Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

A primeira coisa que tenho para dizer sobre o quarto episódio de Alice to Zouroku é que esse anime simplesmente me surpreendeu bastante, claro que de um jeito bom. Eu já disse que ele está seguindo um caminho totalmente diferente do que eu imaginava para ele, mas agora, mais do que nunca, a história ficou longe do que era, de fato, a minha ideia sobre ela. Acredito que outras pessoas também ficaram, assim como eu, impressionadas com os acontecimentos desse episódio e, nesse momento, penso que esse anime possui um grande potencial, ao mesmo tempo que tenho medo do que vai ocorrer a partir daqui.

Obviamente o anime continuou com o final do episódio anterior, onde a pobre Sana tinha sido sequestrada – não sei se essa seria a palavra certa – e levada embora. Eu estava apreensiva para saber como eles iriam salvá-la, ou se ela voltaria a ser uma cobaia naquele laboratório estranho onde ela ficou presa a sua vida toda.

Meu coração fica apertado vendo ela assim

Foi bem traumatizante ver aquela mulher, meio sádica, esmagando a pobre garota com aquele seu poder de invocar mãos gigantes. Ela realmente não tinha coração, ou pelo menos não possui nenhum pouco de compaixão por aquele “ser”, supostamente não humano, que é a Sana. Eu fico com muita pena dela escutar todas aquelas palavras ruins que foram dirigidas a ela e, mais ainda, por ela ter acreditado em tudo isso.

Não acho que ela seja um monstro, mesmo pensando que realmente é um perigo em potencial uma existência como a dela. No fundo, eu penso como o Zoroku. Sana merece ser tratada com respeito e, diferente do que possa se pensar de alguém com tanto poder, ela nunca fez mal a alguém.

Coitada

Temos que levar em consideração, também, que ela é muito inocente com tudo. Acho que aquele “encontro” com o que eu acredito ser ela mesma, serviu para nos mostrar que ela, de fato, não é realmente o que pensávamos, porém ainda parece, pelo menos para mim, uma boa pessoa. Tenho que deixar claro que esse encontro foi bem esquisito para mim, não sei ao certo o que aconteceu, se aquilo era o futuro, ou simplesmente o subconsciente dela, mas tenho certeza que aquela conversa entre as duas, ou pelo menos o que a Sana adulta disse, foi algo bem estranho.

Mesmo sendo um episódio bem tenso, eu ri bastante em algumas cenas

No momento em que Sana chamou Zoroku eu me vi em uma grande virada na história desse anime. Estava pensando que ela não iria sair dali, ainda mais depois que aquela mulher injetou mais calmante nela, mas ela é mais forte do que qualquer um imaginava. Não sei ao certo de onde ela tirou forças para continuar e trazer Zoroku até ela, mas provavelmente isso veio da força de vontade que ela tinha em permanecer no mundo real, ou de pelo menos de não voltar mais para aquela vida enclausurada que ela possuía anteriormente.

Outra coisa interessante nessa cena, onde o Zoroku aparece dentro do carro, foi quando ele conseguiu ser mais forte que a “mão”. Aquilo foi meio surreal, já que aparentemente ele não possui nenhum poder, mas com o ritmo que estamos tendo nesse anime, é bem possível que em algum momento nos seja revelado algo sobre ele que ninguém sabia, uma espécie de cargo, ou importância maior do que ser apenas um floricultor.

Ele não tem medo mesmo

Aquela mulher, a sequestradora da Sana, me parece meio cega em seu objetivo. Mesmo que ela pense que a Sana não é de fato uma criança, isso tudo ainda é algo totalmente desumano, já que Sana age como um humano e, até o momento, não mostrou nenhum perigo para a sociedade. No mais, atirar em uma criança, uma pessoa ingênua como ela, tão friamente como ela fez, não é algo que uma boa pessoa faria.

Além de tudo, usar uma pessoa, mesmo um não-humano, dessa forma é algo triste. Sei que o potencial do poder dela é imenso e que as coisas que ela poderia fazer para a sociedade são inúmeras, mas ainda assim estamos falando de uma vida e, mesmo que ela seja um alien enviado com um objetivo maligno para a Terra, ela não está cumprindo o seu papel. Afinal, ela passou sua vida confinada naquele laboratório aceitando calada tudo que era imposto a ela.

Por fim, Sana foi aparentemente resgatada e acabamos descobrindo mais sobre ela e como supostamente adquiriu esse poder. Afinal, ela simplesmente “nasceu” assim, de acordo com a sequestradora, e é um ser que está imitando as ações humanas. Espero não sofrer com o final dessa história, com algo como a Sana virando o vilão de tudo isso. Ela é fofa demais para ser ruim – é por pensamentos assim que os gatos vão acabar dominando o mundo – então na minha cabeça só consigo pensar em um final onde ela vive feliz com Sanae e Zoroku.

Espero que seja logo mesmo

Comentários