Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Desde os meus primeiros passos como fã de animes eu ouvia falar de uma série baseada no clássico chinês Jornada ao Oeste: Gensomaden Saiyuki, ou apenas Saiyuki. Saiyuki é o nome japonês do conto, e é também o título do mangá cuja primeira adaptação para anime para TV recebeu o Gensomaden na frente do nome. Nunca assisti. Nunca li. Esqueci de sua existência por anos. Mas eis que existe um mangá continuação do original: Saiyuki Reload. E ele também foi adaptado para anime, em duas temporadas: Saiyuki Reload e Saiyuki Reload Gunlock. Esse mangá, como o original, já encerrou, mas possui mais uma continuação que continua em publicação: Saiyuki Reload Blast. Sim, essa é a “história” desse anime que adapta o clássico chinês para os tempos modernos.

E eu não assisti nem li nada disso, caí de para-quedas no anime. Problemas? Nenhum! Os personagens são os que eu já esperava (a Jornada ao Oeste é bastante famosa, se você assiste animes ou lê mangás há algum tempo já deve ter visto pelo menos uma referência por aí): Genzo Sanjo, o monge e líder (e pistoleiro, nessa versão), Son Goku, o demônio macaco (e sim, aquele Goku famoso também empresta seu nome da Jornada ao Oeste; aquele mangá famoso foi planejado inicialmente para ser uma adaptação bem humorada do clássico mas o autor logo desistiu), Cho Hakkai, o equivalente ao demônio porco que é tudo menos porco nessa versão, e Sha Gojyo, o demônio da água (que na maior parte do tempo eu poderia jurar ser o demônio porco).

Mas, sério, pode ignorar tudo isso. Não precisa assistir nada nem conhecer nada. É uma série de ação com personagens fantásticos matando demônios que mais parecem elfos em sua jornada rumo à Índia (ao oeste…), o que na Jornada original Xuanzang (o nome original chinês de Genzo Sanjo) fez para buscar os textos sagrados do budismo e aqui ele faz sei lá, deve ter um super-vilão o esperando no final da jornada. Os personagens são divertidos, têm um jipe e a ação é decente, ainda que pudesse ser um pouquinho melhor.

  1. Nem consigo acreditar que estão falando deste anime e mesmo que não vire uma análise semanal, só de ver que deram uma chance já está de bom grado. Acompanhei a franquia e já assisti todas as versões animadas, destaco muito o quarteto de personagens e suas vozes, muito peculiares e bem representativas.
    Sobre esta quarta série de TV, já deu pra ver certa influência dos dois últimos OVA’s lançados da franquia – Saiyuki Reload Burial e Saiyuki Gaiden – com as cenas sanguinolentas e sim, os youkais tem esta aparência e uns tem poderes; de novidades, a esquete cômica no final ressalta bem a parte comédia presente entre o quarteto e tenho pena dos youkais, porque o certo é serem devidamente massacrados pelo grupo do Sanzo e companhia. A fama deles vem destes massacres e parece que esta série deve encerrar a história, até porque se for esperar o mangá terminar, só vamos ver navios.
    Por hora, o único semanal que irei acompanhar, pois os demais vou fazer o teste de três episódios ou não, se a ansiedade for maior que a espera.

Comentários