Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Bokusatsu Tenshi Dokuro-Chan (ou Doruko-chan, como achar melhor) começa com o protagonista, Sakura, um garoto colegial afeminado (mas somente na aparência mesmo) e tímido que é secretamente apaixonado por sua melhor amiga, Shizuki, uma garota linda e simpática. Num belo dia voltando para casa, Sakura entra em seu quarto e….bem, é aí que Dokuro-Chan realmente começa.


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Se acostume a ver sangue nesse anime

Dokuro é uma garota anjo vinda do futuro, completamente maluca, sádica, infantil, e absurdamente sem noção. Por que ela voltou para o passado? Para impedir que Sakura crie uma tecnologia que faça as garotas pararem de crescer aos 12 anos de idade, para transformar a terra em um mundo de lolicons. Bom, é isso. “É isso? Como assim?” Pois é jovem, acabamos de falar todo o enredo do anime neste parágrafo. Sim, isso mesmo, tudo o que você precisa saber sobre a história é isso, e no meio do curto caminho que o anime tem (são só 8 episódios de uns 10 minutos cada) pouca coisa é acrescentada. Mas vamos ao que interessa, a análise do anime.

A paixão de Sakura por Shizuki nunca chega a construir muita coisa no anime, na verdade praticamente todo desenvolvimento em Dokuro-Chan serve pra uma coisa: ser uma desculpa pra decapitações, esmagamentos, perfurações e por aí vai…!

Jovem, nunca, em momento algum da minha vida, eu esperei ver tanta, mas tanta tosquice. Dokuro-Chan é uma comédia absurdamente pesada, cheia de sangue, violência, e todo tipo de situações indescritivelmente bizarras. Isso define o anime: BIZARRO!!

Cenas desse tipo acontecem o tempo todo no anime. É, Dokuro-Chan é completamente sem noção.

O anime foi feito pra tirar sarro de tudo. Sakura é um perdedor, fraco, apaixonado, que nunca consegue outra coisa que não seja ser esmagado, perfurado, queimado, triturado, rasgado, cortado ou torcido pela clava da Dokuro-chan. O desenvolvimento de personagem quase não existe, tendo raríssimas cenas em que um romance acontece, alguns sentimentos revelados e afins, mas basicamente acompanhamos Sakura sendo trucidado por Dokuro em todos os episódios. Outra personagem do anime é a Sabato, uma anjo bipolar do futuro cuja missão é matar Sakura (se bem que, quem precisa de assassino tendo a Dokuro-chan como amiga…).

Pra terminarmos , a trilha sonora de Dokuro-Chan é perfeita para o anime, é igualmente bizarra, e a cantora até desafina de propósito pra aumentar a atmosfera ridiculamente constrangedora do anime. O design do anime é muito bonito, o traço é bem genérico mas é agradável. Os personagens no geral divertem bastante, mas nunca chegam a ser carismáticos a ponto de você acabar sentindo falta deles. O enredo do anime é incrivelmente simples (mas isso é bom, visto a loucura que é o anime, não precisa ser algo tão complexo para um anime assim) e a trama é muito dispersa, não sabendo ir do ponto A ao ponto B, mas provavelmente isso foi intencional. O desfecho do anime, por incrível que pareça, tem drama! E o pior, um drama que funciona, com os sentimentos de Dokuro por Sakura sendo revelados.

Mas é Dokuro-Chan, e logo vemos outra vez Sakura decapitado e jorrando sangue por toda a tela. É meio difícil falar se o anime é bom ou não, mas em se tratando de ser nojento, bizarro, ridículo, tosco, e tantos outros sinônimos que conseguir pensar, Dokuro-Chan é simplesmente imbatível, e por prometer ser ridículo e conseguir, pode-se dizer que o anime foi um sucesso.

Quem gosta de rir do sofrimento alheio vai simplesmente adorar o anime (e quem não é politicamente correto também). Quem é mais exigente, se for pra ver, assista por experiência, pra experimentar, porque fora isso, esse anime não vai acrescentar em nada na sua vida. Já as pessoas que se ofendem (sempre pode ter alguém) com facilidade por qualquer coisa, fique bem longe, mas muito longe de Dokuro-Chan!

Comentários