Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Uma frase resumitiva perfeita para esse episódio seria: “foi, mas não foi”. Sério, literalmente o episódio poderia ser resumido apenas com essa minúscula frase de dois períodos e quatro palavras. O que mais eu poderia digitar nessa introdução? Que o episódio foi legal? Não, não foi legal. O episódio foi tão sem sal que nem mesmo posso dizer que pelo menos foi “ok”.

O que rolou nesse episódio? Besteira. Basicamente foi composto por bobagens. Não teve absolutamente nada de anormal, muito pelo contrário, foi um episódio tão normal, que se tornou algo totalmente sem sal.

Eu definitivamente ainda não entendi o que esse anime pretende fazer, a cada episódio eu fico ainda mais confuso. Ação? Slice of Life? Tudo isso ao mesmo tempo? A cada episódio esse anime “muda” de gênero, é algo surreal. Se eu fosse otimista, poderia até mesmo dizer que esse episódio 3 foi um episódio de transição, por isso foi tão “normal” e sem sal, mas não foi, definitivamente não foi uma transição.

E então, para que diabos serviu esse episódio? Para mais uma vez reforçar que o Atom pode ser tão humano quanto um humano? Eu acho que a ideia foi essa, não? A competição entre o protagonista e o detetive bigodudo foi justamente para provar que o Atom consegue agir como um “ser de coração e emoções”, não foi? Acho que a ideia do episódio realmente era de novamente mostrar — já que no episódio passado tivemos isso — que o Atom é um robô “humano”. Entretanto, no fim, a ideia central se expandiu e englobou todos os robôs (ou algo assim).

Além do episódio ter sido maçante, sem sal e chatinho, tivemos um encerramento mais chato ainda com um drama ruim. Na verdade, você sabe que esse episódio não fez sentido, né? O cachorro-robô, sabe? Como diabos ele foi parar no subsolo? Aliás, como diabos raios solares chegaram em um local tão fundo? Bora lá, roteirista, se esforce para fazer algo com sentido, por favor. Parando pra pensar, a culpa nem é do roteirista, a culpa é do autor do mangá mesmo.

E a pergunta que não quer calar: os cachorros-robôs ‘morreram’ no final? O final, além de ruim, foi confuso, eu absolutamente não entendi o que aconteceu com os cachorros-robôs.

Sei que posso estar sendo muito maldoso e ignorante com a análise desse episódio, mas eu realmente fiquei muito decepcionado. Não acho que estou errado nas minhas críticas, posso estar exagerando, porém errado eu não estou. Se não estivesse analisando isso, provavelmente dropparia sem dó, mesmo utilizando a regra dos três episódios não dá pra aguentar. Pelo menos, a animação continua boa, esse episódio mal teve deformações. Sendo espertinho, dá pra ver na opening que terá uma espécie de torneio, então vou depositar todas as minhas esperanças — quase que inexistentes — em uma possível melhora nesse arco aparentemente focado em ação. Querendo ou não, Atom funciona muito melhor com ação, mesmo que o episódio passado — que teve ação — não tenha sido tão bom assim. Enfim, vamos ver no que isso vai dar, espero que Atom melhore, de verdade.


Comentários