Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Eu quase havia me esquecido como Ataque dos Titãs pode ser irritante quando tenta forçar a barra no suspense. Eu adoro suspense, adoro mistério, adoro histórias que me desafiam a decifrá-las antes que me devorem, mas Ataque dos Titãs não é uma dessas histórias (sarcasmo intencional). Bem que tenta, mas infelizmente não é.

A maioria dos mistérios realmente importantes continuam completamente sem nenhuma pista desde a primeira temporada (onde está o pai do Eren? O que há no porão da casa do Eren? Humanos-titãs já nascem assim ou se formam – como?). A segunda só está adicionando mais perguntas sem dar nenhuma dica para suas respostas.

Não que seja sempre assim. Às vezes há dicas sim. Mas são tão óbvias que ao invés de mistério, parece mais uma comédia trash, uma paródia de mistério. Esse foi o caso do Reiner titã, por exemplo.

Quero dizer, vamos colocar em palavras: passou-se a primeira temporada inteira sem nenhuma pista, nenhum indicativo de que o Reiner fosse um intruso, um agente infiltrado. Ele sequer tinha lá muito destaque – só o destaque normal dos secundários nomeados do esquadrão do protagonista. Foram 25 episódios assim. Na segunda temporada, de repente, ele quase poderia ser confundido com o protagonista de tanta exposição que tem. E desde cedo, primeiro através de fotografia esperta e depois diretamente através de suas próprias ações, ele parece se destacar não porque esteja realmente tendo mais tempo de tela (à rigor, a Sasha teve bastante também, bem como a Krista e a Ymir – que por acaso também se revelou uma titã, oh puxa…), mas porque constantemente parecia haver algo errado com ele. E quando não era exatamente com ele, era com os olhares ou a simples presença sinistra do Bertolt sempre perto dele. Era preciso estar drogado para não perceber que algo iria acontecer com o Reiner.

Reiner e Bertolt

Mas não reclamo disso, acho divertido, de verdade! Esse tipo de suspense trash é um dos pontos altos de Ataque dos Titãs. Já o suspense de verdade que o anime tenta ter, bom, acho que já deixei claro que isso não é muito do meu gosto, não foi? Eis que esse episódio inteiro foi composto apenas por diálogos misteriosos que lançaram uma série de perguntas e, se esse anime que estou assistindo é mesmo o bom e velho Ataque dos Titãs, vão permanecer em sua maioria sem resposta até o final. Pelo menos o final está logo aí, mais três episódios apenas.

Eren

Antes de falar delas e talvez tentar especular algo, porém, o momento cômico do episódio: Hange está cheia de queimaduras, ferimentos e, já que não consegue andar, provavelmente ossos quebrados e contusões musculares. Ela rasteja no chão e pede um cavalo: quer explorar a vila do Connie porque algo lhe passou pela cabeça e ela absolutamente precisa ir confirmar agora. O oficial (ou soldado, sei lá quem é aquele) que a acompanha diz para ela ficar por lá mesmo, que ele vai ir lá investigar. É mesmo? Vai investigar o quê, sabichão? A Hange nem te contou qual é a suspeita dela! De todo modo, eles provavelmente estão próximos de confirmar o que todo mundo já suspeita desde que o titã em cima da casa do Connie tentou falar com ele (e que a conversa de Eren e companhia na floresta praticamente já confirmou, de todo modo): as pessoas daquela vila foram transformadas em titãs. Elas que executaram o primeiro ataque logo no começo do anime. E por fim, algo que o colega leitor de mentes da Hange não vai descobrir, mas eu e você já sabemos, não é? Foi o titã-orangotango (que eles chamam de “bestial” e só a Ymir me entende – é um macaco!) que os transformou.

Ymir

Agora já escrevi bastante sobre coisas outras então posso ser sucinto, espero que não pareça agressivo: que conversa mole a do Eren, Ymir, Reiner e Bertolt, hein? Você saiu dela sabendo mais do que sabia antes? De verdade? Bom, eu descobri algumas coisas. O Reiner tem dupla personalidade, mas a menos que isso venha a influenciar na história (ele pode se arrepender de tudo e mudar de lado ou ajudar alguém em um momento crítico, por exemplo) isso não serve pra nada. Teve a coisa do titã-orangotango ser criador de titãs, da qual já falei, e que francamente já era previsível. Acho que teve mais uma ou duas coisas irrelevantes ou já previsíveis antes desse episódio mas que me escapam nesse momento. Mas além disso teve um monte de perguntas sem respostas: para onde estão indo? (Essa provavelmente só vamos descobrir se a missão de resgate falhar…). Quem é “o inimigo”? (A raiva do Eren é a minha raiva). A Krista é importante para os titãs também? (Ymir traíra)

Espero estar errado e ver pelo menos umas duas respostas nos três episódios que restam, mas Ataque dos Titãs não tem bom histórico nisso. Eu poderia especular muita coisa – as próprias perguntas indicam direções, afinal -, mas o texto já está grande e vou encerrar por aqui. Semana que vem parece que teremos outro flashback da Ymir. Excitado? Eu não estou.

Esse screenshot dá uma boa reaction image

  1. Compartilho de muitas dessas impressões, e também achei forçação de barra esse suspense desse episódio.
    Apenas caracterizou mais os personagens e não mudou rumo da história.

    Estou na fanbase de SnK, mas esses arcos da Torre junto de quase total desaparecimento dos protagonistas Eren e Mikasa nos primeiros 6 episódios foi horrível. Responsabilidade do autor e não da adaptação, claro.

    Sei de spoilers por pessoal que lê o mangá falou, mas apesar de história bem amarrada, está com progresso muito lento, tudo será revelado de uma única cena praticamente e o autor é um sádico com os leitores e espectadores, não apenas pelas cenas de morte, mas pelo modo com que desenvolve os personagens.

    Vários personagens secundários são desenvolvidos e encantam o público e logo seguida morrem, fazem algo que joga carisma fora ou viram a casaca… e continuamente o autor vai destruindo os personagens de vários modos diferentes.
    Exemplo dessa destruição que o autor impõe inclui esse desaparecimento por vários episódios do Eren e da MIkasa, assim como morte do tenente no primeior episódio da S2, os soldados do Reconhecimento no arco da Torre. e por aí vai…

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      Confesso que minha má vontade com o anime falou mais alto e deixei de dizer coisas positivas óbvias do episódio. Sim, foi só enrolação MAS, como você bem disse, serviu para conhecermos um pouco mais o Reiner, o Bertolt e a Ymir. É só que eu realmente não me importo tanto assim com eles, então me pergunto se isso vai mesmo ser tão importante no futuro, porque se não for foi mesmo só tempo desperdiçado. Mas vá lá, a Ymir obviamente foi importante porque ela acaba de se posicionar como traidora (o que não implica que ela vá mesmo trair Eren, ela pode ter feito jogo de cena justamente para enganar Reiner e Bertolt; a ver), mas se por um lado isso é importante, por outro já foi anunciado mais um episódio com flashback dela e … que droga =D

      O Reiner é o que eu disse no artigo: com dupla personalidade sempre existe a possibilidade dele mudar de lado. Mas isso vai acontecer? A essa altura acho bem pouco provável. O Bertolt é só um figurante glorificado, necessário para caracterizar o Reiner mais do que para ter uma história própria.

      E sim, por tudo o que ouço do mangá, a culpa do roteiro ser essa bagunça revoltante é do Isayama, não da equipe do anime – que, reconheçamos, faz um trabalho incrível. Já vi páginas do mangá soltas por aí que puta que pariu como deixam aquele cara desenhar.

      Mas não reclamo do suposto “sadismo” do autor – lembrando que quando a primeira temporada do anime bombou, foi noticiado que o mangaka pretendia encerrar o mangá em breve e com todo mundo morrendo; ele certamente mudou de planos por pressão da editora, por não resistir à tentação do vil metal, ou por um pouco de cada, e essa decisão provavelmente fez o enredo mergulhar em uma espiral decadente para esticar a história ao máximo -, o que eu reclamo mesmo é da bagunça verborrágica inconsequente que o enredo é com mais frequência do que eu consigo suportar. Estamos aí desde a primeira temporada querendo descobrir o que diabos tem no porão da casa do Eren. Deve ser o One Piece……

      O excesso de personagens e a consequente perda de foco que o anime tem também incomoda, mas nem tanto – talvez isso também seja uma impressão minha por acompanhar apenas o anime, tenho impressão que senti menos a falta dos protagonistas porque ela coincidiu com o início da segunda temporada, é como se fosse “tudo novo”.

      Obrigado pela visita e pelo comentário! =)

Comentários