Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Olá, pessoal! Aqui estou eu, Tamao-chan, trazendo mais um artigo de Uchouten Kazoku para a Sessão Vintage.

Este episódio foi meio chocante. Como Yasaburou logo disse no começo: qualquer coisinha serve para voltar a questões do passado. E foi exatamente o que aconteceu em dado momento do episódio, onde foi revelado o que aconteceu no dia do falecimento do patriarca da família Shimogamo, o quão era tão formidável e respeitado.

E o episódio não poderia começar sem as dificuldades de tirar o Mestre Akadama de sua casa. Como não gosta de tomar banho, decidiu dar uma de rebelde e agredindo a todos que estão em sua volta, não apenas com um Vento Tengu, mas também tacando coisas. Yasaburou sabe muito bem como as condições em que uma das pessoas que ele mais “respeita” não são dignas nem de um tengu(já que parece que alguém morreu dentro daquele pequeno apartamento) e tenta armar planos para tirá-lo de lá e tomar um banho digno.

Assim como uma criança, o velho orgulhoso inventa desculpas para não sair de casa, e não é à toa que tem agido assim, já que é pervertido demais para não negar a ajuda de Benten nessa tarefa, quase obrigando Yasaburou a se transformar nela. Como seu Mestre usou o Vento Tengu e o protagonista se transformou em um búfalo, já que o “golpe” não funcionou do jeito que deveria, Akadama resolveu ceder, e de lá foram até à casa de banho, onde não quis sair da água quente nem por um decreto.

Mas o anime nunca deixa de testar uma pontada de drama, já que Ginkaku e Kinkaku foram até à casa de banho tentar impedir ou desanimar Yaichirou de continuar participando da eleição do próximo Nise-emon, que será no mês seguinte. Com a enorme quantidade de guardas da família Ebisugawa, eles tentaram intimidar o irmão mais velho da família Shimogamo, mesmo que tenham problemas intestinais todas as vezes que lembram do que aconteceu quando ele se transformou em tigre e mordeu o traseiro dos dois.

Como também não poderia faltar nessa pitada de drama, também foi revelado algo que poderia desestruturar a família Shimogamo, causando um conflito interno. No dia da morte do pai deles, quem supostamente foi o culpado de matar o patriarca foi o segundo filho, Yajirou, pelo fato de beber com ele e ainda permitir com que este baixasse a guarda e fosse capturado para servir de ingrediente principal para o cozido de tanuki do Clube da Sexta-feira, encerrando a sua vida. Yaichirou e Yasaburou foram até onde o poço onde o atual sapo fica e o irmão mais velho procurou saber de todos os detalhes.

Esse é o motivo de Yajirou se transformar em um sapo e ficar deprimido naquele poço e fingindo ser um grande filósofo. Pode ser que ele tenha tido culpa até certa parte, por possibilitar com que o pai ficasse desprotegido e fosse capturado. Por outro lado, a morte não foi sua culpa, já que ele poderia não ter imaginado o que aconteceria. Para a família Ebisugawa saber, deve ser para armar e tentar dar um golpe para que Yaichirou não participe da eleição.

Muito obrigada para quem acompanhou o artigo, e até a próxima! 😀

Comentários