A Irina por trás da Irina

Esse quadro (não é sequer uma cena) não tem muito segredo, até porque Assassination Classroom não costuma ter muitos segredos. Ele faz uso de símbolos sim, mas é tudo sempre bastante óbvio, como as cores do professor Koro, por exemplo. O que torna essa cena especial é sua beleza plástica e como ela resume muito bem um dos mais importantes personagens adultos do anime durante seu arco de desenvolvimento.

A professora Irina sempre teve ar de durona, e sempre deixou claro que sua personalidade aparente se molda de acordo com as circunstâncias e objetivos. A Irina natural é durona e implacável, se ela estiver se apresentando amável provavelmente está atuando. Mas eis que a Irina durona também é apenas uma construção, e uma que ela criou não para enganar os outros, mas para enganar a si mesma. Vislumbrando a iminência da própria morte no oitavo episódio da segunda temporada, após ser traída, Irina se lembra de como as coisas sempre foram duras para ela desde criança. Ela endureceu para enfrentar o mundo duro, mas é só uma fachada: por dentro ela continua sendo a mesma criancinha assustada desde que perdeu os pais. Representar essa fachada como um quebra-cabeças mostra simultaneamente como essa é uma construção complexa, artificial, e que está se desmontando aos poucos.