Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Olá, pessoal! Aqui estou eu, Tamao-chan, trazendo-lhes mais um artigo de Fuuka.

O que tenho que dizer sobre este episódio é que ele está deixando as coisas ainda mais complicadas. O que Fuuka achava que não estava sentindo, agora o está, e chegou “silenciosamente”. Como é um sentimento novo para ela, Akitsuki não sabia como agir. Desde o começo ela sentia algo pelo protagonista, e mesmo assim não se tocava, até que a ponta de ciúme por causa das ligações da Koyuki e pelo último encontro que eles tiveram e ela viu, a abalaram. A cantora ainda consegue ter os mesmos sentimentos pelo Yuu, embora seja egoísta demais para escondê-los. Aliás, quando a pessoa está realmente apaixonada é capaz de tudo, inclusive de ter a capacidade suficiente de NÃO perceber o quão egoísta está sendo para com os outros, e ela aceitar facilmente essa condição só faz cair um pouco da “maturidade” da trama.

Também podemos ver o quão Yuu é devagar. Acredito que é normal para uma pessoa tímida ter dúvidas sobre diversas coisas quando o assunto é amor (eu sei porque compartilho dessa condição), mas o que está acontecendo aqui é um pouco mais complicado, pois estamos falando de um triângulo amoroso, não é mesmo? Lembro que, no primeiro artigo de Fuuka, eu disse que essa condição poderia não atrapalhar o anime, mas acho que, devido às circunstâncias, está atrapalhando até demais. Não que eu quisesse que o protagonista escolhesse uma das duas meninas, pronto e acabou. Mas parece que estão dando “pano para manga” para continuar com a história. Mas ainda acredito que vá sair algo bom afinal.

E como o nome do próprio episódio diz, Koyuki e Yuu se encontraram para passear juntos. A cantora com o seu charme de menina meiga achou que poderia ser chato, mas acabou sendo um encontro legal à beça, isto é, pelo que pude perceber (-q), e isso fez com que o protagonista se atrasasse para o ensaio da banda. Como foi anunciado que a “The  Fallen Moon” tocaria com outras bandas graças ao intermédio de Hisashi, todos ficaram muito animados, ainda mais Fuuka, que resolveu compor a música que eles tocariam. Como é a primeira vez que ela faz algo do tipo, é bem difícil, ainda mais quando o seu coração está com sentimentos tão turbulentos.

E não é só isso. Como o vídeo dela cantando junto com a sua banda (que acho que o pessoal está todo animado para se tornar profissional, ao menos Fuuka no caso), um produtor musical veio vê-la para tentar torná-la uma profissional mesmo, mas ela recusou e seguiu o seu caminho. Como um tempo depois ela viu Koyuki e Yuu se encontrando e não gostou nada nada do sentimento, acho que a ficha cairá a partir de agora.

E o próximo episódio deverá ser ainda mais agitado que esse, já que as condições estão favoráveis para tal evento. Não só a vida dos personagens será afetada, mas isso afetará também os ensaios, e vários sentimentos serão colocados à prova. O que será que pode acontecer?


PEQUENA EDO E O SINO DO TEMPO:

No passado, as cidades japonesas consistiam quase exclusivamente de construções de madeira, o que as tornavam vulneráveis a incêndios. A construção Kurazukuri foi utilizada tanto para fazer uma estrutura à prova de fogo quanto para protegê-la contra intrusos. Era considerada muito cara para construir, pois sua estrutura envolvia paredes espessas que consistem em várias camadas. Mas, graças ao comércio próspero com Edo (atual Tóquio), os mercadores de Kawagoe floresceram, e muitos mostraram a sua riqueza através da construção de edifícios robustos e de boa aparência, sendo que alguns conseguiram sobreviver até hoje. (Para mais detalhes: http://www.cacadoresdelendas.com.br/japao/kawagoe-a-pequena-edo/)

 

O centro da atividade ao longo da rua é o prédio que o cartão postal de Kawagoe, o pitoresco Toki no Kane, ou torre do sino. Construída há quase 400 anos, a atual versão de 16,5 metros foi reconstruída após um incêndio em 1893 e é mantida em pé com troncos individuais de cedro. O sino não é mais tocado manualmente, mas toca quatro vezes por dia. (Para ainda mais detalhes da Pequena Edo: https://viagem.uol.com.br/noticias/2009/12/06/perto-de-toquio-kawagoe-mostra-sua-idade-com-orgulho.htm)


Muito obrigada para quem acompanhou o artigo até aqui. Nos vermos no próximo!

Obs.: Mesmo que Fuuka fale que está tudo bem, apenas o Mikasa observa que não está. O que ele tem em mente?

E o “aperto da paixão” que Fuuka sente

Comentários