Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

E ae galera!!!!! Saindo mais um episódio de Gin no Guardian e dessa vez tivemos uma ceninha feels no jogo, outra cena icônica e um certo avanço na história; jogaram algumas informações que vão ser respondidas posteriormente e que explicaram aquele  episódio 1, então vamos conferir!!!

Fala pessoal!! Aí sim, bastante informação, o anime finalmente vai caminhar. Então, sem enrolar muito, como esse episódio foi direto para as questões  jogadas eu também vou direto para as CENAS!

Primeira cena: a flor da canção noturna

Fizesse algo mais fácil, né

Muita coisa girou – principalmente para o casal guerreiro apaixonado, Suigin e Riku Rei – em torno da busca da flor da canção noturna, mas o que eu fiquei querendo saber é o que ela realmente faz. Agora sabemos que ela realmente existe e faz algo e o senhor Riku Yuuki queria que alguém a achasse.

Segunda cena: quando vem uma espiã gata querendo te matar

Segurança merda essa desse prédio

Essa cena traz muita informação, porque, possivelmente, o plot do anime vem daí. Primeiro tem uma viúva negra vindo para roubar um certo segredo, que ninguém sabe. Depois mencionam um tal de Ling. Quem será esse cidadão? E para finalizar o excesso de informação, a viúva negra me diz que Riku Yuuki era o último guardião do túmulo. O que isso significa? Ele provavelmente fez o jogo com o intuito de proteger o segredo e passar o manto de guardião para outra pessoa. O que me intriga é: será que terá a ver com a flor da canção noturna? Como vão continuar isso? (olha quantas questões uma cena levantou…Fora que a segurança de uma empresa milionária de jogos é horrível, a viúva negra passou como quis).

Terceira cena: Princesa capiroto

Olha que Kawaii

É só para destacar o bicho que veio destruir o jogo,  uma princesa com tentáculos ( ͡° ͜ʖ ͡°) que queria mais( ͡° ͜ʖ ͡°)( ͡° ͜ʖ ͡°). Enfim, por que isso aconteceu? Há a transferência de bens para o Grave Buster. Será que isso tem a ver com o Ling? Como isso vai ajudar ele a saber o segredo do guardião de túmulo? (Quantas questões levantadas nesse episódio).

Quarta cena: se está escondido, é uma flor

A flor nasceu do amor entre eles, que lindo!!

Quem diria que eu acharia sentido nas palavras de Ranshou? Ele falava de amor e flor e escondido, tudo que era a flor da canção noturna. Será que ele sabe de algo? Em outra cena icônica, acontece um clichê (mas até que esse é legal), onde no meio da desesperança surge uma esperança (eu gostei que mesmo assim ele perdeu e a flor não significou nada ainda).

Quinta cena: pera…então ela sabia que era ele!

COMO?????

Como assim ela já sabia? Foram poucas evidências, possivelmente ela só chutou que era ele, mas mesmo assim não esperava, geralmente os personagens de animes são bem tontos a ponto de não entender o óbvio, imagina o que não é tão óbvio? Enfim, ela já saber que é ele ajuda muito a história, principalmente que agora a Riku Rei não tem mais pai. Algo acontecerá com eles para ter essa imersão no jogo e assim vão ser respondidas todas as questões que o episódio jogou.

Então pessoal, o post fica por aqui e até a próxima!!!!!!!

  1. Este episódio de Gin foi nem interessante e intrigante. Começando pela primeira cena, a tal Flor da Canção Nocturna, sempre existia e o velho queria que a alguém a descobrir-se. Mas o que será que ela faz, ela quando encontrada impede de o jogo ser encerrado, ou então dá mais poder a quem a encontrar, ainda não se sabe.
    Mas foi a segunda cena. é que levantou uma série de questões interessantes. Quem será esse tal de Ling, será que este quer controlar as pessoas através do Grave Buster. Ele até não se importou de mandar uma espiã sexy para arrancar os segredos do velho Uruk. Mas como o velho Uru, foi mais teimoso que uma mula, levou com um headshot à queima roupa. A espiã sexy podia ter mostrado algo mais ao velho quando cruzou as pernas, se ela tivesse feito isso talvez o velho, tivesse deixado sair uma pista daquilo que o Ling quer.
    Mas foi a terceira cena que eu mais gostei, não à maior terror para um jogador de jogos de rpg que perder o seu inventário. Perder o inventário é uma coisa muito triste e desanimadora. Aquele monstro que começou a atacar os jogadores do Dungeon Century nos últimos momentos de vida do jogo, foi um golpe de génio. Afinal se os jogadores de Dungeon Century perdessem o seu inventário do Dungeon eles teriam que comprar items do Grave Buster. Tal monstro foi uma excelente jogada em termos monetários.
    No que toca à quarta parte, eu não tenho mais nada a acrescentar àquilo que escreveste.
    A quinta cena, para mim foi meio wtf, mas não achei assim tão descabido de a Riku saber que o seu companheiro de jogo era o Suigin. Afinal ela devia estranhar, ao ver todas as noites um individuo a roubar a electricidade do candeeiro de rua e a carregar na bicicleta um computador pré-histórico.
    Como sempre, mais um excelente artigo de Gin no Guardian Poketoty.

    • Poketoty

      Esse episódio foi muito bom, tivemos bastante informação, muito para fazer o anime andar. Apareceu a flor da canção noturna e ainda ficamos sem saber o que ela faz…Ok…
      Uma espiã com aquele porte todo e não sabe extrair informação do alvo com métodos, digamos ( ͡° ͜ʖ ͡°), foi muito que um desperdício, porém recebemos muita informação dos vilões do anime e isso foi positivo.
      O que você foi certeiro, mandar a Princesa do Quero mais ( ͡° ͜ʖ ͡°) foi uma tacada sinistra para fazer os outros players começarem zerados no novo jogo e um deles tem uma quantia obscena de dinheiro já no começo, o que ajudaria a achar o túmulo tão desejado que levou a morte do Riku Yuuki.
      Não é estranho ela saber que era ele, o estranho é um personagem de anime saber algo, geralmente em animes assim, os personagens são tão tapados que só sabem algo se verem ou falarem para ele e mesmo assim corre o risco de não acreditar

Comentários