Música---91-Days---Opening

No artigo sobre os episódios 9 e 10 eu disse que teria mais 91 Days essa semana além dos artigos dos episódios finais, não avisei? Era disso que eu falava! Quase seis meses depois do artigo sobre Sore wa Chiisana Hikari no you na, de Boku Dake ga Inai Machi (ufa! ainda bem que aqui é só Signal, de 91 Days, hehe), publico o segundo artigo da coluna “A Música do Anime”.

Pela baixa frequência e baixa quantidade acho por bem explicar de novo o propósito dessa coluna: comparar a música de um anime ao próprio anime, analisando quão bem ela se encaixa em seu contexto. Para esse fim apresentarei a minha versão da letra traduzida (nota: não sou tradutor e não entendo japonês, eu uso diversas traduções de fã em inglês e uma pitada de Google Tradutor para traduzir para o português) e em seguida a minha interpretação da música no contexto do anime.

O que será que TK, do Ling tosite sigure, quis dizer com Signal? Ah: está cheio de spoilers sobre 91 Days. Prossiga por sua própria conta e risco!

Ler o artigo →

Musica---BokuMachi---Ending

Inaugurando mais uma categoria de artigos sem periodicidade definida: A Música do Anime. A ideia dos artigos dessa categoria é comentar, dissertar, falar sobre uma determinada música de um determinado anime no contexto do anime. Ou seja: como sua letra e ritmo se relacionam com a arte e o argumento do anime.

Para estrear a categoria nada mais nada menos que a música de encerramento de Boku Dake ga Inai Machi, um dos melhores animes da temporada de janeiro de 2016 (o segundo melhor, segundo estatísticas do DataMexicano, que realiza essa pesquisas com pessoas que são eu). Por que não uma música do melhor anime, Rakugo Shinjuu? Porque gostei mais dessa música, ué. E porque Rakugo Shinjuu já estreou uma categoria de artigos (o Artigo-Comentário) e BokuMachi estava com ciúme.

Sore wa Chiisana Hikari no you na (Foi como um Brilho na Escuridão) é uma música da cantora Sayuri, o que significa que ela já é incrível por si só, com os agudos desesperados da cantora e o instrumental caótico da canção, e para o que me interessa aqui, a relação da música com o anime, ela é simplesmente perfeita, como verá na letra traduzida e que eu comentarei em seguida.

Uma nota sobre a tradução: não sei japonês. Não achei nenhuma boa tradução para português, e mesmo para inglês as traduções eram estranhas, ruins. Sendo poesia algo bastante subjetivo e bastante dependente do idioma, traduções literais tendem a arruinar o significado original pretendido. A tradução para o português que apresento abaixo fui eu mesmo quem fiz, baseada em várias traduções diferentes para inglês e com eventuais consultas a palavras ou frases isoladas em japonês no Google Tradutor (não ajudou quase nada, de todo modo). Se você entende japonês e identificar alguma grande besteira na minha versão, por favor não deixe de me corrigir na área de comentários! De todo modo, busquei dar unidade de significado à poesia da música e fiz várias alterações baseadas em interpretação fundada no próprio anime depois de perceber como alguns trechos isolados referenciavam-no diretamente. Sim, eu tentei adivinhar a intenção da letrista japonesa, a também grande musicista Yuki Kajiura.

Ler o artigo →