Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Oi gente, tudo bom? Eu realmente quero/preciso de um bordão e acho que vou usar o mesmo do meu canal, porém não agora, ainda é cedo.

Bem, hoje eu vou falar sobre um anime que com certeza você já viu algo sobre ele e pensou “deve ser horrível” ou “nunca vou assistir isso, que horror”. Mas caso não tenha visto nada vou explicar do que se trata: meninas de maiô lutando na piscina, em cima de uma plataforma, e na luta só podem usar os peitos e a bunda para derrubarem umas às outras.

Ler o artigo →

Não é de se estranhar que Yuri!!! on ice tome um cuidado muito grande na forma como trata seus personagens (não à toa, alguém completamente esquecível e irrelevante, como Guang, protagonizou uma cena com o nível de importância e significância que a apresentação “The Inferno” teve.

Nesse pequeno post gostaria que parássemos para analisar qual a mensagem por trás da apresentação de Guang e como Yuri!!! on ice usou um meme para spoilar seu episódio antes do fim :v

Ler o artigo →

Eu só acompanho Ajin pelo mangá nacional (aka: a edição que a Panini lança pelas terras brasilis), não faço ideia se é assim que o mangá termina e por isso não faço ideia se há previsão para uma possível terceira temporada. Porém, ficou claro pra mim que no fim das contas, esse fim de Ajin não só não mudou quase nada do padrão de final aberto da última temporada como fez o favor de ser ainda mais ambíguo.

Ler o artigo →

Yoooooooooooo

Occultic;Nine finalmente chega ao fim. E quando digo finalmente é finalmente mesmo, porque eu já não aguentava mais assistir esse final que não foi um final, mas foi um final.

Eu já me contradisse várias vezes nesses 12 episódios. Já disse no começo que era o pior anime da temporada, depois disse que ele era um dos melhores e agora digo que ele foi o mais decepcionante. A obra de fato foi isso: uma montanha russa de qualidade duvidosa que podia até nos dar uma emoção na descida ou em alguma curva, mas que definitivamente deixou a desejar com a sensação de que poderia ter sido muito mais do que realmente se mostrou.

Ler o artigo →

Yoooooooo

Nesses 3 episódios, 2 foram basicamente “idiotas” pegando aquela velha formula lá do começo, e um bem sério e violento. Nanbaka costuma ter uma trama que só se desenrola no final e começo do episódio. No final do episódio tem uma cena que chama a sua atenção e que se finaliza no episódio anterior. Esse é um truque muito comum nos episódios nonsense e serve para prender a atenção para algo mais sério que irá ocorrer no futuro. Eu acredito que o Anime tenha grande potencial e tenha conseguido se firma e ter 22 episódios justamente por usar essa formula. Existem os episódios não tão interessantes que servem para você passar o tempo e tem levam aos realmente bons e que fazem tudo valer a pena.

Ler o artigo →

No Japão os clubes escolares tem funções importantes como ajudar na socialização dos estudantes e pode influencia-los numa futura carreira profissional, além de ser um espaço onde os estudantes possam se divertir e relaxar um pouco da rígida rotina estudantil. Neste artigo eu irei falar um pouco de um anime escolar que tem um clube de desenvolvimento de jogos com membros peculiares cuja a protagonista é uma garota que acabou de entrar no ensino médio se depara com um importante questionamento que é sobre qual clube que ela iria participar. Essa decisão é de tal importância pois reflete diretamente na sua vida determinando seu ciclo de amizade e até interferindo na escolha profissional em um futuro próximo.

Ler o artigo →

Olá, pessoal! Aqui estou eu, Tamao-chan, e trago mais um post de Udon no Kuni no Kiniro Kemari!

Bom, demorou pra sair mais artigos, mas é um tarda, mas não falha! Hoje consegui terminar, aos trancos e barrancos, de ver esta fofura de anime! Nesta segunda parte dele (do 7 ao 12), vimos que o Poco queria dar diversas mensagens ao Souta. Mas não só para ele, e sim para todos ao seu redor! Também vimos como anda o processo do novo emprego do protagonista, e o que nos aguarda com relação ao Gao Gao!

Ler o artigo →