Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Mais uma semana se passou, assisti mais um episódio de Atom e mais uma vez aqui estou introduzindo outro artigo sem muita noção do que dizer, até porque esse episódio — assim como os anteriores — foi muito “qualquer coisa”. Na verdade, esse 6º episódio talvez até tenha sido menos “qualquer coisa”, já que pelo menos tivemos uma tentativa — bem “qualquer coisa” — de desenvolver os protagonistas. Entretanto, no fim, o episódio se resumiu a: uma briguinha “qualquer coisa”, um flashback “qualquer coisa” e uma situação forçada — e “qualquer coisa” — para os protagonistas fazerem as pazes.

Aliás, me desculpem, mas eu realmente adorei o termo “qualquer coisa”, combina bem com Atom, de verdade.


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Vamos lá, por onde eu deveria começar? Talvez pelo começo? Realmente, é uma boa ideia. Contudo, eu realmente já desisti de tentar resumir Atom enquanto faço minhas críticas clichês sobre “isso” e “aquilo”, pois realmente não tem muita coisa para resumir, apenas coisas para se criticar.

E falando em criticar, infelizmente só consigo fazer isso de forma negativa em relação a Atom. O anime não consegue manter uma qualidade de conteúdo aceitável, pelo menos EU não consigo ver isso. O motivo disso não deveria ser expresso no singular, dado que esse anime realmente possui muitos problemas. Dessa forma, os motivos deveriam ser expressos definitivamente no plural, motivos esses que são: expositividade, direção ruim, acontecimentos “aaa” (eu realmente não sei como me expressar aqui, mas considerem isso como algo negativo),  protagonistas que são figurantes e enredo principal desconexo.

Eu estou sem computador no momento (não perguntem como estou escrevendo esse artigo), então não posso exemplificar cada uma das minhas “acusações” feitas acima, mas felizmente esse episódio quis me ajudar bastante e me deu de bandeja algumas coisas que posso usar como exemplo.

Vocês sabem o que é expositividade, certo? Para quem não sabe, explicando de maneira bem básica, é basicamente tudo aquilo que não precisava estar ali, mas está porque a pessoa que fez não teve capacidade de encaixar em outro momento de forma melhor. Sei que ficou confuso, tudo o que eu digito fica confuso, não é mesmo? Porém, as duas imagens acima são um exemplo perfeito para demonstrar o que é expositividade em si. Olhem para as imagens, leiam o que está escrito nelas e me digam: a garota realmente precisava falar aquilo? Lembrando que o diálogo com o irmão dela foi em um jantar, ou seja, provavelmente no dia anterior aquele. Além disso, tudo o que ela repetiu — falando sozinha — já havia sido dito naquele jantar, realmente NÃO precisava ser repetido logo em seguida. Outra coisa, a maneira que a informação foi reapresentada foi horrível, sinceramente, HORRÍVEL.

Essa não é a primeira vez que esse anime joga monólogos/diálogos expositivos na nossa cara, é realmente um problema que envolve o roteiro e a direção. O roteirista e o diretor de Atom não possuem capacidade para eliminar essas expositividades — que provavelmente vieram do mangá por conta da falta de capacidade do autor — criando esse tipo de coisa irritante. Eu sei que expositividade não é o fim do mundo, mas é realmente algo que irrita em certos momentos, além de demonstrar a falta de qualidade da staff envolvida na produção do anime.

Acontecimentos “aaa” realmente são coisas normais em Atom. Todo episódio, definitivamente em todo episódio, temos acontecimentos forçados ou ruins. Acontecimentos esses — que por incrível que pareça — estão interligados com o enredo principal (quase sempre), mas de alguma forma não conseguem englobar os protagonistas — que mais parecem figurantes que protagonistas. Assim como na parte que falei sobre expositividade, também utilizarei as imagens acima para exemplificar isso. Os protagonistas brigaram por um motivo “tá”, e a solução para fazerem as pazes é AMEAÇAR eles. CERTO! ISSO REALMENTE É ALGO MUITO NORMAL, NÃO!? Claro que não, aliás, essa “ideia” já foi utilizada em vários animes diferentes. Além de ser algo genérico, no final, deu mrda e essa mrda que fez os figurantes-protagonistas fazerem as pazes. ENTENDERAM? NÃO? NEM EU! Esse tipo de coisa também pode ser encontrado em vários outros animes, é algo totalmente clichê e até mesmo um pouco forçado.

Acho que de alguma forma consegui citar ou explicar todas as minhas acusações lá em cima. Enfim, só para concluir, o episódio foi engraçadinho em certos momentos, principalmente nas partes onde o Atom foi atacado pelo gato. Teve uma parte interessante, que no caso, foi o flashback explicando como os figurantes-protagonistas se conheceram, mas não me empolgou muito. O episódio continuou no mesmo nível de qualidade dos outros, não foi nada bom. Tá difícil acreditar que esse anime uma hora vai melhorar, mas não custa nada sonhar. #ChegaLogoTorneio


Comentários