Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

O último episódio de Eromanga-sensei foi diferente de tudo que eu havia pensado e de tudo que ele deveria ter sido nos outros 11. Dessa vez foi explorado a todo momento seu lado ecchi, o que era esperado de um anime com este título. Todo o desenvolvimento que tivemos até aqui, de romance, foi totalmente esquecido, o que pra mim é um ponto positivo.

O foco do episódio foi Sagiri, mas não a Sagiri chata e irritante que conhecemos. Ela encarnou completamente o próprio Eromanga-sensei e isso resultou em ótimas cenas de comédia. Não só ela, mas todos os personagens contaram com reações bem exageradas, característica de animes de comédia, e isso foi muito bom para o episódio.

 

O anime deixou de lado o drama, quadrados amorosos e toda essa parte que não interessa, até porque as pessoas só assistem pra ver uma garotinha desenhando coisas pervertidas, mesmo que isso possa parecer muito errado. Lembram que existia grandes indícios de incesto em Eromanga-sensei? Então, isso foi deixado pra segundo plano. Alguma coisa com duplo sentido aqui e ali, mas nada sério, como toda boa comédia deve ser. Eu acredito que se os outros episódios tivessem mais do que foi apresentado nesse, o público não se sentiria enganado e enrolado como foi, e a recepção seria melhor.

Além disso, personagens que não apareciam há algum tempo voltaram a dar as caras, como Megumi e a dona da loja de light novels, que inclusive surgiu como uma candidata para formar um pentágono amoroso. Aliás, acho melhor deixar isso pra lá. Essa foi a forma de aproveitarem essas boas personagens em um último momento, o que valeria mais a pena do que focarem em Muramasa e Yamada em quase todo episódio, deixando as duas desgastadas e as outras esquecidas.

Aos 45 do segundo tempo ela vem com essa

O episódio voltou a fazer piadas com pinto, assim como aconteceu no segundo episódio com a Megumi, que inclusive me pegou de surpresa. Também foram citados doujinshis pela primeira vez, o que estava sentindo falta nesse universo de light novels. Posso dizer que de todos os episódios até aqui, o anime deixou para o final o que mais tem a cara de Eromanga-sensei, e consequentemente um dos melhores.

Como um todo, não curti tanto assim o anime, e em alguns momentos ele me pareceu bem desinteressante. A grande culpada disso tudo foi a parte “romântica” da comédia romântica, que não faz sentido com a proposta que todos esperavam. Só pra deixar claro, não tenho nada contra comédias românticas, só que nesse anime foi tão estranho quanto forçarem comédia na segunda temporada de Terra Formars.

Tudo verdade

O anime terminou totalmente aberto para uma segunda temporada e existe material para isso, então resta saber se ele tem dinheiro. Eromanga-sensei tentou abordar as light novels e sua produção, o que funcionou por um tempo, incluindo participações especiais de outros personagens, mas acabou sendo esquecido. Ele tentou ser uma comédia romântica, mas acabou caindo em um clichê de harém como todos os outros. E por fim, ele conseguiu ser o que deveria, mas tarde demais.

Não indicaria o anime para outras pessoas assistirem, mas sim alguns episódios, dependendo do gênero que elas gostem. Pelos temas que ele toca, existem outros animes que o fazem de forma muito superior, e como um todo é uma grande bagunça. De qualquer forma, pelo menos ele pôde terminar em seu ápice, e é desse jeito que será lembrado pela maioria.

Pra quem pulou o encerramento, perdeu essa ótima cena

Como redator, foi uma boa experiência comentar toda semana sobre um anime que eu não gosto. Dessa forma eu pude entender melhor o porquê de eu não gostar dele, ao invés de simplesmente classificá-lo como “ruim” ou “lixo”. Também aproveitei para entender o que funciona ou não para mim, facilitando a escolha dos animes nas próximas temporadas (ou não).

Comentários