Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Opa! Tudo bom com vocês? Nessa semana tivemos mais um episódio do tão querido Aho Girl! Recheado de mais idiotices e comédia do que nunca, o episódio seis veio com tudo!


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Como o esperado, o episódio 6 foi o clássico, como dito semana passada, famoso fan service. E me atrevo a dizer que foi um dos episódios mais engraçados de todos, senão o melhor até agora.

Foi um episódio muito divertido, cheio de informações úteis para o ser humano, e sem aleatoriedade alguma… poderia até ter sido assim mas aí não estaríamos falando sobre Aho Girl, afinal é o famoso “anime mais nonsense que você respeita”.


Devo admitir que a parte em que eles estavam na praia foi sensacional. Tivemos o clichê da idiota quebrar melancia com a cabeça (não vi essa melancia depois, mas ok), mas pudemos notar também o quão habilidosa a Yoshiko é para fazer corpos de areia (habilidade muito útil por sinal).

E como é lindo ver o quão longe uma pessoa pode ir pelo seu futuro. A mãe da Yoshiko é um exemplo claro de perseverança e persistência, vou me lembrar de lutar assim por minha aposentadoria também. Mas confesso que eu queria que ela entrasse (invadisse na verdade) em cena junto com eles na praia também.

No momento do banho então, percebemos que a presidente do conselho disciplinar possui muito conhecimento sobre o corpo humano (masculino principalmente). Foi uma parte de grande aprendizado psicológico e fisiológico pra mim, não sei vocês…

Podemos notar duas coisas das duas últimas partes do episódio: a primeira é que o Akkun acaba, por reflexo, sendo bem tsundere, e a segunda é que o Brasil está cada vez mais influente no mundo afora, ou que a Yoshiko precisava de uma roupa tão chamativa quanto sua idiotice, então colocaram uma roupa de samba nela.

Mas se teve uma coisa que me fez ficar com aquele gostinho de “quero mais”, ou até mesmo de “queria que tivesse acontecido” foi a presença da Sayaka bem distante, diferente do episódio anterior. Mas com apenas doze minutos de episódio fica difícil cobrar coisas como essa em todos os episódios.

Eu fico por aqui, deixando uma imagem maravilhosa da Yoshiko sendo discreta para vocês!


Comentários