Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Já andou em uma montanha-russa? Sabia que na Rússia elas se chamam montanha-daqui-mesmo? (Mentira)

Em uma montanha-russa, antes de começar a diversão de verdade tem a lenta subida até o ponto mais alto. Montanhas-russas especialmente longas podem ter mais de uma subida, mas esse anime só vai ter uma temporada então provavelmente é melhor comparado a uma montanha-russa com uma subida só. A subida comparada ao resto do passeio alucinante não tem nada de mais, não chacoalha as suas vísceras nem te faz gritar ou chorar (se você for do tipo que grita e chora em montanhas-russas). Mas é tensa. Enquanto sobe lentamente você sente a ansiedade se acumular conforme mais alto se sobe, e permite também dar uma boa olhada no resto do trajeto para começar a ter uma ideia do que você vai ter que passar.

Isso resume esse episódio. Tensão acumulando, diversas informações que terão impacto no futuro da história reveladas aqui e ali, mas nada que possa ser visto com muita clareza ainda. E como a subida de uma montanha-russa, esse episódio sozinho não foi nada de mais.

Mas ah, existe uma diferença fundamental entre esse episódio e a subida de uma montanha-russa: a subida não parece algo corrido (porque obviamente não é). Nesse episódio aconteceu tanta coisa, e coisas desconexas, que ficou parecendo que apesar do clima mais lento deram uma bela corrida. E parece que foi o caso mesmo, andei lendo por aí e muita gente ficou com essa impressão (a única coisa que ganha de “esse episódio pareceu acelerado” nos fóruns onde pesquisei é “a Chtholly não deveria ter estapeado o Willem” – com o que eu discordo, aliás; e haja importância dada a um tapa, hein?). Quero dizer, a história até então era sobre o despertar da Tiat, e daí o episódio termina sem a Tiat voltar, sem notícia da Tiat, e isso depois de um monte de presságios sinistros na conversa que o Willem teve com os médicos. Se ela não tivesse aparecido super feliz na prévia do próximo episódio eu estaria aqui me descabelando preocupado com a Tiat.

Tiat melhor fadinha

E com esse enredo em ritmo de marcha forçada, me pergunto se o sub-enredo todo dos filmes de romance entre lagartos, por engraçado e bizarro que tenha sido (e engraçado porque é bizarro ver uma fadinha fofinha falando coisas cada vez mais bizarras sobre romances entre lagartos), deveria estar lá. Bom, deve ser algo importante para a caracterização da Tiat, suponho? E no meio daquele tour sublinhado por histórias de romances reptilianos houve espaço ainda para uma ou outra informação que deve vir a ser útil no anime, como a estátua do, ao que tudo indica, humano que criou aquela ilha voadora, e a confirmação de que monstros humanoides não são bem aceitos em qualquer lugar. Naquela ilha, felizmente, são, ao contrário da ilha onde vimos a Chtholly pela segunda vez. Segunda vez te soou estranho?

Re-assista o começo do primeiro episódio. Quando eu vi aquilo pela primeira vez achei que fossem memórias do Willem. Mas não são. Revi e, bem, aquela é a nave deles, aqueles são todos eles, soldados animais e fadas. A voz da fada de cabelo vermelho é a mesma da Chtholly. Aliás, tudo nela é igual à Chtholly, exceto a cor do cabelo – o que indica que ela está se preparando para detonar, será? O Willem aparece caindo abraçado à Nephren. Não consegui identificar a fada caída no chão severamente ferida erguendo o braço para a Chtholly (pode ser a Collon, a fada de cabelo rosa, com o cabelo cortado) nem a que está voando ao redor da nave com um olho perfurado ainda enfrentando as plantas do mal (talvez a Pannibal? Mas o cabelo dela é mais roxo…). Compartilhe suas opiniões comigo! Por fim, note como os flashbacks de verdade possuem sempre um filtro aplicado que naquela sequência não existia. Premonição do final do anime, sem dúvida!

É importante lembrar disso agora porque é uma droga arranjar o que falar desse episódio sem ficar simplesmente listando o que aconteceu, então eu quis ocupar espaço com alguma outra coisa. E é importante porque mostra o Willem aparentemente em missão junto com várias de suas fadas e os grandões do exército. E um dos presságios de que isso pode vir a acontecer veio nesse episódio, quando o Limeskin (o dragão) ficou impressionado com a habilidade do Willem de se mover mais rápido do que ele conseguia acompanhar com a vista. Isso, mais o fato de que o protagonista sabe muito mais do que eles sobre as armas do passado e provavelmente sobre magia e sobre os inimigos que eles estão enfrentando pode levar ele a ter um papel mais ativo que o de mero zelador.

Essa cena deveria ser o clímax emocional do episódio, mas enquanto ela própria foi bem construída, durou muito pouco – e era muito óbvio que ninguém morreria

Sobre o procedimento médico, o que dizer? Estão criando criancinhas para serem armas. Garotinhas. Assim que elas despertam (equivalente ao início da puberdade? Pela idade pelo menos e pela temática, e especialmente pelo enfoque dado ao interesse da Tiat por romance, embora ela não entenda nada, me faz crer que sim) são examinadas e têm seus corpos adaptados para que morram em batalha. Não é para que lutem, é para que morram. Já disse isso noutro artigo e acho importante reforçar que é para isso literalmente que elas estão sendo criadas. Chegando a hora, serão ordenadas e se suicidar para derrotar o inimigo. É para isso que elas são criadas. As armas que elas usam são insubstituíveis, valiosas, como o médico ciclope disse. Mas elas não são. Outro presságio sinistro desse exame médico é a informação de que algumas fadas podem sofrer degeneração mental subitamente, ao ponto de pararem de raciocinar. Se disseram isso é porque vai acontecer. Com quem? Quando? Sei lá. SukaSuka é um anime para colecionadores de death flags, e se esse episódio não foi muito bom, pelo menos teve umas death flags de qualidade.

  1. Angelo Kaoru Gomes Ribeiro

    Preciso rever esse início de episódio. Juro que não reparei nessas informações todas. Fora isso, apesar de anti climático, fiquei feliz que ninguém morreu kkk o que pelo jeito não será uma constante dado as dicas dessa premonição

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      Fiquei chocado ao reassistir o começo do primeiro ep, hehe. Mas veja pelo lado positivo, Chtholly e Nephren estarão vivas até o final! E eu sempre achei que a Ithea tinha cara de quem vai morrer antes…

      E bom, feliz por feliz eu também fiquei. Mas o episódio foi feito para que eu ficasse mais triste antes delas aparecessem, e isso absolutamente não aconteceu, então o considero uma falha.

      Obrigado pela visita e pelo comentário! =)

  2. Este episódio de SuKaSuka, não foi mau, mas poderia ter sido melhor. Eu cheguei a rever o episódio, para perceber a parte dos filmes dos lagartos. Eu não gostei muito da primeira parte deste episódio. A Tiat é muito carismática e tal, mas perder 12 minutos de episódios, em uma visita à cidade antes dela ter que ir ser examinada no hospital militar, foi meio chato. Mesmo eu sabendo que SukaSuka vai fazer de tudo, para explorar bem todos os personagens, para que no fim, quando as fadas morrerem todas os espectadores ficarem tristes com tal situação. A parte do hospital, deixou-me meio apreensivo e triste ao mesmo tempo. Já não era suficientemente triste, que as fadas, que substituíram os já extintos humanos, tenham morrer no campo de batalha, estas ainda têm que ir ao hospital para serem programadas (se esta palavra é correcta para descrever estas situações. tudo feito como se nada de anormal se tratasse. Mas como SukaSuka, é e vai ser um comboio dos feels, ficou-se a saber que as fadas que nascem para usar as dug weapons podem sofrer degeneração mental súbita. O que eles fazem com estas fadas, matam-nas, fazem-nas de iscas no campo de batalha, ou então abandonam-as, já que elas só são criadas para um único propósito que é suicidarem-se no campo de batalha. A Tiat infelizmente, foi uma daquelas que teve aquele sonho, que indica quando uma fada chegou na idade de pegar numa espada lendária e morrer no campo de batalha.
    O próprio Willem já se começou a aperceber que o futuro daquelas crianças, não vai ser dos mais felizes. Ele próprio não acha aquilo certo, ele noutra era, já tinha sido um dos heróis que usavam as dug weapons para combater os demónios. Ele sabe que o uso daquelas fadas para fins militares não está certo, mas ele não pode fazer nada. Aquela cena do tecto com fugas, foi bem interessante. O Willem parece que já começou a sentir a tragédia que se avizinha. Aquela parte, em que ele exige ao outro soldado que leh disse-se o que se tinha passado na batalha da ilha 15, foi muito bem trabalhada. Só foi pena que essa mesma parte, foi curta e o final já era previsível. Claro que Ren, Ithea e a Chtholly não iam morrer ainda. SukaSuka gosta de provocar sofrimento e tristeza, o anime ainda vai trabalhar mais as personagens, para que no fim, quando estas morrerem o choque ser ainda maior. Eu achei meio forçado, a reacção do Willem quando viu as garotas, ele até usou as suas técnicas especiais, do tempo que era um Yuusha, só para abraçar a Chtholly. Será que aquele desejo do bolo de manteiga, despertou o lado mais sentimentalista do Willem (pelo que se viu dos flashbacks dele, a sua irmã ou familiar costumava fazer-lhe bolos, será que ele se sentiu tocado com o pedido humilde da Chtholly do bolo de manteiga.
    Só espero que as mortes só apareçam na segunda parte do anime, ainda é muito cedo para ver as garotas a morrer.
    Como sempre, mais um excelente artigo de , SukaSuka Fábio.

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      A Tiat é a mais interessante das fadas meninas, porque todas as demais já possuem personalidades bastante marcantes de um jeito ou de outro. A Tiat é a mais “normal” e por isso mesmo a que tem mais possibilidades, para o bem ou para o mal. Sendo essa uma história sobre seus personagens, faz sentido que ela tenha recebido o destaque que recebeu. O que não faz sentido é que tenha sido esquecida no final, depois do episódio criar tanta expectativa em cima dela.

      Eu entendo porque do passeio – para desenvolver a Tiat -, eu entendo porque ela foi esquecida no final – porque obviamente era mais importante a volta das três garotas da batalha -, mas tudo isso junto e misturado não ficou bom. Começar com piadas de romances répteis, infodump e um passeio animado pela cidade um episódio que deveria ser emocionalmente tenso, carregado de ansiedade e expectativa – a expectativa da Tiat sair bem do hospital e a expectativa da Chtholly e companhia voltarem bem da batalha – acabou prejudicando a experiência. Eu consigo olhar para cenas individuais e dizer que foram boas, ou foram interessantes, mas a maioria delas não causou em mim o impacto que suponho deveriam ter causado.

      Fiquei bastante curioso para saber o que fazem das fadas que não despertam seu poder também. Não ajuda o fato de que há uma pletora de fadas crianças e apenas três fadas adolescentes, e todas essas três são guerreiras. Não há o contra-exemplo, a fada que cresceu sem despertar a habilidade de empunhar as espadas lendárias. Talvez elas simplesmente permaneçam crianças para sempre? Até morrerem ou eventualmente degenerarem? Considerando como o raciocínio de todas as fadas até agora se provou bastante simplório, focado em poucas coisas, uma coisa só ou coisa nenhuma, isso faria sentido. A noção de tempo não existiria para elas, continuariam iguais eternamente, sem amadurecer – tema que tratei em meu artigo bem por cima, hehe.

      Bom, pelo início do primeiro episódio, creio que a maioria delas só vá morrer mesmo no final do anime, hahaha! Exceto talvez a Ithea. A ausência dela naquela cena é notável, e desde o começo achei que uma das colegas da Chtholly morreria ainda no meio da história para nos tirar de nossas zonas de conforto. E tendia a acreditar que a sempre animada Ithea era a candidata ideal para isso.

      Obrigado pela visita e pelo comentário =)

      • A Ithea já está com uma death flag nas costas, desde o ínicio do anime. Ela de certeza que ela vai morrer primeiro, depois dela vai ser uma corrente de mortes até ao final do anime. Vou ter bastante pena se a Ren morrer, ela é bem pés do chão ao contrário da garota de cabelo azul (cujo o nome não consigo escrever e tenho que fazer copypaste). No preciso momento em que a Tiat foi ao hospital militar, o destino dela nunca mais vai ser o mesmo. Vendo a tua resposta, eu tenho uma teoria no toca ao estado do corpo das fadas. Será que aquele poder delas, é que as mantêm imunes à passagem do tempo. Pelo menos até estas terem o sonho, premunição que lhes avisa que já está na hora delas morrerem em batalha. Eu acho que é aquele poder delas, que lhes pára o desenvolvimento do corpo e no preciso momento em que elas se tornam aptas para usar as dug weapons, esse mesmo poder faz com que o corpo delas se desenvolvam mais rápido. Aquela ida ao hospital militar, não é apenas para verificar o estado de saúde das fadas, deve ser ai, em que eles abrem os canais do poder das fadas e ai as tornam armas aptas para manusear as espadas lendárias. E aquelas que durante o processo de não despertar o poder oculto delas, a sua saúde mental se deteriorar, elas devem ser descartadas, afinal uma fada com a mente destruída não é útil para ser sacrificada no campo de batalha.

      • Fábio
        Fábio "Mexicano" Godoy

        Está então com a mesma impressão da Ithea que eu. Espero que morra de forma honrada pelo menos, que caia lutando!

        Quando a Nephren, bom, ela é vista naquela prévia apocalíptica caindo junto com o Willem e nos braços dele. Ou isso significa que ela sobrevive ou que ela vai se sacrificar para que ele sobreviva, hehe.

        Estou morrendo de pena da Tiat porque acho que ela não vai viver nem para ver a cena final. Não tinha nenhuma fada de cabelo verde lá. E ela é toda menininha, toda sonhadora, outro tipo ideal para morrer. E digo mais, a morte dela deve ser do pior tipo – talvez ela passe pela tal degeneração? Enfim…

      • Realmente a Tiat é daquelas personagens todas sonhadoras, com pureza no coração. Estas personagens por norma são aquelas com mortes mais tristes. Só espero que a forma como ela vai morrer, não seja como tu disseste. Seria muito doloroso, ver a Tiat, personagem carismática morrer de degeneração mental. Se ela morresse logo, sem sofrer não ia custar muito. Mas agora, quando a Tiat, começasse a demonstrar os sintomas da degeneração mental, como a perda da fala, dos movimentos seria muito triste.

      • Fábio
        Fábio "Mexicano" Godoy

        Seria bem triste. E esse anime é do tipo que gosta de nos fazer tristes. Por via das dúvidas, é melhor nos prepararmos para o pior.

Comentários