Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

A grande revelação finalmente aconteceu: Sagiri é o Eromanga-sensei! Não venha comentar que isso é spoiler, porque todo mundo sabia, menos as pessoas do anime. Eu achava que isso ia acontecer só daqui a alguns episódios, como um ponto de virada da história, mas até que foi bem cedo, talvez cedo demais.

A revelação não foi tão impactante como havia imaginado e suas consequências também não devem ser graves. Tudo bem que apenas Yamada descobriu isso, então ainda tenho esperanças de uma maior repercussão quando outras pessoas descobrirem.

Os dois escritores continuam se dando bem, a ponto de deixar Sagiri com inveja, só que agora explicitamente. A personalidade dela pode não agradar todo mundo já que na maior parte do tempo ela está reclamando e chamando o irmão de mentiroso. Isso só muda no final do episódio, quando Masamune revela o resultado da disputa com Yamada e descobre o que a irmã fez nessas duas semanas.

Isso é muito errado, mas faz muito sentido

Ainda sobre os irmãos, o anime continua explorando uma relação incestuosa a todo momento, mas de forma implícita. Acredito que esse tema vai continuar sendo abordado desse jeito e não vai avançar muita coisa.

No fim do episódio tivemos a revelação de que Sagiri gosta de alguém. Se eu não tivesse assistido 20 animes com o mesmo tema e que terminavam da mesma forma, pensaria que ela conheceu alguém que se tornaria um rival do Masamune. Mas sabemos que em casos como esse a pessoa é o próprio Masamune, que está preocupado sem motivo. Eu posso estar errado, mas essa é a primeira solução que me vem à cabeça.

Onde ela arrumou uma arma?

O conflito entre os dois foi resolvido de forma aceitável, além de motivá-los para o novo projeto de Masamune. Se pararmos pra pensar, ele basicamente vai fazer o anime Eromanga-sensei dentro do próprio anime. Isso pode ser interessante de ver acontecer e parece que será o foco da história.

Em relação à disputa entre Yamada e Masamune pela Sagiri, a resolução foi mais interessante do que imaginei, pelo menos até o momento em que ela descobre a identidade da ilustradora. Já esperava que Masamune gostasse da história criada pela Yamada, mas a reação dela me surpreendeu. Com isso resolvido, o anime deve seguir para um novo rumo.

Adorei esse momento shonen

Na cena pós-créditos, que foi até bem grandinha, tivemos um desenvolvimento bem legal da Sagiri, que até então não tinha evoluído em nada. A personagem sai pela primeira vez do quarto e decide ajudar Masamune no sonho de tornar sua história um anime, o que eu não esperava que acontecesse tão cedo.

Esse acontecimento recebeu um impacto bem maior do que a revelação de sua identidade e espero que ela realmente saia mais de casa nos próximos episódios. Isso, com certeza, vai render boas interações e reações, e pode ser a movimentação na história que o anime estava precisando.

(Aquela carinha)

Comentários