Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Estamos aqui de volta com mais um anime que pode ser maravilhoso, mas ao mesmo tempo uma completa decepção.

Vatican Kiseki Chousakan, neste primeiro episódio, nos entregou uma trama simples, divertida, e um tanto misteriosa, com uma cena pré-abertura bem estranha, e um desenvolvimento extremamente rico em quantidade de informação (de uma forma ruim).

Curta o anime21 no facebook:

Começamos sendo apresentados aos personagens principais: um tranquilo, responsável pelas pesquisas e históricos na verificação dos milagres, Padre Nicholas, e o outro, um pouco mais perturbado, viciado em números e com a função de verificar a parte científica dos milagres, Padre Hiraga. O viciado em números também tem um irmão meio doente, com câncer, e espera que um milagre aconteça com o mesmo.

Nicholas e Hiraga, respectivamente

Não passam 3 minutos desde que vemos os personagens, a história do irmão doente, e já somos levados ao primeiro milagre a ser verificado. Eles também têm que encontrar uma metade de uma placa, que foi explicado tão rápido que eu não entendi.

Menos da metade se passa e eles já estão onde o suposto milagre aconteceu, um filho de Deus abitou uma santa de uma igreja no sul da América. Eles encontram a moça e ela está com um estigma, marcas de prego na mão igual às de Jesus; mais tarde verificam o sangue coletado e é dela; os exames comprovam que seu hímen nunca foi rompido ou refeito. Eles vão num jantar, depois dormir. Quando o Hiraga dorme tem um pesadelo com seu irmão sendo um dos responsáveis pelo barulho que ouviram mais cedo, quando acorda, alguém bate forte na porta gritando urgência, um dos líderes da igreja foi morto. O segurança do pré-lúdio está tentando falar que foram as crianças que vimos lá, mas um dos líderes o manda calar a boca, mostrando ser suspeito de algo, junto de uma moça com olhar estranho. Esse suspeito também diz para não chamarem a polícia.

Uma missa mais tarde é realizada em “homenagem” ao falecido, e durante ela um milagre acontece, a estátua de Maria chora, encerrando assim o episódio.

Vatican teve um primeiro episódio rechiadíssimo de informações e coisas acontecendo na tela, sem nenhuma necessidade, mas com certa razão. Eu pensei nisso e algumas pessoas concordaram comigo que, talvez, ele tenha sido dessa forma para prender o público no primeiro episódio, mas de certa forma falhou. Eu já tinha certo interesse pela temática diferente, que não aumentou com este episódio, continuou o mesmo, como se esse não tivesse contado. Porém, mesmo com tudo isso, ele foi de certa forma interessante e divertido, me deixando com um pouco de vontade para o próximo episódio.

Para o anime ser bom, basta colocarem o pé no freio da história e desenvolverem com mais calma os assuntos. Resumindo: Vatican tem grande potencial e mostrou parte dele no primeiro episódio, mas tem bastante a melhorar.

Comentários