Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Esculachei esse anime no meu artigo de primeiras impressões. Não retiro nada do que eu disse – 18if realmente não me causou uma boa impressão inicial. Por suas qualidades técnicas e pura criatividade, a nota que dei (3,5 de 5) acabou sendo boa, ainda que as palavras parecessem não acompanhar.

Os outros dois episódios que assisti em seguida foram incríveis. Não incríveis apenas para eu pensar “nossa, que episódios legais”, mas o bastante para eu mudar minha expectativa com relação ao anime como um todo – a ponto de eu ter escolhido escrever sobre 18if nessa temporada. Se eu fosse reescrever hoje minhas primeiras impressões, não mudaria o sentido de nada do que eu disse, mas talvez escolhesse palavras e expressões menos duras e acrescentasse uma observação de que o episódio inicial não representa adequadamente a série como um todo.

Ler o artigo →

Olá, pessoal, quanto tempo!! Tudo bem com vocês? Passei muito tempo fora ocupado com algumas coisas, mas eu estou tentando voltar a trazer as minhas resenhas aqui pra vocês.

Quem talvez ainda lembra como é o meu estilo de resenha sabe que eu evito ao máximo dar spoilers, pois eu aprecio demais o fato de escrever resenhas que, tanto pessoas que assistiram e que não assistiram determinada obra, sempre se sintam convidadas a ler o que eu escrevo para decidirem assistir ou não a obra discutida no texto, além de poderem apresentar contrapontos às minhas ideias no caso dos que já assistiram.

Hoje eu falarei sobre Terror in Resonance (ou Zankyou no Terror), um anime bastante discutível, haja vista o fato de ser uma obra original, logo tendo levado características e experimentações de seu criador e diretor, Shinichiro Watanabe (Cowboy Bebop, Macross Plus, Sakamichi no Apollon, Samurai Champloo, Space☆Dandy).

Ler o artigo →

Quem achou que todos os animes de Julho já haviam sido lançados se enganou. Recentemente tivemos a estreia de uma das produções mais curiosas e interessantes dessa temporada: The Reflection. Conhecido popularmente como o “anime do Stan Lee”, parece que ele não tem apenas o nome no projeto. Ele está muito envolvido e animado com essa série, inclusive participando através da narração dos episódios e trailers!

Ler o artigo →

Ou Made in Abyss – ep 3 – Partida

A tão aguardada partida dos nossos queridos protagonistas rumo ao desconhecido chegou. Até esse episódio tivemos um prelúdio que preparou (muito bem, diga-se de passagem) o espectador para a derradeira jornada de Riko e seu companheiro Reg (Regu), onde eles desbravarão aquele temível abismo.

Ler o artigo →

Início de arco não é o lado forte de Sagrada, concorda? Neste episódio 16 se iniciou o novo arco do anime “BOY, GIRL AND —”, um arco cujo foco será em um plano para extinguir as habilidades existentes em Sakurada. E assim como disse na primeira oração desta introdução, Sagrada não sabe iniciar um arco. Este episódio foi tão desinteressante quanto vários outros episódios avulsos que o anime teve lá no início, excluindo as partes onde Soma protagonizou, o episódio realmente foi um porre.

Ler o artigo →

Fuga lá embaixo, fuga lá em cima. O episódio construiu rapidamente as circunstâncias para as fugas de Kaisar e Azazel, presos em Anatae, e Mugaro, preso no Céu, e seguido por Nina, Baco e Hamsa (esses dois tecnicamente estavam presos também). Alternando entre um cenário e outro, teve bastante ação e no final eles estão todos bem – por enquanto.

Aproveitando esse episódio movimentado mas de pouco conteúdo, e depois de comentar sobre os alinhamentos de poder no artigo sobre o episódio anterior, te convido agora a acompanhar uma análise das motivações subjetivas dos personagens principais, como elas se cruzam, se afetam e, no final das contas, dão forma à história.

Ler o artigo →

Finalmente — e infelizmente — chegamos ao fim de One Hand Eden, vulgo melhor arco de Sagrada Reset. E então, senhor Nomichi, teve “correria” como o senhor disse no último artigo? Que pergunta mais audaciosa! É óbvio que houve correria! Entretanto, não foi nada de absurdo, esse episódio passou até mesmo a sensação de que estava apenas seguindo o fluxo normal dos outros episódios desse arco. E esse episódio, senhor Nomichi, foi bom ou não? Esse episódio, é…? Bom ou ruim…? . Eu diria que esse episódio de encerramento de arco foi absolutamente “tá”. 

Ler o artigo →