Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Olá, pessoal! Aqui estou eu, Tamao-chan, trazendo o meu primeiro artigo de Isekai Shokudou.

E ainda mais gente tem dúvidas de como funciona a porta mágica que aparece em diversos lugares no tempo e no espaço! Desta vez, o cardápio está recheado de coisas que adoro. Inclusive, devo admitir que o melhor prato deste episódio é o camarão frito, o qual amo um milhão de vezes! JSDFJO

Além disso, há muita história interessante por trás. Sarah Gold é uma caçadora de tesouros super competente que segue os passos de seu parente William Gold, sempre andando com o diário dele, descrevendo suas aventuras, inclusive no dia em que encontrou esse fantástico restaurante no dia de Saturno, incluindo o seu prato favorito: hambúrguer de carne moída.

Na segunda parte do episódio, parece que uma fortaleza estava sendo atacada por homens mariposas, forçando um dos cavaleiros mais competentes, Heinrich Seeleman, ir em direção ao rei de seu país para reportar a situação e pedir reforços. Porém, como estava morrendo de cansaço e de fome, achou que estivesse tendo alucinações quando encontrou o restaurante, inclusive pensou em persuadir o cozinheiro a fazer as coisas para ele, já que estava em uma das extensões de terra do ducado.


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Bem, este episódio teve várias coisas interessantes a serem destacadas. A primeira coisa que vi foi quando falaram sobre o Dia de Saturno. Mas o que diabos é esse dia? Pois bem, em considerar apenas o período orbital desse planeta, levará 29 anos. Porém, como estamos falando de dias de semana, e que isso vai além da história de astros e planetas que regem os signos (já que tudo hoje em dia é voltado para signo, e Saturno rege capricórnio, mas o artigo não é sobre isso), vamos ver o que temos em mãos. Os ovos pagãos antigos reverenciavam seus deuses, dedicando o dia de Sábado ao deus Saturno, o que originou em inglês a denominação Saturn’s day, posteriormente abreviada para Saturday, e no holandês Zaterdag, com o significado de “Dia de Saturno”.

Na época em que William Gold ainda estava vivo, provavelmente sábado era chamado de “Dia de Saturno”, principalmente porque consta em seu diário, e como Sarah Gold o herdou, decidiu seguir para onde o homem viveu os seus últimos dias, que era em uma mina. Só que, assim que chegou, encontrou algo inesperado: a porta do Restaurante Ocidental Nekoyama, onde são feitas “comidas de outro mundo”. Além do mais, tem-se dois tipos de cardápio: oriental e ocidental. E como fim de semana é aberto para seres mitológicos, creio que também não foi por um acaso que ela conseguiu entrar, já que a menina demônio encontra-se trabalhando.

Sarah teve uma surpresa muito grande ao encontrar a porta com um sino tocando, avisando que entrou uma cliente, e até sacou o seu punhal. Porém, depois de um tempo, decidiu ficar e pedir pelo prato do dia, já que não sabia exatamente o que escolher no cardápio oriental. Para a sua surpresa, era o prato preferido de William Gold: Hambúrguer de Carne Moída.

A garota demônio, com dúvida, foi perguntar ao chef qual era o prato do dia e a surpresa é…

E, por falar em surpresa, Heinrich também ficou assustado ao perceber que, em meio à sua jornada sofrida, essa porta surgiu em frente a uma cabana abandonada. Depois de muito tempo sem comer e sem beber nada, foi praticamente um oásis encontrar algo assim no meio de sua passagem. Mas seu sofrimento começou por causa de um ataque à sua fortaleza, que fica justamente próxima à floresta de homens mariposas, que são totalmente traiçoeiros e possuem ataques venenosos. Inclusive, o cavaleiro andou sem dinheiro algum, pensando que chegaria em tempo hábil, mas tudo deu errado quando o seu cavalo desmaiou.

E claro que também foi pedindo explicações sobre a situação e tudo o mais. Mas, como o chefe Tenshu é bem camarada, não se apavorou com a chegada do homem de espada, justamente porque lhe ofereceria água e comida (camarão frito), as quais degustou com muito gosto e paixão, lembrando-se de sua terra. Mas, como havia dito, ele não tinha dinheiro, então ofereceu a sua espada como garantia de que votaria e pagaria o que devia. Por causa da fome saciada, conseguiu contar ao rei o ocorrido, e foi oferecida outra fortaleza.

A garantia de sua volta

Como a história começou com a chegada de Tatsugorou, que é conhecido por Heinrich como sendo um mestre de esgrima vindo do continente ocidental, ficou surpreso com sua visita, ainda mais quando era Dia de Saturno, dia em que a porta do Restaurante surgiria naquele tempo espaço, e finalmente pôde pagar a sua dívida.


AS COMIDAS DE ISEKAI SHOKUDOU:

  • Primeiro prato: Hambúrguer de Carne Moída

Ingredientes:
1/2 Kg de carne moída
2 ovos
1 xícara de trigo
Óleo para fritar
Tempero a gosto
Modo de Preparo:
Coloque a carne moída em um recipiente, adicione os ovos, o tempero e misture bem
Em seguida junte quase todo o trigo com a carne e misture novamente;
Polvilhe uma superfície lisa com quase todo o restante do trigo;
Com a ajuda de uma colher coloque sobre uma das as mãos um bolinho de carne, achate a carne com as duas mãos de modo que se assemelhe a um hambúrguer;
Quando fizer isso com toda a carne, disponha os hambúrgueres sobre o trigo e por cima espalhe mais um pouco de trigo de modo que pareça à milanesa;
Coloque óleo em uma frigideira, espere aquecer e frite os hambúrgueres, mas cuide ao virá-los para não desmanchar (vire só uma vez cada um).
Receita retirada do site: http://www.tudogostoso.com.br/receita/56802-hamburguer-de-carne-moida.html

  • Segundo prato: camarão frito e molho tártaro

Camarão:
1 kg camarão rosa
sal a gosto
1 xícara (café) de suco de limão
2 unidades de ovo
farinha de trigo a gosto
farinha de rosca a gosto
Modo de preparo:
Tempere os camarões. Bata os ovos levemente com uma pitada de sal e uma colher(sopa) de água. Para empanar, passe primeiro no ovo batido e depois na farinha de trigo. Volte ao ovo e depois na farinha de rosca. Frite em óleo bem quente.
Molho tártaro:
1 xícara (chá) de maionese
1 xícara (café) de mostarda
50 gr picles
30 gr alcaparra
3 colheres (sopa) de cheiro-verde
Modo de preparo:
Misture muito bem todos os ingredientes, deixe repousar em temperatura ambiente por 1 hora. Remisture os ingredientes e leve para gelar. Sirva gelado.
Receitas retiradas do site: https://cybercook.uol.com.br/receita-de-camarao-empanado-e-molho-tartaro-r-6-3956.html


UM EXTRA QUE QUIS ADICIONAR:

Como o chefe se lembrava de William, decidiu fazer o mesmo com Sarah: compartilhou mais de seu prato favorito com a sua descendente. Como ela foi com o diário, ele se sentiu na obrigação de fazer isso, e ofereceu como cortesia da casa.


Muito obrigada por acompanharem o artigo até aqui, e até o próximo!

  1. Este segundo episódio de Isekai Shokudou, foi muito bom. Mesmo o anime, sendo episódico, à uma coisa que interliga todas as histórias e personagens, a porta misteriosa que dá acesso a um restaurante que serve comida a seres de outro mundo ao fim de semana. Tal premissa parece ser bastante simples e que poderia ficar chata, mas não Isekai além de ser um slice of life delicioso, ainda nos apresenta histórias e personagens fascinantes (fora os pratos magníficos que aparecem a cada episódio). Começando pela primeira parte do episódio, eu já tinha um certo interesse em saber quem era a Sarah Gold desde que ela pareceu na opening e posso dizer que fiquei bem feliz com a aparição dela neste episódio. A Sarah Gold além de ter um design bonito, é uma personagem forte e corajosa, a forma como ela combateu aqueles goblins naquela mina, não era uma situação para qualquer um. Gostei bastante do esforço que a Sarah fez, para descobrir o tal tesouro que o seu familiar Wiliam tinha deixado registado no seu diário de exploração. Eu já desconfiava que o tal dia de Saturno tinha a ver com um dia do fim-de-semana, mas não tinha a certeza, por isso obrigado pela informação e esclarecimento do mesmo Tamao-chan. Achei bem engraçado a descontracção e calma do chefe Tenshu, quando a Sara Gold aparece no seu restaurante com uma aura nervosa e de punhal na mão, afinal o chef já deve estar acostumado com esse tipo de situação. Só a Alleta a empregada demónio é que se assustou um pouco, mas com o tempo ela se acostuma. Passando à parte em que a Sarah decide dar uma chance àquele restaurante, a cara que ela fez ao beber um copo de água com limão, foi muito agradável afinal às vezes até as coisas mais simples são as melhores. Aqui nunca na vida de um restaurante vai servir água de graça, cada copo de água aqui num restaurante ou café, é entre 5 a 10 cêntimos cada (cerca de 20 a 40 centavos cada), isto nos restaurantes mais baratos, pois se for num restaurante fino um copo de água custa mais de 1 euro (cerca de 4 reais). Mas passando à parte do hambúrguer de carne moída, foi muito bonita, além de o prato estar lindo, lembrou-me o porquê de eu amar hambúrgueres em geral. Eu já comi de todo o tipo de hambúrguer, mas os meus preferido sempre serão o hambúrguer de carne moída de vaca e hambúrguer de atum. A cara que satisfação da Sarah ao provar o hambúrguer foi das melhores cenas do episódio, além de agradável, só demonstra que não é preciso dar um toque ecchi, como o famoso Shokugeki no Soma fazia. Quando a Sarah quis repetir o prato, fez-me lembrar o porquê de eu não poder ir aos restaurantes mais vezes, com a quantidade de comida que consumo, ia à falência. A conclusão da história da Sarah, foi bem bonita e emocionante, o chef tinha percebido que aquele diário que a Sarah levava consigo pertencia a um cliente a e amigo seu, William Gold. O maior tesouro do velho William era aquele restaurante, ele gostava tanto dele que até deixou isso escrito num diário, diário que motivaria a Sarah a seguir-lhe os passos. O chef além de talentoso na cozinha é super gente boa, naquele momento em que ele entrega à Sarah uma marmita com mais hambúrgueres, só mostrou a consideração do chefe pelos seus clientes. Aquela parte em que aparece o velho William a sorrir com a Sarah, quando esta ainda era criança foi um momento muito bonito, e que mostrou o quanto o velho William era gente boa.
    A segunda parte do episódio, teve uma história simples, mas ainda assim bastante interessante. A história de um nobre cavaleiro que foi destacado para pedir ajuda à cidade vizinha, não é nova, mas Isekai, soube usar a mesma história e melhorá-la. A parte da fortaleza a ser atacada por homens mariposa, foi simples mas ainda assim, suficientemente boa, para quem estivesse a ver, torcer pelo cavaleiro Heinrich conseguisse chamar reforços a tempo. Tudo o que o Heinrich fez na sua jornada para conseguir reforços foi de louvar, ele se esforçou até ficar sem força. Ele para poupar o cavalo, podia ter tirado a armadura antes de sair da fortaleza, e com os 40 quilos de metal que ele levava vestido, podia ter levado comida consigo. Tive pena do cavalo, o animal mais nobre que o ser humano conseguiu adestrar, além de inteligentes são amigos do homem para a vida toda. Para um cavalo cair para o lado, por cansaço é preciso puxar muito por ele, ai o Heinrich foi meio irresponsável. Mas passando à parte, em que o Heinrich no limite sua força e perseverança física chega naquela cabana misteriosa. A cara de espanto do Heinrich ao ver que aquela cabana dava para um restaurante naquele fim de mundo, foi bem engraçada. Bem menos engraçada, foi aquela atitude arrogante com o chef do restaurante, mesmo sabendo que era por ele estar desesperado, não era necessário fazer aquela figura. Quando o Heinrich prova o camarão frito, foi muito nostálgica, a cara que ele fez, é a mesma quando eu como o meu prato favorito. Afinal Heinrich nasceu e cresceu numa cidade do litoral, onde o camarão era a imagem de marca da mesma, dai ele adorar comer camarão. A tempura, foi das melhores coisas que os portugueses introduziram no Japão ( e o bolo Castela nem se fala). Não há nada melhor que comer um bom camarão frito, é um dos melhores prazeres que alguém tem na vida. Por norma, os cavaleiros não gostavam de ficar a dever nada a ninguém, por causa da sua honra e o Heinrich demonstrou isso, ao entregar a sua espada (símbolo máximo do cavaleiro) como garantia de pagamento ao chefe do restaurante. O Heinrich, devia ser um nobre, pois não seria um cavaleiro comum que receberia uma fortaleza, após de completar uma missão complicada.
    Antes de terminar, este já longo comentário, só quero agradecer as receitas que colocaste no artigo, quando tiver um tempo livre, com certeza tentarei fazê-las.
    Como sempre, mais um excelente artigo Tamao-chan. Espero ver mais artigos teus de Isekai Shokudoun e mais receitas também.

Comentários