Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Eu sei que, provavelmente, a grande maioria das pessoas pode achar esse anime bem tosco, mas eu estou muito presa nessa história toda. Claro que temos algo um pouco longe do real. Reparem em como tudo é um pouco exagerado demais, ou em como ninguém nunca percebe que tem alguma coisa muito errada nisso tudo, mas acho que é exatamente esse ponto que deixa o anime mais engraçado para mim.

Pensem comigo e não olhem cada detalhe como fundamental nisso aqui, afinal, temos uma história totalmente irreal. As vozes dos irmãos são totalmente diferentes e a Hinako claramente tem uma voz feminina. Com toda certeza, por ser de fato um anime bem bobinho, isso pode acabar matando a sua vontade de continuar assistindo, mas daí entra o outro ponto, pelo qual eu fico muito contente: o anime tem apenas oito minutos.

A voz dele também é bem masculina

Eu já falei sobre isso anteriormente, mas acredito que é importante colocar em questão novamente. Quando eu assisto esse anime, mesmo tendo uma história boba e irreal, eu mal vejo o tempo passando porque ele é realmente curto, – não temos nem uma animação de abertura – e isso é algo que, pelo menos para mim, permite que o anime seja um pouco fora da realidade, sem muitos detalhes ou coisas do tipo, já que em alguns momentos isso chega a ser bem engraçado, como por exemplo o fato de que todos os irmãos do Konparu são exatamente a cara dele, com penteados e alturas um pouquinho diferentes.

Isso foi um pouco exagerado demais

Para mim o quarto episódio foi o melhor até aqui. Conseguimos descobrir rapidamente o que de fato aconteceu para que o Konparu aceitasse a briga e, obviamente, a Hinako venceu – ela é uma menina bem fortona, apesar de não ser nada masculina. Como eu já havia imaginado antes, alguém tinha armado algo para os dois, o que foi um golpe bem sujo. Como um bom irmão mais velho, Konparu se sentiu extremamente irritado com o fato da Hinako – Hikaru – ter sequestrado um de seus milhares de irmãos.

Coitado

Eu já sabia que ele não lutaria até ser realmente obrigado a isso, mas eu acreditei de verdade que ele fosse um lutador melhor que ela. Fico aqui imaginando se eles vão descobrir algum dia que ela não é o Hikaru e que eles apanharam esse tempo todo para uma menina. Seguindo esse ponto, volto a dizer, também, que esse anime é um grande falso yaoi e o quinto episódio mostrou isso muito bem.

Eu me sinto muito contrariada vendo esse anime, porque ao mesmo tempo que isso tudo parece bem gay, não chega a ser isso de fato, afinal a Hinako é uma menina vestida de menino. Apesar desse ponto, algumas vezes me parece que os meninos ficam um pouco abalados perto dela, ela obviamente ficou bem constrangida do Konparu ter jogado ela no chão e ficado tão perto. Eu disse no meu artigo de primeiras impressões que esperava que rolasse algum romance ali, mas eu não sei isso isso vai mesmo acontecer, mas de qualquer forma eu fico aqui no aguardo.

Olha isso!

Outra coisa que aconteceu nesse quinto episódio foi que os próprios amigos da Hinako perceberam que ela é um “homem” bem afeminado. Todo mundo sabe que isso está na cara, mas quando passaria pela cabeça de alguém que irmão gêmeos de sexos opostos trocariam de lugar? Eu não pensaria nisso nunca, mas pode ser que isso comece a deixar algumas questões para eles, já que conheceram o Hikaru, porém acho bem difícil suspeitar de algo quando ele tem aquele jeito bem gay. No fundo acho que os dois irmãos nasceram no sexo oposto.

Por fim, acho que ainda temos um caminho bem longo até encontrarmos o outro irmão da Hinako, ou até as outras pessoas descobrirem que foram enganadas esse tempo todo e apanharam feio para uma menininha. Estou gostando bastante da história e espero que continue, pelo menos, nesse ritmo.

Comentários