Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

A cada episódio fico mais animado com My Hero Academia. Eu sou um pouco suspeito para falar desse arco, já que sempre curti torneios em anime. Desde os tempos de Yu-Gi-Oh, Medabots, Beyblade até o exame chunnin em Naruto, esse tipo de evento sempre foi um dos que mais me interessou.

Entre os motivos está o fato de que conhecemos muito de cada personagem, não torcendo apenas para o protagonista, além de toda emoção e importância que se passa. Com este anime tenho certeza que não vai ser diferente, já que temos todos os elementos principais para que isso aconteça: rivalidade, passados sombrios, motivações e mistérios.

Como sempre, o episódio foi dividido em duas partes, e a primeira teve foco em Todoroki e Izuku. Descobrimos que na verdade ele tem raiva do pai porque ele se casou com a mãe apenas por conta dos poderes.

O objetivo de Endeavor era criar alguém mais forte que All Might, já que ele sempre foi considerado o segundo melhor. Em um momento da discussão, eu pensei que Todoroki iria dizer que sabia da relação de Izuku com All Might, mas foi só um alarme falso. Inclusive, a cena do “queridinho” foi bem engraçada.

Adivinha quem tá com inveja?

A segunda parte do episódio foi muito mais interessante, pois cobriu o sorteio da última fase do torneio. 16 pessoas passaram e teremos um x1 até chegar na final. É agora que as coisas ficam mais interessantes, e tenho certeza que o anime vai entregar o que esperamos e superar as expectativas, tendo em vista o que foi mostrado até aqui.

Antes do sorteio acontecer, tivemos duas desistências por “não terem feito nada”. Por mais que eu goste do anime, ficou bem claro que esse recurso foi uma forma preguiçosa de facilitar o roteiro, já que os desistentes não fariam lutas tão interessantes.

Não dá pra ler nada, mas o que vale é a intenção

A forma como outros dois foram escolhidos também foi bem estranha, ignorando totalmente as regras só para termos a rivalidade de Tetsutestu e Kirishima, além de mostrar a habilidade de Shiozaki, que deve ter relação com plantas. Esses dois devem dar um certo trabalho no torneio, senão não teria sentido eles terem entrado depois.

Quanto aos outros, temos batalhas interessantes e bem calculadas. Começaremos com as oitavas-de-final, onde Izuku enfrentará Shinso e descobriremos seu poder. Aliás, temos uma ideia de como ele funciona pela forma como a luta entre os dois começou. Eu diria que ele controla as pessoas de alguma forma, mas a força de vontade de Izuku deve falar mais alto.

Esse é o Shinso

Seu mais novo rival, Todoroki vai enfrentar Sero, o que deve ser mais fácil do que parece. Isso já adiantaria para as quartas-de-final Izuku vs Todoroki, que já nos foi adiantado na abertura.

Do outro lado, a luta que me chamou atenção foi Bakugo e Uraraka. Pelo anime ter colocado Izuku e Bakugo nas duas pontas, acredito que eles possam se enfrentar na final. Antes disso, Izuku tem chances de enfrentar Iida, outro rival declarado, que vai enfrentar Hatsume antes.

Ainda não é possível identificarmos todos os confrontos ou como as chaves vão se cruzar, o que foi uma boa escolha do anime, para não entregar tudo de uma vez. Espero que os coadjuvantes mostrem o potencial das suas habilidades e que as batalhas mais fracas sejam emocionantes de alguma forma. Temos 15 duelos e ainda vamos para o 7° episódio, então temos tempo suficiente para adaptar tudo sem pressa.

Funcionou ou não?

  1. Sobre a parte de que o Todoroki diz: “Você por acaso é o queridinho do All Might?” Nessa parte houve um erro, na verdade o Toodoroki pergunta: “Você por acaso é um filho perdido do All Might?”. Isso pq ele notou a semelhança entre a força do Midoria e a do All Might. Achei super estranho quando vi este episódio, pois no mangá foi traduzido de forma diferente.

Comentários