangá. A adaptação foi excelente, principalmente para a época em que estava passando. Cada expressão, cada paisagem, cada mínimo detalhe muito bem feito. Os personagens são carismáticos(exceto a Yuri, mas não precisamos falar sobre ela aqui, certo?) e bem trabalhados. Não achei o drama forçado, porque bateu certo com a época em que os personagens estavam.

Este anime trata também sobre os medos, as alegrias, as memórias de cada um sempre expostas com sinceridade, mesmo que às vezes demorassem para serem reveladas. E, como são adolescentes, nada mais normal que serem indecisos, ainda mais quando se está para descobrir o amor. Como é ter o primeiro relacionamento, ainda mais com uma pessoa popular?

Às vezes, pensamos que conseguiremos não sentir nada pela pessoa e, quando percebemos, estamos com ela, e ainda nos sentimos bem no momento.

Mas também podemos dizer que a história não se foca somente no romance entre os dois. Também temos o melhor amigo do Yano, o Takeuchi, que é super confiável, tanto para com ele, tanto para com ela(que é o que nos leva a crer), e a Yuri e sua irmã(DROGA, eu falei que não ia falar da Yuri), que são personagens chaves na história, principalmente para a vida do Yano.

Na época que eu assisti, eu tinha 18 anos, e depois consegui terminar de ver depois de um tempo, aos 21 anos(porque eu demorei tanto? Não sei. Devia estar ocupada na hora), e um anos depois eu comecei a ler o mangá. Devo dizer que, embora eu tenha feito gaps para terminar de assistir, não me arrependi nem um pouco de ter visto. É um anime muito bonito, com uma história fantástica, que faz todos a quem assisti-lo ter várias emoções, além do sentimento da nostalgia de quem já passou pelo ensino médio.

Espero que tenham gostado da resenha, e até o próximo artigo. 🙂

  1. É um dos melhores animes que assisti e mereceu um lugar no meu Hall da Fama. Mas porque?
    Porque os personagens não são unidimensionais, transmitem humanidade e eles se relacionam com a sua realidade. Praticamente, não existe um heroi romantico ou a donzela vc os vê como seres humanos como eu ou como a Tamao-chan que aqui escreveu essa excelente resenha. Como na vida existem varios dramas paralelos, como no caso do Motoharu que a mãe tem problemas (para saber tem de ver). Não existem no anime grandes batalhas psicologicas ou grandes cliffhangers, apenas a descrição de uma parte da vida de dois jovens no desabrochar da vida. Pode parecer idiota, mas tem de ver para perceber que não é. O sublime aparece…E é fantástico…Independente de sua idade…

    • Tamao-chan

      Olá, James!
      Esse anime também está em um canto muito especial no meu coração, principalmente na forma como é mostrada a relação dos adolescentes que o compõem.
      Simplesmente fantástico o desenvolvimento dos personagens e o caminho que o enredo levou.
      O anime também é bem nostálgico, me fazendo lembrar daquela época de adolescente, tentando arranjar um espaço no mundo.
      Muito obrigada pelo comentário!

Comentários