Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Lembra daquela virada no enredo, adição de novos personagens e outras coisas que eu disse que o anime deveria ter para melhorar? Felizmente tudo isso chegou nesse episódio, e agora voltei a ficar animado com Eromanga-sensei.

Assim como já disse antes, a história tem muito potencial, e devemos ver um pouco disso nos próximos capítulos. Confesso que o anime estava bem parado e chatinho nesses últimos episódios que saíram, mas parece que ainda existe solução para salvarmos a temporada.

Antes disso, vale lembrar que Megumi voltou, e agora lê light novels. A relação dela com Sagiri foi um dos melhores momentos desse episódio, principalmente por parte do Eromanga-sensei agindo como Eromanga-sensei. Mesmo que as duas ainda não tenham virado amigas, acredito que elas têm muita química, e quero ver mais disso no futuro.

A própria Sagiri deixou de ser a garota que ficava trancada no quarto e agora está começando a liberar seu ERO interior. Essa nova personalidade dela é bem mais atrativa e tem tudo a ver com a proposta do anime, agora só falta ela sair do quarto para as coisas ficarem perfeitas, mas acho que já é pedir demais.

Eromanga-sensei em ação

Sobre Yamada, não sei se perceberam, mas o anime está começando a forçar um romance entre ela e Masamune. Aliás, é claro que todo mundo percebeu, porque a história fez o favor de deixar isso o mais explícito possível, e não é de agora. Eu prefiro vê-los como rivais do que em um relacionamento amoroso, e espero que o anime deixe apenas sugestivo, como faz com os irmãos.

Que bonito, hein?

Eu estava assistindo o episódio como um qualquer, até que a ouvi a palavra COMPETIÇÃO. Assim como eu disse no artigo de My Hero Academia, eu sempre gostei de competições em animes, até porque japonês sabe fazer isso muito bem.

A solução criada é a melhor coisa que aconteceu nessa temporada inteira, e também o que pode salvá-la de ser algo mediano. É uma pena que ele precisou de 6 episódios para um evento importante, mas pelo menos podemos ter esse novo elemento.

Enquanto um lado meu está muito animado com a competição, a outra parte está preocupada e com um pé atrás. Ainda não se sabe como esse evento vai acontecer, por quanto tempo ou quem são os competidores, mas eu espero que seja o principal foco dos próximos episódios e com os mais variados estilos de light novel na disputa.

Alguém disse COMPETIÇÃO?

Além de tudo isso, fomos apresentados a Senju Muramasa, que a fansub por onde assisti estava confusa se era homem ou mulher, mas acho que ficou claro que Muramasa é uma garota (né?).

Inclusive, assim que tive certeza que era uma garota eu pensei: “Por que TEM que ser uma garota? Não podia ser um rival do sexo masculino?”. A resposta veio logo em seguida: “O nome disso é HARÉM, e por isso o único personagem homem da história inteira é o protagonista​ (até agora)”.

“Quando o elenco todo se apaixona pelo seu irmão”

Pela forma como Muramasa reagiu ao descobrir quem Masamune é, parece que ela é tão fã dele quanto ele é da Yamada, e isso deve ser mais explorado no futuro. A personalidade dela ainda não está muito clara pra mim, mas parece ser diferente das outras garotas do anime, então tá valendo (desde que ela não se apaixone TAMBÉM pelo protagonista).

Esse episódio me deixou bem animado para os próximos que teremos, e a história pode seguir um rumo mais interessante do que foi mostrado até agora. Se tudo seguir como indicado, o arco da competição de light novels deve ser o último dessa temporada, o que vejo como um ponto positivo.

Eromanga-sensei, ainda temos esperanças, portanto, não nos decepcione!

Comentários