Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

A História está aí para comprovar que a intolerância vem desde os primórdios da humanidade, e no caso desse anime, o período histórico corresponde à Idade Média, onde foi promovida a caça às bruxas. Pelo contexto apresentado até agora, a Igreja disseminou o ódio contra os praticantes de bruxaria culminando no extermínio de centenas de bruxos, mas mesmo assim a caça às bruxas ainda continua. Diante dessa situação adversa em que os bruxos eram perseguidos, eis que se levanta um grupo de bruxos que se apoderou do livro criado pela nossa simpática e linda bruxa para lutarem contra seus opressores.

A interação entre o Mercenário e a Zero continua interessante, e agora temos a presença de um menino que lembra uma garotinha (confesso que no episódio passado eu fiquei com dúvidas se era um menino ou uma menina). Os primeiros contatos do homem tigre com o menino bruxo não foram dos mais amistosos, porém, aos poucos o bondoso Mercenário está se relacionando bem com os dois bruxos que estão com ele.

Curta o anime21 no facebook:

Aos poucos a história está progredindo, se no primeiro episódio acompanhamos os primeiros contatos da bruxa com o bestial, nesse episódio eles deram início a sua jornada em busca do poderoso grimório de Zero. Os personagens principais estão conseguindo gerar empatia no espectador tornando essa jornada algo divertido de acompanhar nessa temporada. Embora Grimoire of Zero não seja a grande surpresa da temporada, ele está cumprindo, por enquanto, o que se propôs a mostrar, ou seja, uma aventura legal e interessante.

Assim como na Idade Média, a Igreja nessa história conseguiu manipular a população difundindo a intolerância contra os bruxos, todavia, nem todos eles são pessoas más que levam a calamidade para as pessoas. Nesse episódio vimos os personagens principais numa vila onde a intolerância se mostrou presente, pois aquela comunidade (pelo menos a grande maioria dela) cega pelo ódio não deu o direito de ampla defesa para aquele garotinho que estava com o bestial e a Zero, acusando-o de ter roubado o anel. Quando descobriram que tinham bruxos entre os viajantes, aquela vila se revoltou devido ao fato deles acreditarem que uma bruxa levou uma praga para aquele local.

Sorena, a bruxa injustiçada

O garotinho mostrou ter personalidade ao defender uma bruxa chamada Sorena, que parece ter sido injustiçada por ser acusada de levar uma praga àquela vila, entretanto, essa atitude causou riscos ao grupo que foi obrigado a fugir para não ser morto.

Em tempos difíceis, a atitude daquelas pessoas é justificável, pois segundo eles, a terrível calamidade que os atingiu foi causada por Sorena, que tinha uma boa relação com os moradores da vila, até acontecer essa fatalidade, entretanto, isso não quer dizer que eles estavam certos em acusar o grupo composto pelo bestial e dois bruxos de ladrões e muito menos persegui-los pelo simples fato de haver bruxos no grupo.

Os cenários até agora apresentados foram uma floresta e um vila, algo muito comum em histórias de fantasia. Em termos narrativos, o fato dos personagens terem ido parar numa vila e serem perseguidos não foi uma novidade, principalmente se levarmos em consideração o contexto da história e dos personagens envolvidos.

Em dois episódios este anime deixa alguns questionamentos sobre quem realmente são esses “Feiticeiros de Zero” que se levantaram contra a Igreja e sua caça às bruxas, e quais são suas reais intenções. Será que eles querem apenas trazer de volta a paz para os bruxos?

À primeira vista, os moradores da vila são trabalhadores e gentis mas se aparecer um praticante de bruxaria eles começam a agir de forma hostil

Mesmo sem terem revelado detalhes sobre esse grupo que está utilizando o livro da Zero, é perceptível que a pessoa que está por trás desse grupo é muito suspeito devido ao fato de ter roubado um livro poderoso e ter feito outros bruxos acreditarem que ele é o dono desse livro, então isso pode significar que não é só a igreja que usa a tática da manipulação. Não estamos diante de uma simples briga do bem, que nesse mundo as pessoas acham que é representada pela Igreja, contra o mal, que é personificada pelos praticantes de bruxaria. Estamos diante de vários tipos de interesses no qual a maioria deles ainda serão revelados, e por enquanto só sabemos que um poderoso livro que contém o princípio da magia criada pela Zero foi roubado e suas magias estão sendo usadas para fins que por enquanto ainda não são muito claros.

Obrigado a todos que leram este artigo!

  1. Este episódio de Grimoire of Zero, foi bom e bastante elucidativo, como as pessoas da Idade Média, olhavam para as pessoas que supostamente eram bruxas. Além que fez uma referência bem épica a um jogo chamado Skyrim, os meus sentidos de entender a referência despertaram logo nessa parte.
    Mas passando ao episódio, está cada vez mais agradável, ver a interacção da bruxa Zero com o mercenário e o garoto que os acompanha. Aquela parte da aldeia que tinha sido ataca pelos bruxos, demonstrou como naquela altura e mesmo agora, é fácil fazer juízos de valor sobre as outras pessoas. Aquela parte onde toda a aldeia entra num estado de raiva, por causa do anel que o garoto tinha achado do rio, pode ter parecido exagerado, mas foi bem realista. As pessoas daquela aldeia nem se deram ao trabalho de perguntar onde o garoto tinha encontrado aquele anel, fizeram logo um juízo de valor e assumiram que o garoto tinha roubado o anel e que era bruxo. Mas não bastando isso, o garoto mesmo sendo inocente, afundou-se quando defendeu a bruxa Sorena em plenos pulmões, mesmo sabendo que aquela aldeia tinha sofrido um ataque de bruxos à pouco tempo. Eu não estou a defender os aldeões, claro que eles ficaram com ódio dos bruxos que os atacaram, mas eles no preciso momento que eles queimaram a bruxa Sorena na fogueira, por um falso juízo de valor, eles já deviam estar preparados para uma reacção agressiva dos bruxos. A pobre bruxa Sorena, preocupava-se bastante com as pessoas, em especial aquela mulher que ela deu um anel mágico. Aquando da praga de ratos e as doenças dai provenientes, ela bem tentou fazer de tudo, para salvar as pessoas, mas deu um passo em falso quando foi apanhada a fazer um ritual de magia e partir dai já se sabe o final da história. A Sorena até no final, protegeu a mulher a quem tinha dado o anel, caso esta se tivesse mostrado amiga da bruxa, também poderia ter sido queimada na fogueira
    Agora só quero ver, como Zero vai seguir com o seu formato episódico sem ficar chato. Espero que quem tenha escrito e realizado o anime, coloque mais umas referências de Skyrim.
    Como sempre mais um excelente artigo Flávio. E estás de parabéns pela imagem que colocaste na capa do artigo, essa imagem foi aquela que eu mais gostei no episódio. .

    • Flávio

      A imagem que eu escolhi como capa é emblemática e simboliza muito bem como foi a caça às bruxas na Idade Média. A bruxa Sorena foi infeliz na hora de escolher aquela hora e aquele local para fazer um ritual. Eu entendo os aldeões por agirem daquela forma embora não concorde com a maneira que julgaram o grupo do Mercenário.

Comentários