Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Olá Jovens e não tão jovens!!!

Oi, eu sou o João. Mas às vezes eu sou Vítor. Pode me chamar de João Vítor. Ou de João. Ou de Vítor (sou meio confuso mesmo rs). Sou o novo redator do Anime21, e irei trazer postagens semanais, pelo menos até essa temporada acabar. Avisando que quase não tem spoilers da história do anime,tentei ao máximo não colocar, então se ainda não assistiu, pode ler tranquilo!


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


A base sobre a qual a obra é construída é a seguinte: todas as noites, os bentôs que não foram comprados durante o dia nos supermercados recebem 50% de desconto. O desconto desencadeia uma série de lutas dignas de um autêntico battle shounen, que tem como finalidade definir aqueles que ficarão com os disputados bentôs. No começo é meio estranho pensar em lutas por marmita (não tão estranho para universitários). Parece sem sentido, mas na realidade a explicação dada é até aceitável, todos estão brigando por comida. Os personagens apenas seguem o instinto mais básico e primitivo do homem, que é a busca por alimento, tanto que eles mesmos se denominam “lobos” para os veteranos e “cães” ou “filhotes” para aqueles que ainda são novos na briga. Esta denominação de lobos é dada porque o lobo é um animal considerado implacável na busca e na briga por comida. Apenas os mais fortes são considerados lobos e os que se destacam ganham verdadeiros nomes de guerra.

Dentro deste universo, existe quase que um código de conduta, que está sempre em jogo. A frase que, de acordo com o anime, resume a conduta a ser seguida durante as disputas é “Tenha educação e coloque seu orgulho em jogo”. Como em qualquer disputa, existem pessoas que não seguem as regras e fazem tudo para vencer. Aqueles que não respeitam as regras não são considerados lobos, não são respeitados por outros lobos e podem ser associados a outros animais como javalis, por exemplo. Agora, vamos aos personagens:

You Sato

O protagonista do Harém

Sato é um estudante do primeiro ano que mora no alojamento do colégio. Por ele morar no alojamento e ter que pagar as contas, o dinheiro que resta para Sato acaba sendo meio escasso, isso faz com que ele vá procurar por alimentos mais baratos. É bem o padrão de todo estudante universitário. Assim, essa busca o leva até os bentôs com desconto. E como todo protagonista de anime Shounen, Sato se mostra muito bom em lutar no começo, e nessa luta pela comida ele acaba ganhando certa popularidade entre os lobos. Após uma série de fatos, Sato ganha o apelido de Pervertido, título que reflete sua personalidade.

Sen Yarizui

A waifu colegial

Yarizui é uma estudante do segundo ano, presidente e único membro do Half Priced Food Lovers Club, ou Clube dos Amantes de Comida pela Metade do Preço, em bom português. Este clube tem como finalidade ajudar os membros a conseguirem os bentôs com desconto. Yarizui é um dos lobos mais fortes e é conhecida como Bruxa de Gelo. Tem uma personalidade tranquila e serena, características que podem ser vistas no seu modo de lutar.

Ayame Shaga

A waifu italiana

Shaga é prima de Sato, mas estuda em outro colégio. Ela é meio italiana, então acabou sendo desenhada de uma maneira um pouco diferente das outras personagens femininas. Uma das diferenças que não é muito vista em animes é que Shaga em um episódio aparece vestindo calça jeans, outro traço que mostra o lado mais ocidental da personagem. Shaga também é um lobo respeitado e é conhecida como “A Bela do Lago”. Shaga também sente prazer em importunar Sato, fazendo-lhe passar por algumas situações embaraçosas.

Hana Oshiroi

A waifu tímida

A pequena Oshiroi é uma estudante do primeiro ano junto com Sato e também faz parte do Half Priced Food Lovers Club, apesar de não ter dado um único soco em todo o anime. Ela tem como hobby escrever uma light novel. Inicialmente ela parece ser aquela clássica personagem tímida e atrapalhada que se aproximará do protagonista por estar apaixonada por ele, tanto que no início ela segue Sato por um tempo. Mas depois ela se revela uma personagem responsável por grande parte da comédia do anime devido ao hobby. A Light Novel escrita por Oshiroi não é uma história normal, é um yaoi que tem como personagens homens musculosos. E o protagonista dessa história é ninguém mais do que um policial chamado Saito (te lembra alguém?). Durante o anime, ela transforma fatos que ocorreram com Sato em cenas de suas histórias e estas “adaptações” são muito engraçadas.

Eu devia citar mais alguns personagens que são importantes, mas se eu falar deles vou ter que dar spoilers e isso eu avisei que não faria.

A grande guerra do desconto

Ben-To, como todo shounen, é um anime que brilha nas lutas. Elas prendem sua atenção e são extremamente bem animadas. A movimentação dos personagens foi muito bem feita, dando realmente a sensação de fluidez que pode ser observada nas grandes lutas de artes marciais. Um fator que chama a atenção neste shounen, é que as lutas não seguem padrões de outros animes do mesmo estilo, como o protagonista vencer sempre, por exemplo. O Sato não é o mais forte do anime e isso é bem evidente, assim as lutas chegam a ser bastante imprevisíveis. Outro fator interessante é que nem sempre a força é o mais importante para a vitória, pois quem já assistiu sabe que em um dos combates existe um personagem que é vencido de uma forma totalmente inesperada e criativa.

Vale a pena ouvir?

A trilha sonora é outro aspecto que deve ser elogiado. Posso dizer que sem a trilha sonora, as lutas não seriam tão legais. A música durante os combates é indispensável para que o espectador se sinta imerso, porque ela faz com que o telespectador sinta a tensão e a adrenalina presente. Ele tem uma ótima abertura, foi muito bem feita e dá uma boa ideia de como é o anime. O encerramento é bem básico, nada demais. É um encerramento padrão de qualquer anime.

Nada é perfeito

Como tudo no mundo, Ben-To também tem problemas. Como dá pra notar logo de cara, esse anime tem bastante fanservice. Nada muito grave para um anime de comédia, mas chega a ser meio incômodo às vezes. Outro problema é o desperdício de grandes personagens. Durante o anime, nós somos apresentados a alguns com um enorme potencial, mas que são esquecidos, como por exemplo o Yuu Kaneshiro, também conhecido como “O Mago”. Kaneshiro é apresentado como um lobo extraordinário, dito como um dos mais fortes, mas que só tem participação direta na trama em um episódio. Isso acontece também com os principais, eu gostaria da ter visto mais sobre alguns personagens como a Bruxa de Gelo e a Shaga. Eu acredito que elas poderiam ter sido aproveitadas de uma forma melhor. Tirando isso, não acho que ele sofra de mais problemas graves que possam atrapalhar sua diversão ao assistir.

Vale a pena assistir?

Eu recomendo. Ben-To  foi uma grata surpresa, é um anime que tem um ritmo legal, prende você na história principal e tem cenas de luta surpreendentes. Ele tem os clichês característicos de todo shounen, mas dentro das proporções aceitáveis. Além disso, a premissa extremamente fora da curva dá um ar diferente à série e impede que ela se torne genérica e difícil de aceitar. A impressão que me deu foi de que existiu um medo de explorar os personagens mais a fundo. No mais, não é um anime marcante, mas que vale a pena assistir para passar o tempo, vale o divertimento.

Comentários